LMS – Volume 2, Capítulo 2: A Estátua da Deusa Freya

Qualquer erro de digitação/português/tradução avisem nos comentários para que eu possa corrigir.

Versão em .pdf1: [LMSNovelBR] Volume 2 – Capítulo 2 – A Estátua da Deusa Freya (nota integrada)

Versão em .pdf2: [LMSNovelBR] Volume 2 – Capítulo 2 – A Estátua da Deusa Freya (nota rodapé)

Segue o capítulo abaixo:

——————————————–

Capítulo Anterior  |  Próximo Capítulo

capa-v02c02

Volume 2

CAPÍTULO 2 – A Estátua da Deusa Freya

            Conforme Weed e seus companheiros se aproximavam da Fortaleza dos Lizardmen (NT = Nota barafael: Homens-Lagarto), a queda no número de monstros no caminho deles aumentou rapidamente.

            “Nós já abatemos mais de quarenta Lizardmen…”

            “Nós ainda estamos na fronteira. Quantos mais você acha que estão reunidos lá dentro?”

            Irene e Romuna falaram sucessivamente, mas Weed apenas sorriu e disse:

            “Olha, todos vocês sabem que os lizardmen são monstros que vivem em grupo, não sabem?”

            “Sim, Weed-nim. Eles se agrupam mais do que os orcs”, Irene disse.

            “Isso mesmo. Eles também protegem seu próprio território zelosamente. E se alguém pisar sobre o território deles?”, Weed perguntou.

            “Eles revidam sem objeção!”, disse Surka.

            “Isso mesmo. É isso que torna os Lizardmen terríveis para os usuários”.

            “Isso não significa que nós estamos em apuros agora?”

            Weed e seus companheiros estavam passando por um vale. Eles muitas vezes descansavam no caminho para recarregar a mana e não desperdiçaram energia.

            Neste ponto, ele entregou o enigma:

            “Eu diria que nós estaríamos em perigo sob circunstâncias normais, mas nós podemos contar com Darius agora”.

            Por causa da revelação de Weed, eles perceberam de onde sua confiança vinha.

            “O que você quer dizer com isso…? Oh! eu entendi!”, disse Surka.

            “Darius realmente está nos ajudando!” Romuna disse com um sorriso no rosto.

            A fortaleza dos lizardmen.

            Eles já deveriam estar lutando violentamente contra a força punitiva que havia invadido o território deles. Em outras palavras, a base do acampamento estaria quase abandonada e guardada apenas por um punhado de guerreiros Lizardmen.

            Em algum momento, Weed adivinhou que os tesouros, que os lizardmen tinham saqueado das aldeias próximas, também estavam guardados ali.

            Ele estava escalando o vale ocidental a fim de realizar a missão de Ghandilva, mas a sua real intenção estava escondida.

            “Nós enfrentaremos um inimigo mais difícil a partir deste ponto. Que tal nós atrairmos a atenção deles?”, Weed perguntou.

            “Isso!”, Surka disse.

            “Nós deveríamos ser cuidadosos. Não podemos permitir que muitos lizardmen nos ataquem de uma só vez”, disse Weed.

            Surka fez um grande trabalho atraindo os lizardmen um por um. Sua excelente agilidade a ajudou a atrair o inimigo separadamente.

            “Venham, seus répteis feios!” Ela gritou para eles.

            “Kruru!”

            “Humana, vamos lhe matar!” Os lizardmen furiosos rapidamente perseguiram atrás de Surka. Weed e Pale carregaram rapidamente flechas em seus arcos, mirando os lizardmen e atiraram neles.

            *Sweesh*

            Enquanto Weed atirava uma flecha por vez, Pale lançava várias flechas tão rápido que as suas mãos estavam quase invisíveis.

            Os níveis deles na habilidade de tiro com arco mostravam uma diferença razoável, para não mencionar os efeitos de outras habilidades de Pale.

            A habilidade de tiro com arco de Weed tinha avançado além de seu nível geral conforme ele caçava os goblins, mas ele não poderia rivalizar com Pale cujas mãos nunca tinham deixado seu arco.

            Para Pale, antes mesmo de uma flecha acertar um alvo, a próxima flecha já estava carregada e lançada.

            Desde o nível cinco, quando ele se converteu para a classe Ranger, ele tinha estado melhorando as habilidades Chain Shot (NT = Nota João: Tiros em Série) e Penetration (NT = Nota João: Penetração), o que tornava suas flechas mais poderosas.

            Weed atirou flechas até que os lizardmen ficassem muito perto dele. O dano era baixo, mas seu índice de aptidão no tiro com arco, no entanto, tinha melhorado.

            Não, o ponto principal era que seu temperamento não lhe permitia sentar-se e esperar por seu inimigo.

            ‘Por que eu deveria esperar pelos pontos de experiência, não, quero dizer, o inimigo vir?’

            Weed amava lutar, ele simplesmente nunca se cansava disso e estava imparável agora.

            “Yatz, Yatz, Yatz!”

            A partir da sua boca, irrompeu outro grito de guerra.

            Irene e Romuna riram. Elas já tinham isso uma vez mencionado a Weed, que teve que admitir que ele não conseguia evitar.

