LMS – Volume 14, Capítulo 3: A Estátua Secreta Encomendada

Fala galera, mais um capítulo muito bom pro pessoal, com Weed mitando como sempre. Para atiçar os curiosos, daqui pra frente só melhora e terá um capítulo e volume mais foda do que o outro.

Capítulo traduzido pelo Antonio e por mim e revisado por mim.

O próximo capítulo é 25% menor do que o atual e está quase totalmente traduzido, mas falta fazer muita coisa. Previsão de postagem para quinta-feira.

Qualquer erro de digitação/português/tradução avisem nos comentários para que eu possa corrigir.

Como sempre recomendo a leitura em .pdf, que está mais organizada.

Versão em .pdf1: [LMSNovelBR] Volume 14 – Capítulo 3 – A Estátua Secreta Encomendada (nota integrada)

Versão em .pdf2: [LMSNovelBR] Volume 14 – Capítulo 3 – A Estátua Secreta Encomendada (nota rodapé)

Segue o capítulo abaixo:

——————————————–

Capítulo Anterior  |  Próximo Capítulo

capa v14c03

Volume 14

Capítulo 3 – A Estátua Secreta Encomendada

            Weed deixou a agência administrativa e deu uma olhada ao redor de Kurueso apropriadamente.

            O anão ferreiro e os outros artesãos estavam nas ruas criando alguns itens incessantemente. Havia também oficinas de forja tais como as de Fabio, Bambi e Exper.

            Os nomes listados acima são provavelmente de ferreiros que fizeram muito dinheiro com a venda de itens notáveis, os quais eles tinham criado. Logo que a contribuição necessária é feita ao Reino, é possível se tornar um cavaleiro e possuir a sua própria casa.

            ‘Em Kurueso, as pessoas são avaliadas com base nas suas habilidades em ferraria.’

            Ao contrário da alfaiataria e outras habilidades de artesanato, os anões amavam reunir materiais de alta qualidade por natureza e de usar o melhor de sua perícia em ferraria para forjar algo novo.

          “Eu sou o anão Heins. O prazo está quase terminando, mas há uma pessoa que está disposta a assumir o desafio de fazer 100 vidros de janela comigo? É um pedido a partir da Oficina de Forja”.

            Colegas eram aproveitados com base na necessidade, mesmo em Kurueso.

         “Que pedido excessivo. Nós temos que fazer 20 peças de armadura, mas as condições são um pouco difíceis de se cumprir. Nós estamos procurando por especialistas em fundição com habilidade em ferraria com, pelo menos, nível iniciante 8. Você terá que providenciar os seus próprios materiais e o custo será de 300 moedas de ouro. Este é um trabalho disponível apenas para anões que estejam interessados no crescimento da habilidade!”

            “Monstros têm aparecido em 8 túneis, o que torna difícil a mineração. Nós precisamos tomar de volta esses túneis e restaurar a paz. O pagamento é de 20 moedas de ouro por pessoa”.

         “Cada uma das armaduras protetoras deve ser bem-feita. É um pedido do proprietário da Loja de Armaduras, mas eu tenho que fazer e entregar escudos com mais de 30 de defesa. Nós devemos fazê-las juntos, anão?”

          Em cada castelo ou aldeia, havia um lugar reservado para o recrutamento de companheiros e para a compra e venda de suprimentos para missões. Dentro desses lugares, eles criavam os seus produtos, por isso havia muitos pedidos para obter os materiais necessários.

            Quando se trata de missões, é melhor tentar juntar colegas do que tentar concluí-las sozinho.

            Graças as várias missões que eram constantemente distribuídas, os anões com nível baixo em habilidade ganhavam muitas chances para aumenta-la.

***

            Kurueso!

            Nomeada após o Reino Antigo dos Anões, era uma gloriosa cidade para todos os anões artesãos.

            As entradas das casas dos anões eram pequenas e estreitas, mas o teto era alto o suficiente para um humano entrar.

            Dentro das várias lojas, havia dezenas de diferentes tipos de armas e armaduras em exibição.

            Entre as muitas coisas próximas da Loja de Forja, havia um bar onde os anões bebiam álcool.

            “Na minha opinião, a arma que eu fiz desta vez ficou boa. É bem adequada para atacar as cabeças dos orcs”.

            “Se você for um ferreiro, você definitivamente tem que viver em Kurueso”.

