LMS – Volume 15, Capítulo 1: Os Presentes dos Anões

Mais um volume iniciado e não deixa nada a desejar em relação ao último, que foi muito bom.

Partida de Kurueso, rumo a novas aventuras e Weed sendo Weed.

Qualquer erro de digitação/português/tradução avisem nos comentários para que eu possa corrigir.

Como sempre recomendo a leitura em .pdf, que está mais organizada.

Versão em .pdf1: [LMSNovelBR] Volume 15 – Capítulo 1 – Os Presentes dos Anões (nota integrada)_2 (UPDATED 12.04.16)

Versão em .pdf2: [LMSNovelBR] Volume 15 – Capítulo 1 – Os Presentes dos Anões (nota rodapé)_2 (UPDATED 12.04.16)

Segue o capítulo abaixo:

——————————————–

Capítulo Anterior  |  Próximo Capítulo

capa v15c01

Volume 15

CAPÍTULO 1 – Os Presentes dos Anões

 

            “Eu acho que é melhor eu ir agora”.

            Quando Weed disse que partiria de Kurueso, os anões ficaram desapontados. Eles tinham se tornado amigáveis através das missões e das esculturas.

            “Você realmente tem que ir?”

            Herman perguntou com uma voz triste:

            “Você não pode apenas continuar a fazer esculturas aqui em Kurueso?”

            Os ferreiros geralmente não deixavam Kurueso depois de se instalarem. Ela tinha todas as instalações e materiais para forja, então não havia necessidade de partir.

            Weed balançou a sua cabeça.

            “Eu sou um escultor. É difícil se um escultor como eu não viajar pelo vasto mundo para reunir experiência. Agora que eu fiz o que eu queria em Kurueso, eu devo partir”.

            Ele tinha adquirido uma habilidade secreta de esculpir.

            Embora ele não fosse capaz de encontrar a escultura de madeira que o mestre escultor tinha escondido em algum lugar, ele tinha percebido a habilidade secreta de esculpir por si mesmo.

            Ele tinha usado mais de 300 pontos da estatística em arte para criar os espíritos, mas no final de sua maratona de reconstrução da estatística ele havia recuperado todos os pontos.

         No final, tudo o que ele teria deixado para trás eram memórias horríveis da reconstrução dos pontos de sua estatística em arte na Cidade dos Anões, Kurueso. Contudo, é claro, havia memórias emocionantes de quando ele restaurou as esculturas de água de Kendellev, as quais estavam escondidas no fundo do lago.

            Herman falou amargamente:

            “No final, você parece estar indo embora”.

            “Sim. Eu sinto muito”.

            “Então nós teremos uma festa de despedida de anões”.

            “Não há necessidade de ir tão longe”.

            “É uma tradição aqui em Kurueso”.

            Ainda que isso fosse uma tradição, Weed estava desconfortável e tentou recusar. Herman viu através dos pensamentos de Weed e começou a falar:

          “É um evento onde todos os anões que se estabeleceram em Kurueso saem para beber e se divertir. Em razão dos ferreiros gastarem a maior parte do seu tempo aperfeiçoando as suas habilidades, eles não saem frequentemente. No entanto, todos os ferreiros participarão da festa de despedida e cada um dará um presente para o anão que está partindo”.

            “Parece que nós definitivamente temos de ter uma festa de despedida”.

            A palavra ‘presente’ mudou a opinião de Weed. Seria algo alegre sair com a sua barriga amplamente abastecida e com os seus bolsos cheios de presentes.

            Herman acrescentou:

            “A sua festa de despedida dos anões provavelmente será a última”.

            “O que? Por quê?”

          “Porque as esculturas que você restaurou fizeram história e o número de anões vindo para Kurueso realmente aumentou em muito. Além disso, não há quaisquer anões que são tão amigáveis com os anões relacionados ao combate ou com aqueles relacionados ao artesanato”.

          A rivalidade entre os artesãos significava que eles sentiam um ciúme extremo em direção aos artesãos que eram mais habilidosos do que eles próprios. Todavia, os escultores não são artesãos e, portanto, não foram considerados como concorrência, por isso todos ficavam confortáveis com eles. Esta também foi uma grande parte da razão pela qual Weed foi capaz de se tornar amigo dos 5 excelentes artesãos de Kurueso, incluindo Herman.

            “Visto que esta pode ser a última festa de despedida, nós teremos de torna-la magnífica. Eu contarei aos anões o que eles têm de trazer em relação as mercadorias que eles têm guardado.”

            “Obrigado”.

            “Um anão que está partindo em uma jornada precisará de muitas coisas, então aproveite esta oportunidade para consegui-las, Hahaha”.

            “Hahaha, com certeza eu conseguirei”.

            Weed riu alegremente.