            Para ele, era um rugido de triunfo que saia apenas quando ele estava muito animado.

            Felizmente, nunca houve uma vez em que os monstros lhe ouviram e avançaram contra seu grupo, embora ele estivesse constantemente envergonhado por seu hábito involuntário quando ele estava lutando ombro a ombro com outros usuários.

            ‘Weed é sempre calmo, mas às vezes ele sai do controle e se torna tão infantil’, pensou Irene.

            Eles encontraram seis lizardmen em uma batalha absurda.

            No momento em que a batalha começou, dois dos lizardmen foram abatidos pela espada de Weed e restaram apenas mais quatro.

            Ele deixou esses quatro monstros sozinhos, porque se ele tivesse abatido todos eles, Romuna, Pale e Surka teriam perdido preciosos pontos de experiência.

            Pior ainda, a mana de Weed acabaria enquanto a mana de Irene permaneceria em excesso, o que obrigaria o grupo inteiro a fazer uma pausa a fim de que ele reabastecesse a sua mana. Eles iriam perder um tempo precioso, atrasando o prazo da missão.

            Dois lizardmen foram atrás de Surka, mas os outros dois, em fúria, avançaram sobre Weed querendo sua vingança pela perda de seus companheiros.

            A espada de Weed precisava de reparos, estando abaixo de dez pontos em termos de durabilidade, dado que uma técnica de espada poderosa sobrecarrega a arma em uso, reduzindo ainda mais a durabilidade dela, e ele tinha estado ocupado ferozmente na batalha, sem descanso.

            “Desarmar espada de ferro”.

            Weed devolveu a sua espada ao inventário e cerrou seus punhos.

            A habilidade típica de Surka!

            “Rapid Shadow Fist (NT = Nota João: Punho Rápido das Sombras)!”

            Os punhos de Weed atacaram o inimigo incessantemente.

            Embora ele tivesse gritado o nome da habilidade, não era como se ele realmente ativasse a habilidade em si, pois ele ainda não a tinha aprendido em primeiro lugar e muito menos seria capaz de usá-la. Em vez disso, ele imitou a maneira com que Surka usava seus punhos com o melhor de seu conhecimento e deu uma surra nos lizardmen.

            Querendo bater nos monstros com suas próprias mãos, ele aprendeu artes marciais por um ano, esperando por esse momento. Desnecessário dizer que seus golpes eram ótimos.

            *Pabababak*

            As mãos de Weed moviam-se a uma velocidade invisível.

            Espancando os lizardmen impiedosamente com os punhos, a sua habilidade de artesanato no nível intermediário adicionou um extra de cinquenta por cento ao poder de ataque do punho.

            “Ugh!”

            “Punhos humanos, eles machucam!”

            Weed aproximou-se de seu inimigo, socando em cada abertura. Os lizardmen balançaram suas lâminas em retaliação.

            Em resumo, os lizardmen e Weed estavam ambos obcecados uns com os outros até o combate ser concluído.

            O trabalho de pés de Weed era leve. Cada vez que seu corpo balançava, um soco era dado em um lizardman. Seus tornozelos e cintura moviam-se à vontade e davam força para os punhos, que por sua vez atingiam o estômago e peito dos lizardmen.

            “Kugh!”

            “Humano traiçoeiro, ele atinge o mesmo lugar várias vezes!”

            O lizardman lamentou de dor.

            “Weed-nim, continue pressionando!”

            Irene estava ocupada curando os líderes da linha de frente, a partir da retaguarda do grupo.

            A experiência dela na cura era reconhecida e sempre que a vida de seus companheiros de equipe descia abaixo de setenta por cento, a sua habilidade Healing Hand (NT = Nota barafael: Mão Cicatrizante) tocava os necessitados. Era livre de risco e eficaz.

            Weed estava gostando muito da sensação em primeira mão de poder trazer o inferno aos seus inimigos. Ele preferia combate corpo-a-corpo em vez de lutar com espadas, para ele, conseguir sentir isso era se sentir mais vivo.

            Os lizardmen e Weed estavam esmurrando um ao outro, mas não era o mesmo para os lizardmen. Os rostos dos Lizardmen estavam preenchidos com dor, mas um sorriso pairava no rosto de Weed.

            Ele estava girando seus poderosos punhos, gritando com entusiasmo.

            Enquanto isso, Romuna e Pale estavam rapidamente lançando feitiços mágicos e atirando flechas, respectivamente, para se livrar dos outros dois lizardmen que se atracaram à Surka.

            Sem ver esperança, esses dois lizardmen que enfrentavam Weed foram espancados, mas eles ainda estavam vivos.

            *Ting*

Novo Atributo: Perseverança

            O atributo perseverança é principalmente gerado por guerreiros no começo de suas aventuras.

            Quando ele é desenvolvido, ele reduz o dano físico causado pelo inimigo e até mesmo aumenta a vida do usuário em uma pequena quantidade.

            Alguém poderia investir alguns pontos de atributo para elevar a perseverança, mas a maioria optava por deixá-lo desenvolver-se por si próprio ao receber ataques corpo a corpo. Após o atributo perseverança ser adicionado em suas estatísticas, o movimento do Weed tornou-se mais tático.