            “Em todo o Continente de Versalhes, nós temos a tecnologia mais elevada e devemos nos orgulhar”.

            Do lado de fora do bar, as conversas barulhentas dos anões usuários podiam ser ouvidas.

            Muitas das pessoas que entravam a partir das estradas secundárias da mina abandonada, assim como Weed, eram humanos e elfos.

            “Heueeng! Por que é tudo tão caro?”

            O rosto da bela usuária elfa ficou aborrecido. Ela tinha encontrado o arco com a forma perfeita para ela.

            No entanto, o anão vendedor disse a verdade:

            “Nós não temos escolha a não ser vender por um preço elevado aos elfos. Se você não quer compra-lo, não compre!”

            “Oppa (NT = Nota barafael: maneira amigável de se dirigir a um homem se você for uma mulher). Mas eu realmente quero ele…”

            “Então me dê o dinheiro por ele!”

            “O que devemos fazer. Você não tem dinheiro suficiente para isso Lumiya?”

            “Não, eu tenho cerca de 1.500 moedas de ouro. Eu gostaria que eles pudessem nos dar um pequeno desconto. Eles nunca nos dão descontos”.

            Anões mal-humorados!

            Ao contrário de seus companheiros elfos e humanos, os anões não eram tão favoráveis com eles ou outras raças com relação a esse assunto.

            Embora houvesse cinco lindas elfas dentro da loja o preço não era reduzido nem mesmo por 1 moeda de ouro.

            Weed se aproximou silenciosamente para o lado onde as elfas e os anões estavam barganhando.

            No entanto, ele não tinha nem mesmo o menor desejo de ajudar as mulheres elfas (NT = Nota Antonio: óbvio é o Weed…). Ele estava apenas se perguntando que tipo de qualidade os arcos vendidos em Kurueso tinham.

            Além disso, esta loja tem atraído muito interesse, visto que ela estava localizada no centro de Kurueso e era conhecida pelo alto desempenho dos itens que vendia.

            Weed apontou para o arco que a mulher elfa queria.

            “Eu gostaria de olhar esse arco”.

            “Eu estava olhando este produto primeiro”.

            As mulheres elfas disseram com um suspiro. No entanto, a expressão de Weed não mudou.

            “É isso mesmo?”

            “No entanto, eu não tenho dinheiro suficiente…”

            “Então eu posso dar uma olhada?”

            “Mas…”

            À medida que a mulher elfa assentia, ela recebia olhares afiados de suas companheiras.

            Os olhos de Weed brilharam como se ele tivesse capturado uma presa!

            O anão proprietário prontamente lhe entregou o arco.

            “Nossa loja seria mais grata se um companheiro anão usasse esse arco”.

            Weed pegou o arco que lhe foi entregue e olhou para ele com cuidado.

            “Identificar!”

O tributo do anão Unoban para o combate:

Durabilidade: 40/40

Dano: 65

Alcance: 14

Um arco construído para a caçada pelo ‘artesão dos arcos’ Unoban. Mira rápida e precisa. Uma arma poderosa feita com uma corda de arcos otimizada para a velocidade.

Restrições:

Nível 280.

Destreza 730.

Arqueiros ou guerreiros de nível intermediário são capazes de usar este item.

Opções:

20% de aumento de velocidade.

Aumento do dano de penetração.

Aumento da precisão do tiro rápido.

Flechas de aço, fogo e veneno podem ser usadas.

            ‘Nada mal’.

            Ele recebeu a informação a partir de sua habilidade intermediária de identificar.

            Por causa de sua habilidade intermediária em ferraria, Weed foi capaz de conseguir informações mais detalhadas sobre o item.

Produção da arma.

Os atributos da arma apenas podem ser vistos no trabalho daqueles que aumentaram a sua habilidade em ferraria até o nível intermediário.

Se você continuamente usar 45 flechas de aço ou mais, a corda esticará e causará a queda do alcance e da precisão por 20%.

O dano das flechas aumenta em 23% na média.

Em razão desta ser uma das armas que o artesão Unoban fez porcamente, o seu centro não foi apropriadamente calibrado e deve haver cerca de 15 centímetros de desvio quando se atira a uma distância de 100 metros.

Contudo, visto que é um produto feito com fé, ele pode emitir uma luz que guia a flecha na trajetória de voo adequada.

