LMS – Volume 1, Capítulo 8: A Profissão Destinada

Versão em .pdf1: [LMSNovelBR] Volume 1 – Capítulo 8 – A Profissão Destinada (nota integrada)

Versão em .pdf2: [LMSNovelBR] Volume 1 – Capítulo 8 – A Profissão Destinada (nota rodapé)

Segue o capítulo abaixo:

——————————————–

Capítulo Anterior  |  Próximo Capítulo

capa v1c08

Volume 1

CAPÍTULO 8: A Profissão Destinada

            Como era de sua rotina, Rodriguez estava tendo um passeio à tarde. Ele gostava de verificar como iam seus vizinhos e se aprofundar em relação à miséria deles.

            “Como vai você, Hans?”

            “Bem, conselheiro”.

            “Qual é a melhor fruta de hoje?”

            “Esta aqui. Por favor, pegue uma. Um morango fresco, senhor”.

            “Obrigado”.

            Os passos de Rodriguez eram leves. Por um lado, ele não estava importunando os outros que caíram sob seu olhar naquela tarde. Por outro lado, ele estava entusiasmado com a recente publicação do último livro que ele escreveu.

            Quando ele voltou para casa, o seu servo no cuidado da mansão estava à sua espera na entrada para cumprimentá-lo. Ele conversava sem reservas com o servo, cuja dedicação à sua família perdurou por décadas.

            “Como foi a sua caminhada, Milorde?”

            “Excelente. Realmente excelente. Estes dias são livres de preocupações e futilidades”.

            “Eu estou contente em ouvir isso, Milorde. A propósito, você se importa se eu lhe fizer uma pergunta?”

            “O que é, William?”

            “É sobre o jovem que esculpiu estátuas do outro lado da rua, Milorde”.

            “Oh, aquele garoto!”

            “Ele encontrou o que estava procurando?”

            Rodriguez riu maldosamente e disse:

            “Aquilo nunca seria tão fácil”.

            “Então…”

            “Nem pensar! Ele nem mesmo será capaz de encontrar o lugar e, mesmo se encontrá-lo, contra todas as probabilidades… bem…”

            “…..”

            “Ele terá o que ele merece mesmo se ele conseguir a classe!”

            Rodriguez caiu em uma gargalhada insana.

***

            A primeira coisa que Weed fez quando ele ficou sozinho foi verificar novamente a sua armadura e inventário.

            “Vinte e quatro moedas de ouro e trinta de prata…”

            Em vez de receber a sua parte do espólio que seus homens haviam recolhido dos kobolds e goblins mortos, cuja composição era principalmente de armas rudes, equipamentos e peças de metal, Weed tinha pedido dinheiro em espécie.

            “A receita não é muito ruim, e…”

            Pelo último mês, Weed tinha avançado muito as suas habilidades. Sua maestria em culinária atingiu o nível seis e a habilidade de reparação o nível quatro. A habilidade de reparação é tão útil que alguns usuários são encorajados a pegá-la, mas a habilidade culinária está quase extinta, exceto pelos cozinheiros profissionais.

            A habilidade de bandagem/primeiros-socorros de Weed, agora no nível quatro, lhe deu o poder de cuidar de uma pequena lesão ao rolar a gaze duas vezes. Porém, o maior progresso entre seus atributos ocorreu em seu nível.

            Ele sentiu vontade de rir.

            *Sniff* (NT = Nota João: som de fungada)

            Para desânimo de Weed, no entanto, Arse relinchava desagradavelmente. Ele não tinha escolha a não ser cuidar do potro graças à “cortesia” de Sir Midvale. O potro era bom para nada por ora, mas Weed era obrigado a devolvê-lo em segurança ao estábulo real.

            ‘O Covil de Litvart. Nenhum outro covil de mesmo nome foi descoberto até agora. Este é o lugar’.

            O truque do conselheiro. Certo de que havia alguma coisa por trás disso, Weed fez o seu melhor para analisar o objetivo da missão a partir de ângulos diferentes.

            ‘Deve estar escondido em algum lugar no covil, em algum lugar que ninguém encontrou ainda, uma câmara secreta’. (Nota João: Harry Potter fellings)

            Weed começou a trabalhar desde o primeiro andar até o quinto.

            Para as classes de aventureiros, como os rangers e exploradores, que são dotados de um grande número de atributos e habilidades relacionadas com a observação, é mais fácil de descobrir uma entrada escondida.

            Porém, Weed só poderia se ater a meios elementares, como confiar em seus olhos nus e tocar em todas as áreas suspeitas com as mãos, a fim de procurar pela “câmara secreta”.

            Havia pelo menos vinte usuários em cada andar no Covil de Litvart. Caçando monstros, eles comentavam sobre Weed, que estava agindo de forma estranha.

            “O que é que aquele cara está fazendo?”

            “Parece que ele está procurando por alguma entrada. Por que mais ele acariciaria a parede de pedra tão cuidadosamente?”