            Ele verificava o quanto de mana Irene tinha e intencionalmente deixava os lizardmen golpeá-lo com suas lâminas. Era um atributo que crescia baseado na quantidade de vezes que o usuário era atingido. Este era realmente um poder que você poderia obter somente através da dor e sofrimento.

            Weed era uma pessoa que aceitava de bom grado os ataques do Lizardmen enquanto eles eram aceitáveis e dentro do limite de mana de Irene para curar.

            Em Royal Road, você pode realmente sentir dor quando está ferido. Weed até mesmo desfrutou a dor. (NT = Nota João: Um grande M)

            “Kueeek!”

            Um dos lizardmen finalmente pereceu com um grito de morte.

            Weed conseguiu o feito de socar um lizardman até a morte na batalha.

            Os outros três lizardmen foram prensados por Romuna, Pale e Surka e, em seguida, mortos.

            Weed tinha matado três deles sozinho, mas não teria sido fácil mesmo com a espada de ferro, a menos que Irene tivesse constantemente recuperado a sua vida. A vitória precisava de todos os cinco deles em grupo.

***

            Surka foi buscar um grupo de lizardmen mais distante onde havia dois ou mais grupos de lizardmen nas proximidades.

            Se não tivesse sido esse o caso, Pale simplesmente atiraria uma flecha neles ou, na maioria das vezes, Weed seria o primeiro homem a se mover.

            Weed correria direto para as fileiras de lizardmen e atacaria com sua espada livremente. Seus companheiros de equipe correriam atrás dele e ajudariam a terminar com os monstros. Depois disso, eles sairiam vitoriosos. Isso era o que Weed mais gostava sobre seus companheiros de equipe.

            Eles eram geralmente faladores e barulhentos marchando, mas quando se tratava de uma batalha, eles se calavam e levavam a sério. Eles haviam sido exaustivamente treinados por Weed.

            Já que eles tinham caçado raposas na frente da Cidadela, eles tinham aprendido como caçar monstros rapidamente e economicamente.

            Quando eles entraram na fortaleza dos lizardmen após neutralizar um punhado de guardas, eles encontraram um grupo de cabanas de palha espalhadas no vale abandonado.

            ‘Os prisioneiros estão lá’.

            Weed pensou com seus olhos brilhando.

            Os pais das crianças foram confinados em uma gaiola feita de ramos entrelaçados.

            Weed estudou a situação por um tempo. Havia dez homens e mulheres trancados na gaiola de madeira e ele localizou oito lizardmen de guarda sobre eles.

            Oito deles!

            Sem levar em consideração sua mana, Weed poderia vencer dois ou três, no máximo, em um ataque repentino, mas, nesse caso, seus companheiros de equipe teriam de lidar com os outros cinco guardas restantes.

            Ele estava certo de que eles iriam prevalecer no final, mas Irene e Romuna, que tinham vida baixa e defesa fraca poderiam acabar morrendo. Magos e sacerdotisas eram seriamente ameaçados por apenas alguns ataques de um lizardman.

            “É melhor nós resgatarmos os prisioneiros em primeiro lugar. Vou levar o grupo embora”.

            Surka sabia que era hora de agir e moveu-se.

            “Humana!”

            “Como ela chegou aqui…”

            “Mate em primeiro lugar!”

            Quando Surka se aproximou dos lizardmen, cinco deles começaram a ir atrás dela. Em vez de persegui-la, os outros três lizardmen ficaram para trás para manter a vigilância sobre os prisioneiros.

            ‘Eles não são tão tolos quanto eu pensei’.

            Weed fez contato visual com Surka, que estava em fuga. Eles concordaram e sussurraram entre si:

Surka:

Weed-nim, eu correrei em círculos ao longo de onde viemos e, em seguida, voltarei aqui.
Weed:

Obrigado Surka-nim. Isso será suficiente.

            Weed e Surka fecharam um acordo rápido através de sussurros.

            Certos de que ela e seus perseguidores estavam fora de vista, Weed e Pale apareceram na frente dos lizardmen restantes.

            “Mais seres humanos!” Eles gritaram.

            “Humanos, vieram de novo!” Os três lizardmen gaguejaram em surpresa.

            “Sculpting Blade (NT = Nota João: Lâmina de Esculpir)!”

            “Fire Arrow (NT = Nota João: Flecha de fogo)!”

            “Power Shot (NT = Nota João: Tiro poderoso)!”

            Os guardas sobreviveram apenas um segundo contra os invasores humanos. Weed e Pale os abateram em uma fração de segundos e abriram a porta da gaiola de madeira.

            Os pais permaneceram dentro, porém, assustados fora de seus juízos. Weed podia simpatizar com o quão aterrorizados eles provavelmente estavam, pois haviam sido capturados pelos lizardmen e estavam à espera da morte que poderia vir a qualquer momento.

            “Nós estamos aqui pelo pedido de Ghandilva, o ancião da Aldeia Baran”.

            Weed disse aos aldeões.

            “O- o ancião…?”