            Ao contrário de presentes de aniversários que ele tinha que dar em retorno depois de algum tempo, ele poderia receber de forma simples e alegre os presentes a partir da festa de despedida. Ele poderia apenas recebe-los e agradecer de coração por eles.

            Weed pensou que os anões eram uma raça inesperadamente romântica.

            ‘Eu pensei que eles seriam uma raça pequena e teimosa, mas eles têm uma ótima tradição’.

            Quando Weed partiu para o lago para planejar uma nova escultura, Pin perguntou para Herman:

            “Vovô”.

            “Hmm?”

            “Há uma coisa que você não disse a ele sobre a festa de despedida”.

            “E o que é?”

            “A conta das bebidas”.

            Herman apenas sorriu ironicamente.

            “Ele teria dito que sim, se ele soubesse?”

            “Ainda assim, isso é…”

            “Se nós estamos para fazer uma festa de despedida agradável, é melhor que ele não saiba. Mesmo se nós anões comermos e bebermos, o quanto isso possivelmente custaria?”

            Herman não mentiu. Ele apenas não disse uma coisa, de que era um costume para os anões que estavam partindo pagar a conta das bebidas para a festa de despedida.

***

            “Parabéns”.

            “Vá para o grande continente e descubra o sonho anão para o bem de seu coração. Saúde!”

            “Saúde!”

            “À você!”

            Mais de 1.000 anões de Kurueso se reuniram na praça próximos à beira do lago e beberam cerveja.

            “Kyaa, tão bom”.

            “Este é o sabor!”

            Sobre o lago, haviam esculturas de pato feitas de água, as quais faziam ondulações na superfície da água enquanto se moviam vagarosamente ao redor. Sob a água enormes esculturas de baleias estavam respingando água para cima, criando arco-íris.

            O cenário de fantasia que as esculturas de Kendellev mostravam estava associado a beber cerveja no Reino Subterrâneo de Kurueso!

            Os anões estavam ocupados bebendo cerveja a partir do barril.

            “Se alguém perguntar por que Kurueso é o melhor lugar, você não pode deixar de fora o sabor da cerveja”.

            “Eu acho que não posso deixar Kurueso apenas por causa do gosto desta cerveja”.

            Embora os humores deles provavelmente desempenhavam um papel também, Kurueso realmente tinha uma degustação incrível de cerveja.

            Os artesãos da cerveja!

            Eles eram uma existência em Kurueso que apenas os anões poderiam respeitar. Eles se vangloriavam de que a cerveja feita pelos artesãos da cerveja de Kurueso tinha o melhor sabor.

            Os anões encontravam alegria ao beber cerveja e ficavam bêbados alegremente. Eles têm a característica racial de gostar de cerveja. A concentração deles, bem como várias estatísticas e habilidades aumentam quando eles bebem cerveja. Se eles descansarem totalmente por um dia depois ficarem completamente bêbados, eles estarão de volta à sua melhor condição no dia seguinte e serão capazes de criar itens.

            Toda vez que eles batiam os copos de ferro vazios na mesa e viam as mudanças positivas que ocorriam, os anões se sentiam recompensados.

            “Art Hand, venha aqui!”

            “Aqui, você deveria beber um copo também”.

            Weed se movia de um lugar para o outro e estava ocupado bebendo o álcool oferecido. Já que ele era, até certo ponto, o personagem principal da festa de despedida, ele tinha que participar.

            “A missão desta vez foi realmente incrível”.

            “Você criou uma estratégia para os anões lutarem nas cavernas, não é?”

            Os soldados e guerreiros elogiaram Weed.

            A forma como os anões bêbados diziam a mesma coisa repetidamente era a parte mais estranha de tudo! Visto que Weed tinha ido de um lugar para o outro, ele ouvia as mesmas palavras, mas ele suportou tudo.

            ‘Se é por causa de um presente gratuito, este nível de tédio… eu posso suportá-lo’.

            Os anões deram para ele espadas curtas, mochilas de couro e coisas como iscas de presente.

            As iscas não só emitiam um incrível aroma como também tinham o efeito de colocar os monstros para dormirem. Elas só são aplicáveis em monstros vivos e tinham a desvantagem sobre monstros com muitas suspeitas, os quais não comeriam. Monstros de grande porte tinham que comer um monte de iscas para um efeito aparecer e havia casos onde os monstros se juntariam por causa da isca.

            Todavia, mesmo levando em conta as desvantagens, os efeitos consideráveis das iscas as tornavam um tipo de prato que era vendido a um alto preço. Chefes talentosos tinham de prepara-las com excelentes ingredientes, de modo que a quantidade produzida era baixa.

            “Seria bom se esta isca pudesse salvar a sua vida. O continente realmente tem muitos perigos, então sempre seja cuidadoso e apenas vá onde haja muitos anões”.

            “Eu usarei isso bem”.