Se um ferreiro com mais competência melhorar o arco, há uma chance de aumentar ligeiramente o alcance máximo e o dano das flechas.

            Depois de mexer com o arco por um tempo, Weed o devolveu.

            “Quanto por esta arma?”

            O anão respondeu:

            “15.500 moedas de ouro”.

            “Hmmm”.

            “Você irá comprá-lo ou não?”

            Weed recuou um passo.

            “Não, eu não irei comprá-lo”.

            Ele era a pessoa que tinha o Arco Élfico Superior. A razão pela qual ele estava à procura de itens não era porque ele queria compra-los para usar, mas porque ele queria checar os preços dos equipamentos (NT = Nota Antonio: uma das coisas básicas do empreendedorismo: conheça o produto dos seus oponentes…). Essa era a única razão dele procurar através dos equipamentos dos anões.

            Ele não tinha absolutamente nenhum desejo de comprar qualquer arma.

            O anão estalou a sua língua.

            “Isso é muito ruim. Venho pensando sobre isso, nós os anões não precisamos de um arco para vencer qualquer batalha”.

            Era uma arma que a elfa havia gostado e, visto que Weed disse que não iria comprá-lo, ela sentiu que outra oportunidade havia surgido.

            Então Weed disse para aquelas pessoas:

            “Não comprem aquele arco”.

            “O que?”

            Os olhos das mulheres elfas estavam brilhando.

           Embora os elfos fossem bonitos por natureza, havia pessoas mais bonitas lá fora. Elas tinham grandes olhos redondos, pele clara e corpos magros. Com orelhas pontiagudas e cabelos verdes, era natural para os homens pensarem que elas eram muito bonitas.

            “É um produto barato”.

            “O que? O que você está…”

            “Pequeno amigo anão! O que você quer dizer com isso?”

            Era natural que o proprietário da loja tivesse um surto. No entanto, Weed ignorou as queixas do proprietário e continuou falando:

         “Não é uma arma que foi feita com consideração e cuidado em relação a sua qualidade. Ao invés de ter sido criada para os elfos, isso foi feito para aqueles que não são anões usarem. O equilíbrio da arma não é bom e o dano médio e durabilidade estão abaixo da média”.

            A arma não era boa o suficiente para os elfos usarem. O rosto do anão proprietário da loja estava em vermelho flamejante e ele foi incapaz de pronunciar uma palavra.

            “Huh?”

            “Os anões têm um forte orgulho. Por que você está com raiva?”

            Weed continuou dizendo:

            “A taxa de tiro é alta, o que torna o arco mais caro, mas esta arma não foi calibrada apropriadamente em seu centro e isto é uma completa enganação. Se você quiser, você pode fazer um tiro ao alvo e testar o arco você mesma”.

            Depois que ele terminou de dizer isso, Weed rapidamente se afastou da loja porque não havia mais nada a dizer.

            Ele deu algumas dicas para a elfa apenas porque ela parecia ter a mesma idade de sua irmã.

            O anão estava corado com um vermelho brilhante de vergonha.

            Os anões começavam com habilidades de artesanato básicas fazendo deles excelentes artesões. O anão sabia que Weed estava completamente certo e não podia argumentar de volta.

            “Elfa, você vai comprar isso ou não?”

            A elfa cautelosamente abaixou o arco e perguntou nervosa.

            “Qual é o preço por este arco?”

            “12.500 moedas de ouro”. (NT = Nota barafael: já abaixou quase 20% kkkk)

            “Mas eu ouvi que ele não está balanceado…”

            “Então não compre”.

            O anão arrogante respondeu de volta e cruzou os braços.

            A mulher elfa entendeu que Weed havia lhe ajudado e correu atrás dele com pressa a fim de não perder ele para registrá-lo como amigo.

            “Registrar amigo!”

Seu pedido de amizade foi negado.

            “?”

            Como uma elfo fêmea, ele havia sido o primeiro a recusar de se registrar como seu amigo.

            No campo de batalha e nas missões, a raça dos elfos era sempre a mais popular. Por causa do seu rápido trabalho de pés, os arqueiros poderiam reagir incrivelmente rápido e devido as mulheres elfas terem rostos bonitos e corpos magros, os homens tinham sempre que tomar conta delas.

            Na realidade, as suas aparências eram atualmente simples e pareciam como estudantes modelos que estavam absortas em livros, mas elas eram populares em Royal Road.