            “Sim, ele nos pediu para resgatá-los e levá-los todos de volta para casa com segurança. Alguém está ferido aqui?”

            “Por aqui, por favor…”

            Weed entrou na gaiola de madeira e deu os primeiros socorros aos feridos com ervas e bandagens. Essa medida sozinha já restaurou bastante da vida deles.

            “Weed-nim, Surka-nim está de volta”, disse Pale.

            Surka, que tinha liderado os lizardmen para longe da gaiola, estava voltando.

            “Mantenham-se na gaiola por um minuto. Preparem-se para sair por ora. Vocês querem ver seus filhos novamente, não é?” Weed disse ternamente para os moradores.

            Alguns teriam considerado os aldeões como uma obrigação e, como uma questão de fato, eles estavam certos porque o grupo dele era responsável por resgatar os prisioneiros dos lizardmen e garantir a sua segurança todo o caminho até a Aldeia Baran. Contudo, Weed pensou um passo adiante:

            ‘Estes encantadores pontos de experiência!’, ele pensou alegremente.

            O que Weed estava realizando era uma missão de resgate. Para cada cabeça salva, ele receberia pontos de experiência extras como uma recompensa quando a missão fosse concluída. Ele tinha desistido de fama e da experiência da missão da força punitiva para exterminar os lizardmen, mas este ainda era um bom negócio.

            Weed e seus companheiros de equipe exterminaram os cinco lizardmen que retornaram seguindo Surka. Eles rapidamente esconderam os moradores em um abrigo seguro e, em seguida, procuraram mais prisioneiros que também foram eventualmente encontrados e resgatados.

            A decepção deles, porém, estava no que os lizardmen haviam roubado e empilhado.

            Orcs e Goblins coletam ouro e pedras preciosas. Em um forte contraste com essas criaturas, os lizardmen da classe reptiliana dificilmente reuniam qualquer coisa valiosa quando atacavam a civilização humana. Então, tudo o que o grupo de Weed encontrou foi uma montanha de escudos, armaduras e armas feitas de ferro.

***

            Weed e seus companheiros de equipe varreram os armamentos junto, sem deixar nada para trás. O peso máximo que um usuário pode carregar depende de sua força e resistência.

            Mesmo Irene e Romuna foram tropeçando em direção à aldeia com cargas pesadas em suas costas. É claro, não era apenas o seu grupo que carregava armas.

            “Nós salvamos vocês”.

            Weed disse aos aldeões resgatados. Os rostos deles mostraram algum desconforto com as suas palavras.

            “Naturalmente nós não estamos pedindo qualquer compensação pelo que fizemos. Tudo o que queremos é a semente que Ghandilva, o ancião de sua aldeia, prometeu. Isto é porque nós não resgatamos vocês por recompensa ou lucro”.

            Tranquilizados, os moradores pareciam menos ansiosos do que antes.

            Sorrindo gentilmente, Weed acrescentou:

            “Eu entendo que vocês passaram por muitos problemas, mas vocês se importariam de ajudar a carregar essas armas até a aldeia?”

            “…..”

            Os rostos dos aldeões passaram por outra mudança repentina. Eles estavam extremamente cansados devido à desnutrição. A última coisa que queriam fazer era qualquer coisa que pudesse comprometer o seu regresso para casa.

            “Como você pode ver, este vale é algo perto de uma fortaleza impenetrável e eu ouvi que Orcs, muitas vezes aparecem aqui”.

            Com uma simples menção dos Orcs, os moradores estremeceram de terror. Eles mal tinham sobrevivido aos lizardmen e se Orcs fossem à próxima calamidade com que lidariam, eles sabiam que seria um caso perdido.

            “Apenas no caso, supondo que os Orcs encontrem este lugar… eles se alegrariam pelas armas empilhadas aqui. Eles poderiam pegar as armas e varrer a Aldeia Baran no vale. Então eu acho que as armas devem ser removidas daqui. Por favor, vocês nos ajudam?”

            Persuadidos por Weed, os aldeões acabaram transportando cargas tão pesadas quanto eles poderiam possivelmente aguentar andando pelo vale.

            Enquanto isso, os lizardmen na Aldeia Baran tinham sido dizimados por Darius e suas tropas.

            A aldeia foi devastada, mas os moradores resgatados choraram de alegria pelo seu regresso de qualquer maneira.

            No portão da frente da Aldeia Baran, Weed disse-lhes outra vez:

            “Muito obrigado, meus amigos. Nós não poderíamos tê-los trazido aqui com segurança sem o seu cuidado e apoio. Eu assumirei daqui, então vocês estão livres para voltar para os seus filhos. Eles estão esperando desesperadamente por suas mães e pais”.

            No momento em que Weed terminou o seu discurso, os aldeões deixaram as pesadas armas no chão e partiram à procura de seus filhos e filhas.

            Ghandilva estava à espera com as crianças em uma clareira perto do portão.

            “Mãe!”

            “Pai!”

            “Selen, Marron, eu estou feliz que vocês estão vivos!”

            Foi uma comovente reunião entre pais e filhos. Ghandilva caminhou até Weed, alisando a sua barba branca.