            “Puhaha, que idiota. O covil não tem nenhuma passagem secreta”.

            “Este foi o primeiro covil encontrado quando Rosenheim foi descoberta meses atrás. Milhares de aventureiros já passaram por aqui. Ele está fazendo uma aposta”.

            “Apenas um tipo detestável”.

            Eles riram abertamente de Weed, porque tinham ficado com ciúmes dele por estar se dando bem no covil com uma tropa de trinta soldados NPCs. Não era uma surpresa que ele fosse o centro de ciúmes e inveja.

            “Apenas no caso de…”

            “Cuidado. Não deixe ele perceber que estamos atrás dele”.

            Vários usuários seguiram Weed em silêncio, imaginando que ele poderia ter ouvido uma informação valiosa a partir dos soldados NPCs durante a missão. Ou melhor, ele poderia estar realizando uma missão especial. Nesse caso, eles ainda consideraram forçar Weed a compartilhar a missão.

            Aos olhos deles, esta aberração solitária era um arqueiro de baixo nível, carente em habilidades de combate corpo a corpo, o qual havia trabalhado em tarefas domésticas para as tropas, sugando-os como um parasita.

            Depois do transcurso de uma semana sem evento algum, os causadores de problemas estavam exasperados pelo monitoramento de Weed em vão. Ele estava obcecado por explorar o covil polegada por polegada, de modo que eles finalmente desistiram e foram embora.

            “Louco!”

            “BAH! Eu estou irritado. Eu acabei desperdiçando estes últimos dias!”

            Mesmo depois que eles o deixaram sozinho, Weed continuou.

            ‘Tem de haver alguma coisa’.

            Muitos exploradores já tinham terminado o mapeamento de todo o covil e já tinham concluído que não havia mais nada para encontrar. Isto foi exatamente o que foi dito a Weed. Na verdade, ele tinha feito uma pesquisa ocasional enquanto caçava os kobolds e goblins, mas falhou em fazer qualquer descoberta significativa. Ainda assim, Weed estava convencido de que ele tropeçaria em algo algum dia.

            ‘Aventureiros famosos de todo o continente já pesquisaram este lugar? E daí? Vocês estão errados e estou certo’.

            O Covil de Litvart era um lugar vasto. Vagando casualmente na vã esperança de descobrir um lugar escondido era uma expectativa que estava tão longínqua quanto a distância entre a Terra e Andrômeda.

            Mesmo que muitos dos aventureiros fossem melhores com as suas próprias habilidades de observação, atitudes e persistências, as quais poderiam fazer diferença, Weed pacientemente tocou as paredes do covil à procura de uma pista.

            *Sniff*

            Arse assistiu Weed com desprezo.

            Ele tinha trazido o cavalo para o covil porque não havia mais ninguém que pudesse ou fosse cuidar dele, mas devido a isso, ele estava ficando muito estressado em razão da besta desobediente.

            ‘Eu preciso ensinar a ele uma lição em primeiro lugar’.

            Weed pensou maldosamente.

            Weed levou Arse para um abrigo de goblins de propósito, o qual possuía um guerreiro goblin e três goblins atacantes. Assim que eles viram Weed, eles avançaram até ele.

            Ele deu um passo para frente como se fosse proteger o potro e lutou contra os goblins, gritando:

            “Meu Deus! Eu não quero morrer!”

            A lança do goblin guerreiro navegou em direção a Weed, mas apenas lhe roçou a pele, tirando um pouco de sangue a partir da carne.

            “Se… se eu morrer agora, o que acontecerá ao meu Arse querido…”

            Os goblins continuaram a bater em Weed.

            “Não! Eu devo ficar aqui para proteger Arse! Podem vir, seus monstros abomináveis! Vocês devem passar por cima do meu cadáver antes de colocar qualquer um dos seus dedos sujos em cima dele!”

            Weed desempenhou o papel de um bravo cavaleiro protegendo seu companheiro fraco, arriscando a sua própria vida.

            Quando ele olhou para trás, no entanto, ele viu que o potro estava bocejando e brincando com uma pedra no chão. Além disso, Weed notou que esta besta estava pronta para fugir na direção da saída do covil no momento em que o mestre, ou seja ele, caísse morto.

            “Maldito!”

            Weed xingou o potro. Ele estava constrangido por essa sucessão de eventos. Por que se fazer de bobo para conquistar um mero potro?!

            *Slash* (NT = Nota João: som de corte)

            Weed matou os goblins que o importunaram com um único balanço de sua espada.

            Ele estava tentado a decapitar completamente o animal, mas perder a confiança de Sir Midvale era um risco muito grande.

            *Sniff*

            Arse deu a Weed um olhar de desprezo como se estivesse a perguntar:

            ‘Por que ele sangrou desnecessariamente quando ele poderia acabar com eles tão facilmente?’

            ‘Droga! Eu me sinto como um tolo depois disso. Ahhh … Paciência, paciência’.

            Weed pensou e, em seguida, voltou para a exploração do covil.