            A elfa jogou fora o seu orgulho e tentou novamente.

            “Pedido de amizade!”

Seu pedido de amizade foi negado.

            “Pedido de amizade!”

Você e Weed-nim foram registrados como amigos.

            Depois de três tentativas de pedidos de amizade, no final o nome dele era Weed.

            ‘O nome daquela pessoa é Weed?’

            Naquele exato momento, a elfa Edel enviou um sussurro e, assim como ela esperava, as primeiras palavras que ela ouviu foram bruscas.

            ‘As habilidades e a devoção dos anões…’

            As palavras sussurradas ouvidas por Edel eram exatamente assim:

            “Não é que nós elfos estamos duvidando da qualidade e das habilidades dos anões, mas este arco é muito caro para nós, simples elfos, usarmos. Eu sei que anões mestres podem fazer arcos como este facilmente”. (NT = Nota barafael: Weed estava sussurrando exatamente o que ela tinha que dizer para barganhar com o anão)

            “12.000 moedas de ouro”.

            Uma elfa estava tentando barganhar com o arrogante anão e proprietário da loja, com o qual se dizia ser impossível de se barganhar. Isso era um assunto que valia a pena mencionar.

            ‘Dano médio…’

            Edel estava cuidadosamente observando a reação do anão e dizendo:

            “O arco diz que o dano médio não é consistente. Se o dano de um arco não for consistente, é um grande problema. Eu tenho que caçar os orcs malignos antes que eles cheguem perto”.

            Era conhecido por todos que os orcs eram os inimigos naturais dos elfos e dos anões.

            Podia-se dizer que os anões odiavam a existência dos orcs.

            “11.000 moedas de ouro. Este é o mais baixo que eu posso ir”.

            “Eu ouvi que a durabilidade é ruim…”

            “10.500 moedas de ouro”.

            Se o preço fosse neste montante, Edel poderia suficientemente comprá-lo com o dinheiro que ela tinha.

            “Wow!”

            “Eu não sabia que Edel tinha talento para barganhar”.

            As companheiras elfas de Edel estavam torcendo por ela. Contudo, Edel decidiu pressionar sobre o assunto.

            Edel ainda tem que comprar o arco. Isto se devia ao fato dela não estar certa do preço.

            Edel perguntou mais uma vez para confirmar o preço:

            “Isso é… está tudo bem se eu atirar em um alvo distante e verificar os resultados? Se é uma arma que o mestre anão fez não deve haver problemas, mas eu quero ver quão bom o arco é antes de me decidir. No entanto, se a flecha se desviar mesmo que um pouco a partir do alvo, você me dará um desconto, correto?”

            Pela primeira vez, a aparência do anão mudou e ficou pálida.

            “Me dê 9.000 moedas de ouro por ele. Embora o arco seja um pouco falho, ele não é ruim se comprar por 9.000 moedas de ouro”.

            Foi assim que Edel finalizou o preço da barganha para 9.000 moedas de ouro.

            Havia uma ligeira desvantagem quando você usa o arco por causa dos danos inconsistentes do ataque!

            No entanto, a habilidade em tiro com arco seria mais que suficiente para compensar as deficiências do arco.

            Foi incrível ser capaz de obter um arco que fornecia um dano base forte, bem como capacidades de tiro rápido a este nível e preço. Um humano que encontrasse os elfos seria amigável, mas foi incrível ser capaz de negociar com os anões introvertidos.

            Edel tentou enviar um sussurro para Weed com uma palavra de agradecimento:

            ‘Muito obrigada. Por causa de você eu fui capaz de comprar o arco…’

 

O destinatário bloqueou você.

***

            A maioria das missões que eram encomendadas no Reino de Kurueso eram para a raça dos anões ou para ferreiros.

            Esculpir era tão raro quanto feijão brotando em uma terra seca e isso era uma situação onde ninguém poderia dizer que eles eram peritos nisso.

            “Heolheol, eu não posso comprar qualquer cerveja, já que o meu dinheiro acabou. Embora isto seja realmente lamentável, eu não posso implorar devido à honra de um anão. Felizmente a dama que é proprietária do bar disse que ela gostava de esculturas. Você não faria uma para ela? Em troca, eu lhe darei a picareta que eu tenho usado. Você não pode vendê-la em qualquer lugar, mas você pode usá-la de várias de maneiras”.