            “Ya anão, Art Hand não é nem mesmo um iniciante, então não há necessidade de dizer algo como isso. Art Hand… vá, esta Kurueso realmente se tornou um lugar agradável de se viver, graças a você. Há até mesmo esculturas de água…”

            No ambiente acolhedor, Weed recebeu e guardou os presentes, mas os anões que estavam lhe desejando sucesso subitamente inclinaram as suas cabeças.

            “Mas e as asas que você fez na vitória contra o Death Hand? Elas não estão mais lá. Onde elas subitamente foram?”

            “…..”

            “Elas eram realmente asas mágicas, mas elas subitamente desapareceram. O que aconteceu com aquelas asas?”

            Os anões estavam se perguntando sobre a Wings of Light (NT= Nota Antonio: Asas de Luz) que Weed deu vida e guardou separadamente.

            Weed explicou de maneira evasiva:

            “Ela é feita de luz, não é? O que acontece quando você mantém uma vela acesa por muito tempo?”

            “Ela se apaga”.

            “É assim que é”.

            “Ah! Então é assim que era”.

            “Eu pensei que era outra coisa. Haha!”

            Enquanto bebiam as suas cervejas os anões abriram um grande sorriso e suas dúvidas foram tranquilizadas.

            A desculpa deu certo porque os anões tinham bebido álcool.

Nível de intoxicação está subindo.

            Como Weed recebeu e bebeu as bebidas que lhe eram oferecidas, ele se tornou cada vez mais alegre e embriagado.

            “Art Hand, você tem que beber a cerveja que nós estamos lhe dando também!”

            “Venha aqui, aqui!”

            Apesar de ter chego ao ponto onde ele já tinha começado a andar de forma instável, Weed se aproximou e recebeu mais um copo coberto até a borda com cerveja.

            “Beba tudoooo de uma vez”.

            Os anões não eram uma raça que gostavam de beber de gole em gole.

            Weed soberbamente bebeu tudo em um gole só.

            “Kyaah!”

            “Você é um homem afinal, agora, coma uns aperitivos de coxinha de galinha também”.

            Enquanto Weed comia alguns aperitivos e andava ao redor, ele até mesmo bebeu álcool com Exper. Ele era um dos 5 grandes artesãos e quando Weed tinha vindo pela primeira vez à Kurueso o nome dele foi o primeiro que Weed ouviu, o artesão que tinha músicas feitas em sua honra.

            Para a festa de despedida de Weed, todos os 5 grandes artesãos tinham vindo.

            “Art Hand.”

            “Sim, senhor”.

            “Um dia eu definitivamente farei uma lança que possa capturar um dragão. *Hic* (NT = Nota barafael: soluço)”.

            “Eu tenho certeza de que se for o senhor, você definitivamente fará isso”.

            Embora ele estivesse bêbado, ele fez um esforço para coincidir com o humor de Exper.

            “Hiccip. Eu estou bêbado. De qualquer jeito, eu fiz esta lança para você, então leve-a com você”.

Você adquiriu a Spear of the Fire Lance (NT = Nota barafael: Lança de Fogo) que foi feita pelo artesão Exper.

            Com uma checada dissimulada, ele descobriu que ela era uma lança excelente com mais de 78 de poder de ataque.

            “Visto que é uma lança com meu nome nela, não irei dá-la para mais ninguém. Haha”.

            “Sim. Então, mais um copo”.

            “Agora, vire-o!”

            Weed bebeu três copos com Exper e se moveu para algum lugar. Quando ele estava juntando muitos outros presentes novamente, a festa de despedida em Kurueso nitidamente chegou ao seu clímax.

            “Beba, beba!”

            “Vamos beber pelo barril, isso mostrará nosso lado viril”.

            “Javali assado, onde você teria ido? Chefe, traga-nos 5 javalis assados!”

            Os anões estavam fazendo um tumulto enquanto clamavam.

            Enquanto Herman e Pin também bebiam cerveja com alguns anões, eles ficaram extremamente preocupados.

            “Vovô, vai ficar tudo bem?”

            “Bem … mesmo eu não sabia que esse tanto de anões estaria vindo. Minha nossa”.

            “A conta da bebida será enorme”.

            “Visto que eles não consideram beber moderadamente e voltar, parecia como se isso fosse se tornar a melhor festa de despedida. Estes anões realmente não têm mais nada para fazer ou foi Weed que se tornou tão famoso em algum lugar enquanto esteve aqui?”

            No momento em que Herman estalou a sua língua, quase todos os anões de Kurueso estavam participando da festa de despedida.

            Os anões podiam sentir que esta podia ser a última festa de despedida e havia muitos anões que apenas eram ligeiramente relacionados com Weed. Contudo, em respeito àquele que poderia se tornar o melhor escultor, havia muitos anões que vieram porque eles queriam construir uma conexão pessoal com ele.