            Três dias depois, no décimo dia da sua exploração particular para ser mais preciso, ele encontrou uma cavidade em um canto escuro do quarto andar, onde os goblins atacantes eram regenerados. Estava localizada dez jardas (NT = Nota barafael: 9,14 m) mais profundo do que o ponto de regeneração. Até mesmo o ranger mais precavido teria deixado passar. Abaixo de uma grande rocha sendo projetada para fora, a cavidade estava na sombra, longe dos olhos humanos.

            “Há alguém aí…?”

            Weed perguntou com cautela.

            Olhando em volta, Weed certificou-se de que não havia mais ninguém o seguindo. Aqueles que tinham rastreado ele por uma semana estavam muito longe, mas excesso de cautela não fazia mal.

            Se esta cavidade acabasse por ser a que Weed estava procurando, ele seria o primeiro homem a descobri-la e ele não queria compartilhar o crédito com mais ninguém.

            Para o primeiro explorador que descobre uma área desconhecida, as recompensas são imensas. Ele ganha fama, além de experiência em dobro e uma maior taxa de queda de itens durante uma semana inteira após a descoberta.

            Weed entrou na cavidade com cuidado. O espaço era estreito o suficiente para ser confundido com uma fenda entre as rochas e o interior se alargava pouco e pouco a cada passo. Ele logo alcançou uma passagem onde ele poderia mover-se confortavelmente. Um cheiro úmido e sujo entrou em seu nariz.

            Tenso, ele estava pronto para uma batalha. Ele não tinha qualquer pista sobre o que estava por vir, então ele segurou a espada de ferro na mão direita com um aperto forte, bem como ervas e ataduras na mão esquerda.

            ‘Pode vir!’

            Weed caminhou lentamente caverna adentro. Ao longo da caverna haviam várias bifurcações. Ele pegou a da esquerda e entrou, apenas para descobrir um gigantesco verme num beco sem saída.

            “Que diabos… que tipo de monstro é esse!? Eu nunca vi esse tipo de verme…!!!”

            Antes de Weed poder terminar as suas palavras, o ambiente ao redor passou por uma mudança repentina.

            O que ele pensava ser o chão enegrecido era, na verdade, um piso de pequenos insetos do tamanho de dedos mínimos.

            *Squirm* (NT = Nota João: som de algo se contorcendo)

            Como Moisés abrindo o Mar Vermelho, os insetos se dispersaram e, em seguida, voltaram a atacar Weed, rastejando ameaçadoramente.

            “O que !?! …Como vocês ousam”.

            Weed balançou a espada de ferro como um moinho de vento.

            Cobertos por carapaças perturbadoramente crocantes, a boa notícia era que os pequenos insetos eram quase inofensivos com o seu poder de ataque baixo. Todavia, o verme que parecia ser a rainha dava cria à prole mais rápido do que ele poderia exterminá-los. Agora mesmo, ele realmente sentia falta de seus homens da força punitiva.

            “Eu teria terminado esta bagunça mais cedo se eu tivesse eles aqui!”

            Weed murmurou.

            Subitamente, o verme rainha expeliu leves fumaças verdes. Como uma gota de tinta preta dispersa em água transparente, a fumaça lentamente se espalhou no espaço limitado e fechado e, eventualmente, alcançou o lugar onde Weed estava.

            No momento em que ele inalou aquilo…

            *Ting*

Você foi envenenado!

A sua vida está diminuindo continuamente.

            Assustado, Weed verificou o seu medidor de vida.

            *Gasp* (NT = Nota João: som de suspiro)

            Sua vida estava diminuindo em um ponto por segundo.

            “Droga … eu não tenho qualquer antídoto! Se isso continuar assim…”

            Em desespero, Weed ignorou os pequenos insetos irritantes, correu para a rainha e atingiu ela com a espada de ferro. No primeiro ataque a casca dura da carapaça do verme rachou e um líquido amarelo escorreu lentamente.

            “Se eu vou morrer, eu levarei você comigo!”

            Weed negligenciou os insetos que estavam subindo e mordendo ele. Independentemente se eles o mordessem ou se o tempo passasse, ele estava morrendo de qualquer maneira!

            Dividido entre duas escolhas, era melhor matar a rainha e dar o fora de lá. Como se eles sentissem que a mãe deles estava morrendo, os pequenos insetos escalaram Weed agressivamente, mas a espada de ferro dele era persistente. A carapaça do verme rainha era tão forte que, embora a casca exterior estivesse parcialmente rachada, ela estava viva e bem. Enquanto isso, a cabeça de Weed estava submergindo vertiginosamente.

            ‘Eu morrerei aqui. Se eu tivesse uma habilidade de combate… habilidade? Por que eu não tinha pensado nisso!?’

            A habilidade que Weed nunca tinha dado uma oportunidade para ser usada! Ele tinha uma habilidade de combate que sugava muita mana e que ele não podia sustentar por mais do que um segundo. Quer ela funcionasse ou não, a situação era desesperada o suficiente.