            “Você terminou a missão, Weed-nim”, o ancião afirmou.

            “Sim, senhor”, Weed disse humildemente.

            “Eu sou muito grato a você por salvar todos os meus conterrâneos. Honestamente, eu não esperava que você conseguiria tanto… você fez um grande trabalho. Nenhum de nós nunca esquecerá o que você fez por nós”.”

            *Ting*

A Calamidade da Aldeia Baran:

Missão concluída!

As famílias dispersas na Aldeia Baran foram reunidas pelos bravos heróis que estavam dispostos a ver a justiça ser feita.

A aldeia foi destruída por um ataque dos lizardmen, mas o cantar dos galos e o latido dos cães será ouvido em breve.

As crianças estão aliviadas por verem seus pais novamente. Até o dia em que seus olhos se encham de lágrimas a partir da bronca se seus pais, as crianças terão gratidão pelos bravos heróis.

Fama aumentou em 15 pontos (+15 FAMA)

Recompensas da Missão:

Semente sem nome.

Você subiu de nível!

            A fama e os pontos de experiência foram distribuídos igualmente para todos no grupo, mas a semente foi dada diretamente para Weed, que era o líder.

            “Nós na Aldeia Baran estamos em dívida com você”.

            “Não, senhor. Nós só fizemos o que deveríamos. Faremos sempre o nosso melhor para preservar a paz e a prosperidade da Aldeia Baran”.

            Há muitos fatores envolvidos ao receber uma missão.

            NPCs podem implorar para qualquer um que lhes cruzar o caminho se eles quiserem que uma missão seja feita com urgência, mas a maioria deles esperarão pelo seu usuário favorito, se houver, aparecer e resolver os seus problemas em vez de confiar em um estranho total.

            “Darius, eu acho que você se arrependerá disso”.

            Weed tinha ganhado uma considerável confiança e gratidão a partir do ancião Ghandilva e dos aldeões que haviam sido resgatados pelo seu grupo. Eles também se sentiriam profundamente em dívida com seus salvadores e isso funcionaria em sua vantagem quando eles fizerem compras e outros serviços na própria aldeia.

            Se Darius presumisse que ele não tinha nada muito a ganhar com a Aldeia Baran, ele não ficaria preocupado, mas ele teria que pagar por seu erro se ele tivesse planejado expandir o seu poder sobre a província do Sul com base em seu status como o comandante da força punitiva.

            Obviamente, esta amizade sutil ao invés de recompensas materiais era mais provável de se transformar em um trunfo maior no futuro.

            Darius não teria rejeitado a missão em circunstâncias normais, mas ele era o comandante da força punitiva.

            Teria sido uma decisão difícil abandonar a sua missão de levar suas tropas para derrotar os lizardmen para uma grande recompensa, para, em vez disso, resgatar um punhado de aldeões a partir da fortaleza.

            Por essa razão, Weed compreendeu Darius, mas teve pena dele ao mesmo tempo.

            Oportunidades como estas não se apresentam frequentemente. Como um acidente imprevisto do nada, elas vêm e vão.

            Ghandilva de repente apertou as mãos de Weed.

            “Eu me lembrei de que eu tenho outro favor para você, Weed-nim. Você é um homem de confiança. Eu ouvi dos soldados da força punitiva que você é um escultor. Estou enganado?”

            “Não, senhor”, Weed disse calmamente.

            “Nós costumávamos ter uma estátua de Freya que todos nós adorávamos na praça central da aldeia”.

            Freya era uma Deusa amplamente adorada em Rosenheim. Ela era conhecida por governar a fertilidade e beleza.

            Ghandilva disse com um rosto sombrio:

            “Nós sempre rezamos pela paz e prosperidade para a estátua de Freya da aldeia. Mas ela foi esmagada em um acidente no início deste ano. Agora que eu olho para trás sobre como as coisas mudaram para pior, eu suspeito que a ausência da estátua causou todos esses problemas”.

            “Você deseja que eu restaure a estátua da Deusa?”

            “Sim, Weed-nim, eu quero que você esculpa uma nova estátua de Freya. Eu originalmente requisitei a outro estrangeiro para trazer uma substituta, mas eu não ouço falar dela a muito tempo. É urgente. Você poderia por favor esculpir uma estátua de Freya?” (NT = Nota João: lembrem-se desse parágrafo)

            *Ting*

A estátua da Deusa Freya:

Freya, a Deusa da beleza e da fertilidade é a deusa padroeira da Aldeia Baran. A estátua da Deusa Freya estava na praça central, mas foi destruída por um pinheiro quando uma enchente derrubou a árvore. Apesar dos lizardmen terem sido derrotados, os aldeões não viverão em paz até que a estátua de Freya seja restaurada.

Construa uma estátua de Freya na aldeia e traga a paz de volta.

Dificuldade da Missão:

Restrita a classe.

Requisitos da Missão:

Apenas disponível para escultores.

            Era uma missão de classe reservada aos escultores. O nível de dificuldade e as recompensas para a missão não estavam decididos porque dependiam estritamente do resultado.