            Apesar de já ter passado da meia-noite, a festa de despedida não mostrou sinais de acabar. Weed até mesmo recebeu um copo de cerveja de Fabio, um dos 5 grandes artesãos.

            Fabio estava em seus quarenta e poucos anos, tinha ombros largos e olhos aguçados.

            Apesar de ter sido a primeira vez que Weed estava conhecendo-o pessoalmente, por meio das transmissões e dos filmes, Weed já tinha visto o seu rosto muitas vezes. O mais famoso anão artesão, o qual se acreditava ter uma enorme riqueza e que tinha excelentes habilidades em ferraria.

            “Pegue”.

            “Sim, obrigado”.

            Weed estava a um passo de ficar totalmente bêbado.

Nível de intoxicação foi severamente aumentado.

Todas as estatísticas serão temporariamente reduzidas.

            Como resultado de beber tanto ele estava ficando tonto e a sua mão estava tremendo, mas ele suportou com a sua força de vontade.

            ‘Não posso ser abatido por esta quantidade de álcool’.

            Comparado com o treinamento mental que ele tinha aprendido com o mestre Geomchi, ele poderia tolerar esta quantidade de álcool.

            Pela sua força da sua vontade, Weed endireitou a sua postura e, embora a sua mão tremesse, ele não derramou uma única gota de álcool que ele recebeu.

            O olhar de Fabio se aprofundou.

            “Eu ouvi essa história a partir de minha filha. Você recusou a armadura que eu dei de boa vontade quando vocês estavam fazendo a missão (NT = Nota barafael: a armadura foi cedida para ele e outros anões fazerem a missão dos morcegos vampiros dentro da caverna, mas ele não usou para não perder evasão e agilidade – vide capítulo 4 – volume 14)”.

            “…..”

            “Eu senti que você era uma criança presunçosa. Eu pensei que você falharia porque era uma missão perigosa, mas você orgulhosamente teve sucesso e, por algum tempo, esta história sobre você se tornou o tema mais falado em Kurueso”.

            “Eu estou lisonjeado”.

            “Contanto que você tenha capacidade, está tudo bem em ser arrogante. Eu vi que você até mesmo tinha esculpido excelentemente nas armaduras que eu emprestei”.

            Enquanto Fabio bebia a sua cerveja, Weed também o seguiu e bebeu, e 2 canecas de cerveja ficaram vazias. Ambos preencheram a caneca um do outro.

            “Parece que você não é um anão normal”.

            Com as palavras de Fabio, Weed levantou o seu olhar. Seus olhos se encontraram de forma resoluta.

            O branco dos olhos de Weed estavam vermelhos e irritados como resultado de sua intoxicação alcóolica, mas eles eram profundos e fortes.

            “Eu observei você beber álcool enquanto você se movia ao redor mais cedo. Se você fosse um anão normal, seria difícil manter uma mente limpa depois de beber tanto álcool. Desde que eu sou um anão também, eu sei”.

            “Eu sou do tipo que aguenta beber bem”.

            “Então é isso. No entanto, pelo menos da forma como eu vejo, você não é um escultor normal”.

            Os olhos de Fabio tornaram-se mais intensos. Eles não eram olhos que tencionavam a investigar Weed.

            Como uma pessoa mais velha, com discernimento formado e temperamento reforçado, era possível para ele se aproximar e descobrir com que tipo de pessoa estava conversando ou que tipo de natureza ela tinha, isto tudo logo após a impressão que ele formava a partir da primeira conversa.

            O temperamento de Fabio era como o de um aço duro e grosso. Ele era forte e não quebrava facilmente. Os usuários comuns eram intimidados a partir do simples encontro com Fabio. Porém, Weed não pareceu nem um pouco intimidado.

            Weed manipulava e usava o aço. Ele estava andando pelo caminho da espada. Ele trataria a espada como uma extensão do seu próprio corpo e se dedicaria infinitamente a ela. Mesmo a aura de aço de Fabio diminuiu em frente a Weed como se ele fosse uma tocha diante de um tufão.

            Fabio estava sentindo isso.

            ‘Ele tem uma personalidade que é mais forte do que a minha e, embora eu não saiba qual trabalho ele faz, ele é um cara que tem menos medo do que eu’.

            Fabio jogou fora o julgamento de que ele estava lidando com um escultor e reconheceu Weed como um dos poucos homens que o tinham francamente surpreendido depois dele os encontrar pessoalmente enquanto jogava Royal Road.

            “Diga o que você quer como um presente”.

            Ele também decidiu dar-lhe a opção de escolher o seu presente.

            A maior parte das armaduras que ele fez foi esculpida pelas mãos de Weed. Já que Fabio sabia disso, ele estava dizendo para Weed escolher o que ele precisava!

            ‘Com isso, eu serei capaz de ver que tipo de distribuição de estatísticas ele tem!’