            “Técnica Sculpting Blade! (NT = Nota João: Lâmina de Esculpir)”

            A espada de ferro do Weed brilhou em uma luz branca e a técnica, temporariamente, subjugou a defesa do inimigo.

            *Crack* (NT = Nota barafael: som de rachar)

            Finalmente, a casca dura do gigantesco verme quebrou em pedaços.

            *Ting*

Você subiu de nível!

            Weed pulou a janela de mensagens e gritou:

            “Abrir janela de informações da missão”.

Operação de Procura e Destruição no Covil de Litvart II:

Há uma centena de monstros habitando o Covil de Litvart. Mate cada um deles pelo menos uma vez e prove a você mesmo a dignidade de adquirir uma classe honrosa. A realização desta missão abrirá um caminho correto para o seu destino.

Dificuldade da Missão:

Desconhecida

Requisitos da Missão:

Derrote todos os monstros na seção oculta dentro do Covil de Litvart.

Número de Monstros Restando:

99

 

             Embora ele estivesse envenenado e morrendo, Weed sorriu.

            “Eu consegui!”

            Weed havia finalmente encontrado a resposta para a mudança de classe. Eram esses vermes malditos dentro da caverna. Ele tinha que matar as rainhas e não aqueles insetos pequenos.

            “Primeiro de tudo, porém, eu preciso me curar do veneno…”

            Perseguido pelos pequenos insetos, Weed saiu da caverna com pressa. Quando ele viu que eles não podiam atravessar a fronteira da caverna, ele começou a caminhar lentamente em direção ao andar térreo com o potro.

            Quando um usuário é envenenado, seu rosto escurece e, por isto, Weed evitou o contato com outros usuários para esconder que ele estava envenenado. Além disso, ele recuperou um pouco de sua vida ao esfregar ervas em seu corpo e ao encher-se com refeições pré-cozidas.

            Se ele tentasse, ele certamente encontraria um grupo que possuísse um sacerdote, mas ele preferia morrer a pedir ajuda. Weed era orgulhoso demais para negociar por sua vida.

            Era um absurdo, pois não havia monstros venenosos no Covil de Litvart. Nem os kobolds nem goblins tinha qualquer conhecimento de substâncias venenosas, muito menos as usavam.

            Seu chamado “salvador” provavelmente iria querer saber onde Weed tinha sido envenenado e por quem ou o que, de modo que perguntaria com os olhos profundamente suspeitos. Ele preferia morrer a compartilhar com os outros o paradeiro da câmara secreta que ele tinha encontrado depois de um longo tempo de busca meticulosa e de sofrimento. Assim que ele chegou à saída acima da superfície, ele saltou sobre o potro…

            “Vá para a aldeia mais próxima Arse, rapidamente, ou eu desmaiarei e, em seguida, morrerei!”.

            *Sniff*

            A criatura estúpida nem sequer mexeu uma polegada. Ele estava agindo como se estivesse tendo uma pequena quantidade de alegria sádica do infortúnio de seu mestre atual. Como tal, Arse fingiu ser surdo enquanto preguiçosamente arrastava seus cascos no solo, bem como enquanto continuava a mastigar preguiçosamente a grama.

            “Se for para ser assim, então…”

            A paciência de Weed tinha finalmente se esgotado.

            “Você me deixou sem quaisquer outras opções”.

            Weed tirou a lâmina de esculpir.

            Arse parecia aterrorizado com a visão do objeto cortante, mas logo se acalmou como se soubesse Weed estava apenas blefando.

            Em vez de cortar Arse, Weed cortou o seu próprio braço com a faca. Ele perdeu a sua sanidade o suficiente para se autodestruir quando a sua vida já estava em perigo por causa do gás venenoso?

            “Hoho!”

            Weed sorriu traiçoeiramente e, embora a sua visão estivesse borrada em torno das bordas de deu olho como resultado da anemia, ele colocou o seu plano diabólico em ação. Tão rápido quanto uma víbora, ele apertou as mandíbulas do potro para força-lo a abrir ela e, em seguida, forçou o potro a beber um pouco de seu sangue.

            “Veja! Agora que você já bebeu um pouco do meu sangue, você também está envenenado. Você precisa me levar para uma aldeia, ou nós dois estaremos mortos. Felizmente para mim, eu serei capaz de ressuscitar em breve, você, por outro lado, nunca obterá uma segunda chance na vida, entendeu?”

            Com este tanto de motivação mútua, o potro finalmente galopou para a aldeia e, embora a sua velocidade não fosse tão rápida quanto antes, eles ainda chegaram a tempo. Felizmente, enquanto ele estava à beira da morte, ao chegar à aldeia mais próxima, Weed logo foi capaz de encontrar um sacerdote para lançar um feitiço de cura sobre ele. Depois de ser curado, ele comprou ervas e antídotos no valor de vinte moedas de ouro. Apesar de seus bolsos estarem vazios de dinheiro agora, ele não tinha nenhum remorso.