            As recompensas para a maioria das missões eram resolvidas pela mesma regra. Exceto para as missões definidas tais como as que envolviam mensageiros ou entregadores de certos objetos, as recompensas variavam muito baseado nos resultados.

            “Por favor, espere aqui. Eu preciso consultar com meus companheiros”.

            Quando Weed disse isso, seus companheiros, que estavam ouvindo a conversa vagamente, sorriram e felicitaram-no.

            “Parabéns, Weed-nim! Boa sorte”, disse Surka.

            “Eu pensei que nós tínhamos cometido um erro quando abandonamos a missão da força punitiva, mas agora eu estou orgulhosa do que fizemos”, disse Romuna, sorrindo.

            “Senhoritas Surka e Romuna, obrigado”, disse Weed e continuou:

            “Mas se eu aceitar esta missão, eu não posso ir caçar com todos vocês por alguns dias”.

            Weed procurou o consentimento de seus companheiros e Pale estava ansioso para dar-lhe:

            “Está tudo bem com a gente. O que resta para a missão da força punitiva é pretextos e acabar com algumas resistências isoladas. Desde que nós já atingimos a nossa cota de lizardmen, acredito que podemos fazê-lo por conta própria. Para ser honesto com você, Weed-nim, você tem um nível muito mais elevado do que o resto de nós, então nós realmente queremos que você pegue esta missão”.

            Pale tirou o peso dos ombros de Weed. A verdade era que seus companheiros estavam um pouco desconfortáveis em aprender com alguém cujo nível era maior que o deles.

            Como Weed desempenhou o papel de líder e causador de danos principal na maioria das batalhas, eles sentiram-se como acessórios para a sua aventura. Para os verdadeiros companheiros, todos tinham que ser colocados em pé de igualdade e o grupo não poderia trabalhar junto enquanto os outros estivessem conscientes de que eles estavam em dívida com uma pessoa em particular.

            “Entendo. Então eu vou pegar a missão”.

            Weed disse e caminhou até Ghandilva.

            “Eu farei a estátua de Freya, senhor”.

            *Ting*

Você aceitou a missão!

            “Obrigado, Weed-nim. Por favor, prepare-se e construa-a o mais rápido possível”, disse Ghandilva.

            Quando Weed e seus companheiros deixaram a aldeia, Becker e Hosram se aproximaram deles, junto com seus subordinados.

            “Prazer em vê-lo novamente, comandante”, disse Becker.

            “Onde estão os outros?” Weed perguntou.

            “Eles estão correndo atrás de lizardmen em fuga”, disse Hosram com um sorriso.

            Weed pensou que os outros soldados estavam perseguindo os remanescentes dos lizardmen que haviam sido expulsos da aldeia pelas tropas.

            “E quanto a vocês?”, Weed perguntou.

            “Sir Darius ordenou que todos os soldados do Exército Rosenheim ficassem para trás”, disse Becker.

            Weed suspeitava que Darius tivesse atribuído aos soldados de Rosenheim defender a aldeia, para que ele pudesse manter todo o crédito para si mesmo.

            Apenas os soldados de Rosenheim foram deixados para trás no dever de guardiões da aldeia.

***

            Weed levou seu grupo para um lugar isolado. A semente estava em sua mão.

            “Oh, a propósito, falando da recompensa que nós conseguimos depois de resgatar os aldeões, para o que servia aquela semente?”

            Com a pergunta de Surka, Weed apenas olhou para a semente e disse:

            “Para ser honesto com vocês, eu tenho um livro estranho. O livro tem essa história escrita nele…”

            A Cidade do Céu!

            Quando Weed disse-lhes sobre o livro que ele tinha recebido de Volk, até Pale que geralmente era calmo não podia deixar de ficar chocado.

            Cada aventureiro no Continente de Versalhes tem um sonho: um continente de fantasia, uma terra de lendas vivas e mistérios, ou deixar suas próprias pegadas em um território desconhecido onde nenhum pioneiro jamais foi.

            Explorar um calabouço desconhecido e desvendar os seus segredos. Um homem que descobre um novo horizonte ganha muitas oportunidades, além de uma fama enorme. A oportunidade de crescer e a oportunidade de morrer.

            “A Cidade dos Céus… você está falando sério que existe tal lugar? Eu ouvi sobre a Cidade Subterrânea…” Pale disse.

            “A Cidade Subterrânea?”, Weed perguntou.

            “Sim, ela é conhecida por ser uma cidade subterrânea nas profundezas da terra e que os anões a construíram. Seu palácio está localizado lá”.

            “Aqueles usuários que escolhem a raça anã no início podem ir para essa cidade?”

            “Na verdade, não. Eu ouvi que nem todo anão é autorizado a entrar na cidade. Há pouquíssimas pessoas que conhecem o lugar. Se você chegar lá, você pode adquirir a perícia na habilidade em ferraria e aprender também a habilidade de artesanato”.

            Os anões. Eles eram dores de cabeça para Weed tendo escolhido o caminho de um escultor.

            Para um usuário humano aprender a habilidade de artesanato, ele precisa selecionar uma classe preliminar relacionada as habilidades artesanais.

            Um escultor pode aprender a habilidade de artesanato no nível de domínio básico escultural.