            Embora Fabio fizesse as armaduras, ele acreditava que a pessoa que as vestisse era o fator mais importante no final.

            Os olhos de Weed se iluminaram.

            “Por favor me dê a Pauldrons of the Iron Wheel (NT = Nota barafael: Pauldron é uma armadura para os ombros – https://en.wikipedia.org/wiki/Pauldron – enquanto Iron Wheel, significa ‘roda de ferro’)”.

            “A Pauldrons of the Iron Wheel? Mesmo entre as armaduras é um item com uma construção voltada para o poder ataque… não, além disso, não é impossível você usa-la por causa do seu nível e profissão?”

            No meio da pergunta, Fabio pareceu como se ele próprio houvesse acabado de encontrar a resposta.

            “Não. Parece que você pode usá-la”.

            “Sim é isso”.

            “Bem. Eu darei ela a você”.

            Fabio mudou a avaliação que ele tinha feito de Weed, ele notou que as habilidades em ferraria de Weed eram consideráveis e que ele era um usuário de extremo alto nível.

            ‘Já que ele se atreveu a pedir por isso, ele é um cara com ampla ousadia e sem pudor também. Eu não deveria tê-lo deixado escolher algo’.

          Enquanto ele resmungava mentalmente, ele xingou um pouco também. Isso porque mesmo entre as armaduras que ele tinha feito, a Pauldrons of the Iron Wheel era o pico de seus trabalhos.

***

            Enquanto Weed recolhia os presentes, ele alcançou Herman também. Seu corpo cambaleou e ele não foi capaz de se firmar sozinho.

            “Você está muito bêbado”.

            “Eu não estou”.

            “Você receberá a minha cerveja também”.

            “A qualquer hora”.

            Weed bebeu a cerveja. Então, Herman tirou um par de brincos.

            “Brincos de Maryong. É um item que tem o efeito de amplificar a mana”.

            Como um acessório avançado, os efeitos dos ataques que utilizavam mana eram amplificados, portanto, este era um item extremamente valioso não apenas para os magos, mas para todos.

            No mínimo, era um item no valor de 30 mil moedas de ouro.

            “Obrigado”.

            “Não. Mais importante, há algo que eu quero perguntar…”

            A cabeça de Weed caiu e então, como se ele subitamente tivesse chego, ele rapidamente a levantou.

            “O-O que é isso?”

            Esta era uma aparência preguiçosa de Weed, que normalmente não seria vista. Os esforços de Weed para manter o controle pela força pura eram evidentes aos olhos de quem o observava.

            Um sorriso se formou nos lábios de Herman.

            “Eu não estou tentando dizer algo tão importante, mas o que você acha a respeito da missão do escultor?”

            “A missão?”

            “Eu tenho uma certa missão como ferreiro. Por causa disso, eu estou fazendo um esforço para fazer uma espada específica, mas não é fácil. Você provavelmente tem algum tipo de missão como um escultor também… hey!”

            No meio da conversa, Herman se irritou, porque a cabeça de Weed foi caindo polegada por polegada e, em seguida, caiu completamente para frente.

            “Olhe aqui!”

            “Hmmm, sim”.

            Weed deve ter caído em um sono profundo, razão pela qual ele não poderia prestar atenção.

            Herman examinou a área e encontrou o mesmo, anões ligeiramente intoxicados bebendo cerveja. Ele viu muitos anões que estavam tão bêbados que eles tinham adormecido com os seus curtos braços e pernas abertas.

            ‘Bem, parece que ele está abatido depois de beber um copo de cada um daqueles anões’.

            Herman sacudiu a sua cabeça para trás e para frente.

            “Pin, você me ajudará um pouco? Pegue deste lado”.

            “Sim”.

            “Agora, vamos movê-lo”.

            Então, junto com Pin, eles puseram Weed em um canto.

            A festa de bebedeira parecia que iria seguir por toda a noite e havia muitos anões que seguravam um copo de álcool vindo procurar por ele, de modo que Herman ficou profundamente imerso na conversa e então, em algum momento, quando ele se virou, ele sentiu que algo estava faltando.

            Weed, que havia desmoronado e caído no sono por causa de sua intoxicação, tinha desaparecido como mágica!

            “Oh! Onde esse cara foi?”

            Herman se apressou e procurou.

            “Há algum anão que tenha visto Art Hand?”

            Um anão apontou para a saída que conduz ao andar superior com o seu dedo.

            “Ele saiu por aquele caminho mais cedo”.

            “Isso….!”

            A embriaguez de Herman voou completamente para longe. Então ele, apressadamente, sussurrou para Weed:

            “Olhe aqui!”

            “…..”

            “Olhe aqui!”

            Depois de chamá-lo várias vezes, a resposta de Weed veio:

            “Sim, vovô Herman”.

            “HumHum! Você está sóbrio?”

            “Não, ainda não. Eu acho que eu vou morrer de náuseas”.