            Weed voltou rapidamente para o Covil de Litvart e, só depois que ele teve certeza de que ninguém estava olhando para ele a partir do perímetro, ele entrou na parte oculta da caverna onde os vermes habitavam.

            Ele até mesmo levou Arse para lá. Ele estava com medo de que outros usuários pudessem roubá-lo ou, pelo menos tentar e, por mais que a ideia de se livrar dele pelas mãos de alguém fosse tentadora, ele não queria saber o que aconteceria se ele falhasse em devolver o potro ao estábulo real como foi solicitado, de modo que isto teve prioridade.

            “Sempre fique atrás de mim”.

            Arse balançou o seu rabo conformado.

            Weed começou a matar apenas os vermes rainha. Os pequenos insetos davam o tanto de experiência proporcional ao tamanho deles e, da forma que eles subiam em Weed, tornou-se difícil para ele atacar cada um deles. Então, com isso em mente, ele só atacou as rainhas.

            Como nenhum mestre espadachim poderia apanhar gotas de chuva caindo do céu, Weed ignorou os pequenos insetos que cobriam todo o chão como um tapete de cor escura.

            “Técnica Sculpting Blade!”

            A técnica de espada misteriosa de Zahab.

            Ela esmagava a carapaça do inimigo com poderes que desintegravam diretamente a natureza de um objeto, independentemente da resistência e defesa. Às vezes, Weed encontrou vermes rainha maiores e precisou de dois ou três golpes, entre os quais ele descansava para encher a mana.

            Ele foi envenenado e repetidamente atacado pelos pequenos insetos. Com a vida diminuindo rapidamente, Weed sempre escapou da morte por pouco. A morte nunca tinha estado tão perto, nem mesmo aparecido tantas vezes para ele.

            Quanto mais ele matou rainhas na caverna, mais inexpressivamente desanimado ele se sentia. Quem acreditaria que esta era uma missão de mudança de classe? A maioria dos usuários escolhia a sua classe primária muito antes deles atingirem o nível dez.

            Por outro lado, Weed estava no nível sessenta e dois e esta caverna ainda era um desafio de vida ou morte para ele. Ele apenas se perguntou que tipo de classe precisava de tanto aborrecimento.

            “Abrir janela de informações da missão”.

Operação de Procura e Destruição no Covil de Litvart II:

Há uma centena de monstros habitando o Covil de Litvart. Mate cada um deles pelo menos uma vez e prove a você mesmo a dignidade de adquirir uma classe honrosa. A realização desta missão abrirá um caminho correto para o seu destino.

Dificuldade da Missão:

Desconhecida

Requisitos da Missão:

Derrote todos os monstros na seção oculta dentro do Covil de Litvart.

Número de Monstros Restando:

1

            Ao fim de sete dias de uma batalha cruel e quase contínua, Weed tinha apenas mais uma para matar. A rainha das rainhas! Ela era facilmente cinco vezes maior do que os outros vermes rainha!

            Quando Weed entrou na sala do trono dela, sem qualquer precaução, foi-lhe concedido uma recepção cordial de fumaça verde espessa a partir do gás venenoso que a rainha das rainhas tinha guardado apenas para ele.

            Ele teria deixado acertá-lo em outras circunstâncias, mas ele saltou para trás sob um vago pressentimento.

            *Melt* (NT = Nota João: som de algo se dissolvendo)

            Os pequenos insetos que foram tocados pelos vapores apodreceram em segundos e derreteram em pequenas poças sobre o chão da caverna.

            “Que veneno terrível!”,

            O coração de Weed tinha pulado duas batidas.

            A única maneira de ficar longe do gás venenoso era usando o arco a partir de uma certa distância. Mas as flechas dele não poderiam penetrar a casca resistente e espessa do verme rainha. Assim, a única opção dele era se aproximar ao alcance do gás venenoso.

            O verme rainha conhecia bem o dilema atual de Weed e com uma bocada cheia de gás venenoso, ela esperou que ele chegasse perto para que pudesse jogar o gás sobre ele.

            Como uma cascavel enrolada esperando por uma chance de atacar, o verme rainha e Weed se enfrentaram, imóveis.

            ‘Ela pode disparar uma fumaça espessa apenas uma vez. Se eu puder evitar o primeiro tiro, o segundo será muito mais tranquilo, de modo que o tiro inicial será decisivo’.

            Os olhos de Weed brilharam quando ele viu um tesouro escondido por trás do verme rainha.

            ‘Eu nunca, nunca desistirei aqui. Se eu ao menos tivesse alguém que eu pudesse sacrificar ao gás venenoso… Ah… bem, eu acho que eu encontrei a resposta’.

            Weed pensou enquanto seus olhos se estreitaram e um sorriso de lobo se espalhou em seus lábios.

            No final de seu olhar estava o estúpido Arse.

            *Punt*

            Weed chutou a bunda do potro imediatamente. Arse mergulhou para a frente instintivamente e o verme rainha reflexivamente soprou o gás venenoso em direção a ele.