            No caso de Weed, ele havia obtido antes mesmo de escolher a classe, pois ele tinha terminado a rara missão em série sobre o sucessor de Zahab. Porém, nem todo mundo é tão sortudo como ele era.

            Tenha a certeza de que quase ninguém recebe tal sorte inesperada. Cozinheiros e ferreiros tem que aprimorar as suas habilidades para, pelo menos, o nível intermediário para aprender a habilidade de artesanato. Um alfaiate pode aprendê-la quando ele sobe para o nível oito da habilidade básica em alfaiataria.

            A menos que você escolha uma classe artesanal, você não pode chegar à fase intermediária de qualquer habilidade artesanal. Então, se você quer aprender a habilidade de artesanato, a habilidade de alfaiataria é uma obrigação. Porém, os anões nascem com a habilidade de artesanato logo após a ativação de uma nova conta.

            Com resistência ilimitada e força imponente por natureza, os anões ainda têm excelente habilidade artesanal!

            Weed não conseguia relaxar a sua vigilância contra a raça.

            No entanto, ser um anão tem as suas próprias desvantagens. Em vez disso, os anões são pequenos em altura e penalizados em feitiços, cavalgar e no conhecimento de habilidades de combate.

            Weed queria visitar a cidade subterrânea um dia.

            “Se eu tiver a chance, eu adoraria ir para lá”, disse Weed.

            “Não será fácil. Ouvi dizer que eles são muito hostis aos seres humanos. Apenas bons artesãos são respeitados lá. A menos que você ganhe certo grau de reconhecimento a partir deles, você terá negada a entrada para a cidade”, disse Pale.

            ‘Mestres da escultura, como Zahab e Geihar Von Arpen poderiam ter entrado na Cidade Subterrânea. Eu tenho um palpite de que provavelmente há algo relacionado com os mistérios das artes esculturais lá em baixo’.

            Colocando a intuição de lado, Weed tirou a semente não identificada que ele tinha recebido de Ghandilva.

            “Bem. Vamos ver. Se eu estiver errado, nós perdemos o nosso tempo por nada”, disse Weed.

            “Eu tenho certeza de que a sua decisão estava certa”.

            “Eu tenho um bom pressentimento sobre isso”.

            Irene e Romuna incentivaram Weed.

            Sobrecarregado pelas expectativas dos seus companheiros, Weed usou a habilidade de identificação com cuidado.

            “Identificar”.

Semente da Árvore Celestial:

Durabilidade:

1/1
Requisitos:

Você deve semeá-la perto da Aldeia Baran.

Efeito Especial:

Guia para a Cidade do Céu.

            Uma vez que Weed leu através da janela de descrição, ele fechou os olhos por um momento e, em seguida, os abriu novamente.

            Seus companheiros de equipe estavam impacientes esperando que ele entregasse a boa notícia.

            “Isso é real”.

            Uma vez que Weed confirmou, o resto dos membros do grupo aplaudiram. No entanto, havia ainda coisas importantes para discutir.

            “Eu não quero ser visto semeando a semente e subindo para a Cidade do Céu”.

            Weed ia levar seus companheiros de equipe lá, mas levar Darius e seus subordinados ou mesmo outros membros da força punitiva dificilmente o atraía.

            Egoísta, ou você poderia chamá-lo de autocentrado, se desejar.

            Ainda assim, Pale, Surka, Irene e Romuna tinham passado pela missão não oficial, junto com Weed para se apossar da semente.

            “Eu concordo com você. Se há uma Cidade do Céu, ela será eventualmente descoberta por alguém e se tornará disponível para todos, mas não precisa ser nós a fazer isso”, Pale disse, concordando com a sugestão de Weed.

            Não era o caso de monopolizar a informação. Era mais sobre aqueles que a conhecem merecerem ser capazes de aproveitar esse conhecimento.

            Se todo mundo soubesse da existência da Cidade do Céu, os méritos da descoberta deles seriam diminuídos e o que Weed tinha feito até agora não daria qualquer fruto.

            Viver pelas morais gentis e justas era uma coisa tola de se fazer. Imagine se eles fossem a público com a Cidade do Céu, quem revelaria seus próprios segredos ou compartilharia sua própria missão com quem apreciasse uma ingenuidade dessas?

            “Eu também acho. É muito cedo para dizer a alguém sobre isso”, Irene disse.

            “Vamos para lá sozinhos”, Surka concordou.

            Logo eles chegaram a um acordo comum sobre o assunto. No entanto, deixando a questão da Cidade de Céu adiada pelo momento, Weed tinha de terminar a sua missão da Estátua da Deusa e a missão da força punitiva que os seus outros companheiros de equipe ainda estavam realizando.

            Eles decidiram ir para a Cidade do Céu depois que terminassem todas as missões.

            Eles estavam meio animados, mas preocupados em explorar uma nova região. Se ela acabasse por ser muito difícil, eles, possivelmente, acabariam apreciando a paisagem no céu e voltariam em vão. Tal exploração sempre tinha essas possibilidades perigosas.