            “Deve ser difícil depois de beber aquele tanto. Tudo bem, quando você está planejando voltar?”

            “Eu estava indo para a superfície para obter algum ar fresco” (NT = Nota barafael: não se esqueçam que Kurueso é uma cidade subterrânea).

            Mesmo quando Weed estava respondendo, ele estava correndo em direção à mina de carvão e estava fazendo rapidamente a sua fuga.

            Ele tinha visto completamente através das ações. Ele viu que os anões não tinham nenhuma intenção de pagar as bebidas que eles beberam.

            ‘Então isso foi arranjado para eu ter que pagar a festa com meu dinheiro’.

            Ele não abaixou a sua guarda, mesmo quando ele estava bêbado e escapou usando um tempo extraordinário!

            “Olhe aqui, como você pode partir assim?”

            “Por que não? Eu pensei que a festa de despedida já havia durado o bastante”.

            “Isso… você tem que pagar a conta das bebidas”.

            “O que você disse? Eu deveria supostamente pagar por aquilo?”

            Weed enviou o sussurro com um tom que dizia isso era ridículo. Foi um momento desconcertante para Herman. Em seguida, Weed falou novamente:

            “Você deveria ter me dito isso mais cedo, senhor. Se você tivesse feito isso, então eu teria pago antes de partir”.

            “Ahem. Que tal retornar agora mesmo e pagar. A conta das bebidas… vamos ver, ela deve ser um pouco mais de 3.500 moedas de ouro”.

            Para eles terem bebido mais de 3.000 moedas de ouro em cerveja, era algo impossível se não fosse pela habilidade estúpida e enorme dos anões em aguentar beber.

            “Eu já retornei para a estrada, então eu não posso voltar”.

            “Mesmo assim…”

            “E que tal nós nós fazermos assim. Por favor pague a conta por enquanto, vovô Herman. Na próxima vez eu lhe pagarei de volta”.

            “De-deveríamos fazer isso”.

            “Sim”.

            “Parece que nós teremos que fazer isso então. Tudo bem, mais tarde você terá que me pagar com certeza”.

            “Não se preocupe. Quem você acha que eu sou? Hahahaha!” (NT = Nota barafael: um safado que fingiu dormir para escapar de fininho sem pagar a conta kkkkkkkk)

            “Ha, haha.”

***

            Weed deixou o Reino de Kurueso e chegou à Aldeia Iron Hand para apresentar a missão.

            Como um escultor, quando ele deixasse o reino ele seria obrigado a oferecer uma escultura, então ele tirou a escultura de papagaio que ele geralmente esculpia e a manteve com ele.

            Em comparação com a fama do escultor Weed, esse era um item realmente pequeno!

            Embora a escultura ficasse em Kurueso como algo que Weed tinha feito, ele não tinha interesse nesse tipo de honra.

            “Você ouviu? A Igreja da Ressurreição finalmente capturou até mesmo a Região Phenomph”.

            “Huh? Isso é realmente terrível”.

            “Quem pode detê-los? Se isso se mantiver, mesmo capturar o Continente de Versalhes não estará longe no futuro”.

            Weed também ouviu a conversa dos anões na Aldeia Iron Hand.

            O poderoso Exército Ressuscitado, que Deimond liderava, era uma ameaça para o Continente de Versalhes.

            Mais cedo, eles tinham evitado uma invasão de uma horda de monstros, uma seca e uma inundação, mas a invasão de Deimond desta vez se tornou a maior crise do Continente de Versalhes.

            Os anões sussurraram:

            “Eles disseram que os reinos já decidiram fazer os seus movimentos”.

            “Eles formarão uma liga e bloquearão o Exército Ressuscitado”.

            “Eles devem estar preocupados porque o exército atravessará as suas terras também”.

            “Não há necessidade para outras palavras, porque eles penduraram uma recompensa de 60 mil moedas de ouro pela cabeça de Deimond”.

            Esta conversa era um tópico no site da União dos Dark Gamers também.

            60 mil moedas de ouro era uma soma enorme. Era o suficiente para levar as pessoas a visarem essa rápida fortuna e encorajá-las a assassinar Deimond.

            Contudo, era difícil se esgueirar através do caminho sem chamar atenção dos espíritos demoníacos e também havia um monte de conversa sobre esperar em razão das previsões de que a recompensa pela cabeça de Deimond aumentaria cada vez mais.

            ‘Para obter um pouco de renda estável, o caos, que é muito drástico, não é bom…’

            Weed entrou na Guilda dos Escultores.

            Não importa qual crise perturbasse o continente, a Guilda dos Escultores continuava a mesma.

            “Que desperdício de materiais. Quantas vezes mais eu tenho que dizer que este não é o jeito certo de esculpir para que você entenda?”

            “Você é a vergonha dos anões, a vergonha!”