            ‘Me desculpe, Arse, mas o destino está com você. A vida não é justa e eu tenho medo que este seja o fim do nosso relacionamento’.

            Weed não podia se dar ao luxo de ver o destino do pobre animal.

            Assim que ele se certificou de que o gás venenoso que tinha sido armazenado na boca do verme rainha fora totalmente lançado, ele correu em direção a ela.

            “Técnica Sculpting Blade! Dança em dobro”.

            Weed balançou a espada descontroladamente até a sua mana se esgotar.

            Com a espada de ferro na mão direita e a lâmina de esculpir na esquerda, ele rasgou a carapaça do verme rainha.

            Deixado sem quaisquer habilidades de combate que valessem a pena, esta foi a melhor opção para Weed. O verme rainha lutou duro, mas seu tamanho gigantesco o atrapalhou já que Weed estava muito perto dele.

            *Moan* (NT = Nota João: som de um gemido)

            O verme finalmente fechou seus olhos redondos e, em seguida, uma chave caiu de seu corpo.

            “É isso!”

Weed pegou a chave, inseriu no buraco da fechadura da caixa de tesouro e girou no sentido horário. O que ele encontrou na caixa eram alguns volumes de livros e um rolo de pergaminho.

            *Ting*

 

O sucessor do Lendário Imperador I:

Eu sou Geihar Von Arpen, o primeiro imperador do continente, aquele que colocou um fim nas divisões e lutas intermináveis.

Meus últimos anos de vida estiveram longe de serem gratificantes.

Ninguém reconheceu a minha angústia e a minha superioridade!

Por que ninguém entende a minha profissão? Por que todo mundo olha para a minha profissão com desrespeito?

Escravizados em seus preconceitos, os talentosos recusaram-se a entender a minha boa vontade e me suceder em minha profissão. Mesmo entre meus filhos, esta forma de preconceito é sincera!

Aquele bando de imbecis sem sentido!

Eles não merecem ser meus sucessores!

Portanto, eu confio minha profissão secreta a você.

 

            O imperador Geihar foi o primeiro e único homem a ter governado um império unificado na história do Continente de Versalhes.

            Infelizmente, depois de sua morte, o império foi dividido, mais uma vez, moldando assim o mapa atual, mas as suas realizações foram registradas como lendárias.

            Weed estava emocionado.

            ‘Então, havia idiotas, mesmo naquela época! Eles deveriam ter pensado melhor. É uma excelente oportunidade… Quem era o imperador Geihar? Ele foi ninguém menos do que o primeiro homem que conquistou todo o continente com seus próprios poderes e esta é a sua classe! Ela deve ser muito boa, mas eles a julgaram superficialmente’.

            *Ting*

Classe Secreta!

Se você aceitar, você pode usar habilidades exclusivas relacionadas com a natureza da classe.

Você deseja converter agora?

S | N

            Weed gritou sem hesitação:

            “É Claro!”

            Naquele momento, seu personagem foi envolto em luz.

Nome do Personagem:

Weed Alinhamento: Neutro

Profissão:

Legendary Moonlight Sculptor Título:

Nenhum

Nível: 68 Fama:

250

Estatísticas:

Vida:

3.460 Mana: 340

Força:

235 (+20) Agilidade: 200 (+20)

Vitalidade:

89 (+20) Sabedoria: 16 (+20)

Inteligência:

24 (+20) Espírito de Luta:

97 (+20)

Resistência: 129 (+20) Arte:

29 (+100)

Carisma: 68 (+20) Sorte:

5 (+20)

Ataque: 170 Defesa:

30

Resistência Mágica:

0

+20 pontos em todos os atributos.

+80 pontos adicionados em arte (+80 ART).

+ 30% de aumento nos atributos em noites iluminadas pela lua.

Ganhou capacidade de equipar e usar itens específicos da classe.

Ganhou a capacidade de aprender todas as habilidades de criação até o nível mestre.

Habilidades de criação são opcionais e as habilidades avançadas estão disponíveis.

Garante opções adicionais para itens que são produzidos ou refinados.

Aumenta o poder de ataque da habilidade Sculpting Blade.

Diminui o consumo de mana da habilidade Sculpting Blade.

Permite que você aprenda habilidades secretas com base em seu domínio na habilidade de esculpir.

Aumenta a fama rapidamente através da criação de estátuas de extraordinária beleza ou valor artístico.

            Weed finalmente conseguiu a classe pela qual ele tinha lutando tanto, mas quando viu o nome de sua nova classe, ele quase entrou em colapso devido à humilhação.

            “O QUE!? Droga! Não, é um Moonlight Sculptor! (NT = Nota João: Escultor do Luar)”

            Ele se enfureceu.

***

            Depois de despender todo o seu sangue e suor, tudo voltou ao ponto de ser um escultor do luar.

            Na verdade, era “Lendário” Escultor do Luar, com um prefixo lisonjeiro, mas ele não deu a mínima para isso. A amaldiçoada profissão que induzia à pobreza, o escultor do luar!