***

            Weed preparou uma boa desculpa para Darius e suas tropas, as quais tinham sido relatadas estarem voltando. Ele estava com medo de que eles pudessem questionar por que o seu grupo não apareceu nas batalhas.

            Quando eles voltaram para a Aldeia Baran, no entanto, as tropas tinham um número inferior do que uma centena de membros e eles estavam brigando uns com os outros intensamente.

            “Você é responsável por isso!”

            “Por que você está fazendo de mim um bode expiatório?”

            “Seu plano patético fez Collonya ser morto em ação!”

            “É sua responsabilidade cuidar da própria vida”.

            “Agora você está culpando o homem morto!”

            Enquanto reconquistavam a Aldeia Baran e limpavam o restante dos lizardmen, as tropas tinham sofrido pesadas baixas.

            Para começar, o grupo composto por pessoas totalmente estranhas era incapaz de executar táticas organizadas, então eles acabaram perdendo muitos usuários ignorantes no meio dos combates. Como consequência, não havia nenhum amor entre Darius e as fileiras da força punitiva.

            “Era uma batalha, parte de uma guerra, na qual nós apenas participamos”, disse Darius e continuou:

            “Algumas baixas são inevitáveis e são sempre uma parte da guerra, não são? Deixe isso para lá”.

            “Algumas baixas? Você está chamando a morte de Collonya de uma ‘baixa inevitável’? Você não dá mínima sobre isso? É tudo por causa de sua liderança ruim!”

            O usuário bravo que tinha perdido seu amigo gritou.

            “Não foi você que aceitou prontamente obedecer a minha má liderança? Eu estou cansado de brigar com você desse jeito quando a batalha foi decisivamente ganha”.

            “Que diabos!”

            A discussão entre Darius e suas fileiras piorou.

            Com tais pesadas baixas, ninguém se importava se Weed e seus companheiros tinham fugido durante a missão.

            Weed estudou Darius e seus subordinados. Nenhum deles parecia machucado, todos vivos e bem.

            “Aposto que eles levaram a maioria dos pontos de experiência da força punitiva. Eles forçaram os outros usuários em uma armadilha e só entraram em batalha quando os lizardmen estavam fracos e os finalizaram”.

            Em uma batalha de médio porte, cabia ao líder do exército decidir como lutar, possivelmente alterando todo o resultado da batalha.

            Weed mais tarde soube que os lizardmen, escondidos em uma floresta, tinham enviado alguns de seus companheiros como isca para atrair os usuários.

            Uma floresta é o lugar onde eles lutam melhor. Um grande exército fica bastante imóvel em uma área de floresta onde os defensores estão em melhor posição do que os atacantes.

            Darius e seus subordinados haviam sido pegos na isca e a força principal tinha sido ordenada a penetrar através da floresta.

            Enquanto eles estavam brincando com os lizardmen que eram isca, a força principal foi presa nas garras da morte.

            Quando a força principal, eventualmente, exauriu e feriu a maioria dos lizardmen, Darius e seus subordinados, que ficaram de fora da armadilha, apareceram de repente para abatê-los!

            Para resumir, Darius e seus subordinados tinham recolhido a maior fama e pontos de experiência.

            “Eu fiz o meu melhor. Eu matei a maioria dos lizardmen e meus amigos resgataram você. Mostre-nos um pouco de respeito”, Darius disse calmamente.

            “O que? Você acha que nós não sabemos o que você está fazendo?”

            “Como ele pode dizer algo assim? Ele não é tão inteligente quanto ele pensa”.

            “Darius é apenas um líder de segunda categoria”.

            Quando os usuários na força punitiva começaram a denunciar seu comandante tão alto, Darius e seus subordinados finalmente revelaram suas presas.

            “Se vocês têm coragem, parem de falar bobeira e lute comigo como um homem”, disse Darius.

            “Vocês não estariam aqui na força punitiva se eu não tivesse escolhido vocês, maricas”.

            Weed olhou para Darius e para os outros usuários na força punitiva cinicamente.

            ‘Vocês são todos tolos’. Weed pensou.

            Darius havia espalhado uma má reputação sobre si mesmo entre os usuários em geral em troca de um punhado de pontos de fama e de serviço público.

            Claro, ele tinha perdido um peixe maior e seguiu em frente para pegar o menor bem na frente de seus olhos. Você tem que pegar os pequenos sem fazer barulho e pegar os grandes corajosamente. Então, você olha ao redor para ver se há algo mais que você perdeu. Esse é o caminho certo.

            Ainda assim, os outros usuários da força punitiva não podiam ser perdoados por sua loucura coletiva

            O que eles haviam visto em Darius para obedecer-lhe sem questionar? Se eles tivessem parado para duvidar um pouco sobre suas intenções, eles não teriam caído no golpe dele.

            Foi culpa deles confiar demais em um estranho. Se eles tivessem sido mais cautelosos, seus amigos ainda estariam vivos.

________________________________________________________________

Tradutor: João

Revisão/Adaptação: barafael

Formatação: barafael

Edição: barafael

Fonte da tradução: http://royalroadweed.blogspot.com.br/2014/11/volume-2-chapter-2.html

________________________________________________________________

Capítulo Anterior  |  Próximo Capítulo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s