            Os anões estavam tristemente aprendendo a habilidade de esculpir enquanto eram reprendidos pelo instrutor!

            Eles reconheceram o rosto de Weed quando ele abriu a porta e entrou.

            “Ele é o anão que partiu depois de pegar o pedido daquela vez”.

            “Você está falando a respeito do pedido de encontrar a trilha de Kendellev?”

            “Ele é o anão que audaciosamente aceitou o pedido que ninguém poderia resolver e partiu”.

            “Tsk tsk. Parece que aquele anão finalmente voltou para desistir da missão depois de tentar de novo e de novo”.

            Os anões estavam secretamente alegres.

            Quando Weed recebeu a missão eles tinham se preocupado sobre ele poder, possivelmente, ter sucesso, mas ao vê-lo retornando coberto de poeira e sem qualquer energia daquela forma, eles imaginaram que ele houvesse falhado.

            Embora a descoberta das esculturas de Kendellev já tivesse circulado através das transmissões em Royal Road, pelo olhar desses anões, eles estavam completamente no escuro.

            Weed caminhou em direção ao instrutor.

            “Eu venho reportar o resultado da missão”.

            O instrutor da Guilda dos Escultores, Jorbid, perguntou educadamente:

            “Você passou por muita coisa. A lenda do nosso anão escultor é verdadeira?”

            “Sim. Havia um escultor entre os da raça dos anões e suas esculturas eram lindas”.

            “De fato! Eu acreditava que fosse verdade. Você pode me mostrar o rastro de Kendellev?”

            “É claro”.

            Weed abriu a sua mochila e enfiou algo em suas mãos. Depois de vasculhar através dos itens na mochila, ele pegou alguma coisa e, em seguida, puxou envolvendo-a em suas duas mãos.

            “Aqui, esta é a escultura de Kendellev”.

            Quando Weed abriu as suas duas mãos, um pássaro confinado feito de água voou para fora”.

            O pássaro cantou com uma voz brilhante enquanto dava voltas ao redor da Guilda dos Escultores.

            “Ah! Esta é a escultura que nosso ancestral fez!”

            O instrutor Jorbid não podia segurar a sua profunda emoção.

            A escultura cômica em forma de um pardal voou entre os anões. Os anões tinham uma expressão de choque que parecia como se eles tivessem visto um mundo novo. Suas mandíbulas não caíram a este tanto mesmo quando eles bebiam cerveja.

            “Dizer que isso é uma escultura! Como isso é uma escultura?”

            “Este não é um item feito por um gênio ou por magia!?”

            “Esculturas têm de ser esculpidas para serem feitas, isto é uma fraude”.

            Entretanto, foi difícil para os anões aceitarem esta nova escultura. A partir dos estereótipos que eles possuíam, eles não poderiam ser convencidos de que o pássaro feito de água e que estava voando ao redor era uma escultura!

            Weed sacudiu a sua cabeça.

            ‘Será difícil para eles alcançarem habilidades de esculpir ao longo de suas vidas com pensamentos como estes’.

            Esculpir era uma arte tridimensional.

            Se fosse algo que um escultor fez, se fosse visível ou se a ideia pudesse ser compreendida, qualquer coisa poderia se tornar uma nova tentativa.

            ‘Eu não sei por que eles pensam que tem que esculpir apenas madeira ou pedra’.

            Como se Weed já não conseguisse mais se lembrar dele próprio olhando baixo para a profissão dos escultores até não muito tempo atrás, ele manteve uma expressão digna.

            O anão instrutor segurou as mãos dele.

            “Obrigado. Agora, não importa qual raça, eles não serão capazes de desprezar a nós, anões, quando se tratar de esculpir”.

            Ding!

Você completou a missão do instrutor da Guilda dos Escultores, Jorbid.

As esculturas do lendário escultor Kendellev estavam em Kurueso.

Depois de descobrir sobre suas esculturas, os humanos e os elfos, que são artesãos sábios, não serão mais capazes de criticar os anões artistas.

Fama aumentou em 130.

Avaliação de você na Guilda dos Escultores melhorou.

Em prestígio à raça, o respeito para com anões aumentou em 3.

Amizade com o Reino de Thor aumentou em 82.

Os anões jogarão de lado as suas picaretas para ajudá-lo com o seu trabalho.

Nível aumentou.

Nível aumentou.

            O instrutor ofereceu um par de luvas negras.

            Honestamente, Weed estava mais ansioso com o item de recompensa do que com o nível ou fama.

            ‘Esta é a razão pela qual as missões no Reino de Thor são boas’.

            Através das missões a partir dos elfos, a maior parte da amizade ou afinidade com os espíritos aumentavam. No caso dos humanos, você poderia obter fama, uma recompensa ou uma posição ou profissão especial.

            Com os anões, especialmente no caso do Reino de Thor, as missões lhe davam bons itens, o que combinava com os gostos de Weed perfeitamente.