            “Por que… por que eu?”

            Ele gemeu amargamente enquanto lágrimas claras jorravam de seus olhos.

            Weed cheirou o que restava do gás venenoso que o verme rainha havia expelido em sua última luta no momento da sua morte, mas o gás não foi o que motivou o rompimento das comportas dos seus olhos. Ele não teve escolha a não ser aceitar essa classe esquecida por Deus de ‘Escultor do Luar’.

            “Eu deveria ter escolhido uma classe guerreira comum”.

            Weed, que apenas a momentos atrás havia rido dos tolos que se recusaram a compreender a profissão do imperador Geihar, agora culpava o imperador por engana-lo a se converter em um escultor do luar. Ele não estava de todo convencido.

            ‘Por que a vida é tão difícil para mim?’

            Weed estava chorando em auto piedade.

            Ele passou uma semana inteira sentado no meio da rua para estimular a curiosidade de Rodriguez e mais de sete semanas dentro do Covil de Litvart para encontrar esta caverna e esmagar os repugnantes vermes rainhas que viviam dentro dela. Todo esse esforço foi desperdiçado ao se converter em um escultor do luar!

            Weed queria gritar com o seu coração.

            No entanto, ele tinha melhorado as suas habilidades de artesanato e maestria escultural, além de ter ganho uma receita enorme durante o seu tempo sentado em frente à mansão de Rodriguez e de ter subido de nível a um ritmo assustador no covil. Contudo, convenientemente, tudo isso foi esquecido por ele neste momento.

            Somente a realidade fria sobrou para ele. Agora ele era um escultor do luar e isso o entristeceu. Ele só queria gritar de raiva em razão disto ser tão injusto.

            Depois de um longo momento de crise, porém, os olhos de Weed finalmente recuperaram um pouco de luz ao perceber o que ele tinha perdido em meio da sua inundação de miséria.

            “Não é tão ruim quanto parece…”

            Ele tinha pensado que ele havia chego ao fundo do poço, mas à medida que ele se acalmou, ele estava vendo o outro lado.

            Guerreiros, rangers e sacerdotes são as três principais classes, o que significa que eles têm sido testados e comprovados como sendo melhores do que as outras classes.

            Para as classes de guerreiro ou ranger, eles recebem um poder de ataque adicional de 50% quando eles estão armados com a sua arma de escolha de acordo com suas subclasses. A classe sacerdote pode aprender e lançar feitiços sagrados que nenhuma outra classe, exceto a classe paladino, pode usar.

            Isso explica o porquê do dano geral de Weed com uma espada ser menor do que aquele da classe de guerreiro e essa regra também era aplicada ao seu poder de ataque com flechas, o qual não poderia rivalizar com o de um ranger.

            No entanto, as classes ocultas, cujos segredos ninguém ainda havia descoberto por conta própria através da tentativa e erro, dependiam muito da forma como elas são criadas. Se elas forem devidamente desenvolvidas com foco nos méritos e características da classe, elas deveriam se desenvolver bem. Se não for, provavelmente se transformarão em classes medíocres e não melhores do que uma classe comum, se não piores.

            Weed rapidamente voltou a sua atenção para o pergaminho. Ainda havia alguns parágrafos que ele tinha que ler:

            *Ting*

O sucessor do Lendário Imperador II:

Eu amo lindas estátuas. As estátuas que são esculpidas com o magnifico espirito de Kvasir nunca me abandonaram. Enquanto eu as amar e confiar nelas, elas serão leais a mim.

Quem acreditaria nisso? Que esta modesta classe de ‘escultor’ se tornaria a fonte do meu poder, de um humilde fazendeiro de uma vila rural ao homem que uniu o continente.

Ouça bem, meu sucessor que segue o caminho de um escultor.

Um caminho muito difícil aguarda você. O caminho que cem de cada cem homens desistem e milhares de outros não fariam diferente.

Todavia, meu sucessor, eu lhe encorajo a se manter no caminho mesmo enfrentando os desafios mais difíceis. A dificuldade tem o seu próprio valor e a tenacidade gera um resultado próprio também

Torne-se o grande mestre da arte de esculpir!

Você deve aprender os segredos da maestria em esculpir que eu falhei em aprender. Esse deve ser o desejo de todo homem que aprendeu a arte escultural.

Portanto, eu lhe confio esses pequenos presentes.

            Imperador Geihar, o conquistador da terra, do mar e do céu, tinha conseguido esse feito através do uso de maestria escultural.

            Depois que Weed acabou de reler o pergaminho, ele então verificou os outros itens dentro do baú: três comprimidos e um livro.

            Os efeitos dos comprimidos não estavam registrados em qualquer lugar, mas ele sabia de uma habilidade para usar nesta situação.

            “Identificar!”

 

Você falhou em identificar o item!

Você falhou em identificar o item!

Você falhou em identificar o item!