            “Esta é uma luva que eu gostaria que você usasse. Embora ela não seja de Kendellev-nim, o anão que vestiu esta luva era extremamente excepcional”.

            “Muito obrigado”.

Você adquiriu um item como recompensa da missão.

            Luvas que delicadamente brilhavam com um brilho negro.

            “Identificar!”

Luva do Produtor Habilidoso
Luvas que foram pessoalmente feitas e usadas pelo sétimo ferreiro do Reino de Thor, Spindal.
Mesmo enquanto fazia o seu trabalho como um ferreiro, ele teve as suas aventuras, por isso, a fim de tornar as luvas perfeitamente confortáveis enquanto capturava orcs, ele as fez através de um monte de tentativas e erros.
Embora elas tenham sido produzidas para um ferreiro usar, elas podem ser utilizadas em uma grande variedade de usos.
Durabilidade: 45/45
Defesa: 13
Requisitos: Habilidade de artesanato no nível intermediário ou acima.
Nível 150
Opções: Quando equipadas, as habilidades em ferraria e em esculpir aumentam em +1 de estatística cada.
Efeito da habilidade do artesanato aumenta em 5%.
Ataque aumenta em 7%.
Ao usar armas de longo alcance, a velocidade de lançamento de habilidades ou de magias é melhorada.

            Como ele esperava, era um produto de alta classe.

            Embora a exigência de nível fosse baixa, em razão da restrição de ter a habilidade em artesanato no nível intermediário, era um item que nem todo mundo podia usar.

            O Instrutor adicionou:

            “Eu acredito que a trilha de Kendellev-nim está abandonada em algum lugar do nosso Reino de Thor. Você fará mais uma busca pela trilha?”

            Ding!

As esculturas escondidas de Kendellev
Ainda se desconfia que os artefatos do anão escultor muito talentoso ainda estão abandonados em algum lugar.
Ache e restaure as esculturas adicionais que Kendellev deixou no Reino de Thor.
Dificuldade da Missão: Missão relacionada a raça dos anões.
Recompensa: A honra dos anões.
Requisitos da Missão: Apenas para anões escultores.

            A missão ainda inacabada de Kendellev!

            No entanto, Weed sacudiu a sua cabeça.

            “Eu tenho que partir para o caminho da aventura. Uma vez que os humanos e elfos foram suficientemente informados sobre a grandeza dos anões, eu quero confiar esta missão a um anão diferente em meu lugar”.

            Havia coisas que Weed tinha que fazer e ele queria acabar com a missão de procurar por esculturas com isto.

            O instrutor assentiu melancolicamente:

            “Tudo bem. Mesmo se não for você, os anões comuns deverão ser capazes de fazer este trabalho agora”.

Você recusou a missão.

Sua intimidade com o instrutor Jorbid caiu levemente.

            Embora a intimidade tenha caído um pouco, o instrutor gostava de Weed da mesma forma.

            “É uma honra para mim ter visto um excelente escultor como você. O que você vai fazer a partir daqui?”

            “Mesmo eu não sei sobre isso. Apenas sei que eu tenho que ir para o Reino de Dale para me reunir com os meus colegas”.

            “Que as esculturas feitas por você sejam abençoadas. Volte um dia e faça uma escultura para a Aldeia Iron Hand”.

            “As muitas coisas que eu vi nos lugares onde eu tenho andado, se eu retornar a este lugar, eu definitivamente as esculpirei para você”.

_______________________________________________________________

Tradutor: Antonio Pinheiro

Revisão/Adaptação: barafael

Formatação: Antonio Pinheiro

Edição: barafael

Fonte da tradução: http://japtem.blogspot.com.br/2013/09/lms-volume-15-chapter-1.html

_______________________________________________________________

Capítulo Anterior  |  Próximo Capítulo

16 comentários sobre “LMS – Volume 15, Capítulo 1: Os Presentes dos Anões

  1. Eu gostaria que vocês disponibilizassem todos os capítulo de LMS em PDF, até os primeiros. Fui baixar e não tinha em PDF.
    Grato pela atenção.

    Curtir

  2. Mal posso esperar pra ver o queixo dos membros do trabalho de grupo da facul do Weed cairem no chão não acreditando que ele é um escultor Ka-ka-ka-ka!!!
    Obrigado pelo cap >w<

    Curtir

  3. vlw pelo capitulo…

    Os ferreiros geralmente não deixavam Kurueso depois de se instalarem. Ela tinha todas as instalações e materiais para forja, então não havia necessidade de partir.
    Até uma outra cidade tbm oferecer isso(ou mais)… :v

    Curtir

  4. Enquanto lia esse cap eu só pensava na cara do Weed quando ele soubesse que teria que pagar a conta, mais ele já estava um passo a frente e saiu sem pagar huhauhauahuah

    Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s