 

O Comprimido Medicinal do Imperador:

Este comprimido foi feito a partir de uma variedade de ervas raras por um imperador antigo para clarear a mente quando for tomado.

Efeito:

Aumenta permanentemente a mana (+200 Mana)

 

            Após uma série de tentativas fracassadas, Weed finalmente foi capaz de identificar um dos itens do tesouro.

            Isso era raro… não, mais valioso do que simplesmente raro. Este item aumentava a quantidade de mana permanentemente em duzentos pontos!

            O comprimido tinha uma fragrância indescritivelmente reconfortante. Weed estimou que o preço de um único comprimido fosse ser não menos do que dez mil moedas de ouro.

            Já que o comprimido aumentava permanentemente a quantidade máxima de mana, ao invés de simplesmente recuperar mana temporariamente como faziam as poções de mana a venda no mercado, isso os tornava valiosos como o olho da cara.

            “Muito obrigado. Eu admiro a sua generosidade, sua Majestade Imperial”.

            Weed guardou os comprimidos e pegou o livro.

            “Será que ele contém grandes habilidades? Deveria! Eu não acho que mais azar me atingirá novamente depois que eu sofri todos esses contratempos. Não, eu não posso ser tão azarado!”

            Desta vez, novamente, Weed conseguiu descobrir o conteúdo do livro justamente quando ele estava prestes a desistir de tentar depois de dezenas de janelas de mensagens de falhas na identificação.

            “Identificar!”

 

O livro das técnicas secretas com a espada da família imperial dos Arpens:

O imperador Geihar Von Arpen gravou as técnicas perfeitas com a espada em favor da perpetuidade e prosperidade da família imperial.

Este livro é composto por cinco movimentos e um tipo de movimento de pés.

Todos os membros da família imperial foram, por origem, cavaleiros. Assim, as habilidades são geralmente restritas à classe de cavaleiro, mas o imperador Geihar Von Arpen considerou o seu sucessor na maestria escultural, então ele refinou a habilidade para que um escultor pudesse aprender uma versão enfraquecida da habilidade.

 

            Surpreso, Weed quase deixou o livro cair.

            “Essa, essa cor é…”

            O Livro de técnicas secretas com a espada estava piscando em ouro quando foi identificado. Isso significava que ele era um livro de habilidade rara! Além disso, era um livro de técnica de espada de classe A.

            “Você é tão generoso, Sua Majestade Imperial. Obrigado por me dar um livro de técnica de espada de classe A!”

            Weed disse.

            Entretanto, ainda era um pouco decepcionante que o livro de habilidade não fosse um item exclusivo ou de classe S.

            Ainda assim, era questionável que Weed, agora um escultor, poderia aprender técnicas de espada de alto nível mesmo se ele tivesse encontrado uma através de um livro.

            As técnicas de espada de classificação “S”, em geral, têm requisitos para certas classes, em sua maioria guerreiros ou cavaleiros. Como Weed não tinha muitas habilidades de combate decentes, este livro foi como um pingo de chuva em uma seca.

            Os dias das habilidades básicas com a espada e com o arco e flecha iriam embora agora e, em breve, seriam apenas memórias distantes.

            Weed colocou a mão sobre o livro e gritou:

            “Aprender!”

            *Ting*

Nova habilidade: Técnica Imperial da Espada Sem Forma

 

            O livro das técnicas com a espada, agora que já tinha sido usado, brilhou em branco e foi reduzido a cinzas.

            “Verificar Habilidade: Técnica da Espada Sem Forma”.

Técnica Imperial da Espada Sem Forma:

Esta habilidade foi adaptada para escultores pelo imperador Geihar Von Arpen. Conforme o nível em maestria escultural sobe, o poder de ataque da habilidade aumenta em 1%.

É composto por cinco movimentos, uma técnica de respiração e uma técnica de pés.

            “Fufufu”.

            Weed riu, enquanto os cantos de sua boca se ergueram.

            ‘Isso é ótimo!’

            O Império Arpeniano costumava governar sobre todo o continente. Em seguida, ele entrou em colapso apenas para ser lembrado no nome, mas a técnica de espada que tinha sido exclusiva da família imperial valia sem dúvidas muito dinheiro.

            Porém, Weed foi mais uma vez lançado ao desespero quando leu as descrições de cada movimento na janela de informações de habilidades.

            “Mas o que no mundo!”

            Ele deixou escapar um grito.

            O primeiro movimento, que consumia a menor quantidade de mana dos cinco, necessitava de trezentos pontos de mana.

            Em razão da sua mana máxima ser demasiada baixa, por enquanto a técnica de espada secreta estava muito além do seu alcance, mesmo depois que ele engolisse o comprimido medicinal do imperador.

________________________________________________________________

Tradutor: João

Revisão/Adaptação: barafael

Formatação: barafael

Edição: barafael

Fonte da tradução: http://royalroadweed.blogspot.com.br/2014/11/volume-1-chapter-8.html

________________________________________________________________

Capítulo Anterior  |  Próximo Capítulo

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s