            Ttiring!

Solicitação de um anão mineiro.

Faça uma escultura de uma picareta. Quando concluída, você pode obter uma picareta.

Dificuldade da Missão: F.

Recompensa: Uma picareta.

Restrição da missão: Apenas para escultores.

            “Eu começarei a fazer a escultura de imediato”.

Você aceitou a missão.

            “Você diz que é um escultor? Um escultor… quando eu era novo, eu fui capaz de ver algumas esculturas espetaculares. O que? Você diz que eu não pareço com um?”

            “Não é isso. Os anões são artistas lendários e eles são artesões delicados”.

            “Está certo. Os seres humanos arrogantes dizem que os anões não têm interesse nas artes. Ao contrário dos orc bastardos, nós anões inteligentes amamos coisas bonitas e duráveis. Mesmo em nossa cidade de Kurueso, nós temos muitos anões guerreiros que não sabem o significado de recuar. Eu quero armazenar essas memórias em minha casa. Faça-me uma escultura de um anão guerreiro orgulhoso”.

            Ttiring!

O valor dos anões guerreiros.

Os anões vangloriavam-se de que se eles tivessem as armaduras e armas feitas por eles, eles poderiam bloquear até mesmo ataques de sopro (NT = Nota barafael: vide o dragon breath do Bone Dragon) e de que poderiam cortar através de qualquer coisa.

Eles poderiam, até mesmo, capturar o dragão maléfico, Kaybern.

Esta pode ser a razão do porquê da habilidade em ferraria deles ter sido nutrida, mas a possibilidade de que isto fosse verdade não é real!

Mesmo em pinturas, desde que o oponente deles não seja um dragão, os anões não sabem o significado de medo e recuo.

Esculpa um guerreiro anão corajoso.

Dificuldade: E

Recompensa: A arma que o anão fez porcamente para aliviar o tédio.

Requerimento da Missão: Ser um escultor.

Você deve fazer uma escultura de bronze.

            “Eu começarei imediatamente”.

Você aceitou a missão.

            Ele recebeu esta missão mesmo sem aceitar a missão de classificação F.

            Podia-se dizer que ele era bom em conseguir missões relacionadas à profissão!

            Ele tinha a esperança de que haveria sempre uma missão relacionada a profissão de escultor em qualquer lugar que ele fosse.

            Desta forma, ele recebeu aleatoriamente pedidos relacionados com a sua profissão como escultor.

            ‘Kurueso é um lugar pequeno’.

            Não havia mais do que mil anões vivendo aqui.

            Havia um monte de prédios vazios e a aldeia era tranquila para o seu tamanho.

            Se não houvesse aventureiros elfos ou humanos, ela iria realmente se tornar um lugar solitário.

            ‘Se eu continuar fazendo os pedidos relacionados a profissão, eu acho que haverá um pedido para esculpir alguma coisa desconhecida’.

            Ele pensou que ele seria capaz de encontrar, pelo menos, uma pista.

          No entanto, apesar dele ter finalizado dezenas de missões, uma missão especial nunca apareceu. Embora a dificuldade dos pedidos aumentasse em média, depois dele ter mencionado a Aldeia Iron Hand, tais pedidos nunca excederam a classificação D.

            Missões em cadeia eram difíceis de se encontrar, e, na melhor das hipóteses, elas o introduziam a um outro anão que precisava de um escultor.

            Um pensamento assustador passou rapidamente por sua mente naquele momento:

            ‘Isso não pode ser o limite para as missões relacionadas à profissão de escultor, pode?’

            Se ele fosse de uma profissão relacionada com o combate, ele poderia apenas ir se aventurar.

            Não haveria necessidade de conversar para ir em uma aventura. Ele poderia escavar uma ruína ou estudar a fauna e a flora local. Ele poderia capturar um monstro.

            As missões interessantes estavam ligadas entre si e eram infinitas.

            Mesmo os sacerdotes eram capazes de experimentar rituais especiais que a Igreja tinha estabelecido.

            Contudo, ele começou a pensar que tais missões eram inexistentes para os escultores em primeiro lugar.

            ‘Está certo. Mesmo a missão de fazer um túmulo para o rei no Reino de Rosenheim foi desta forma’.

            Foi uma missão relacionada à profissão de escultor com uma classificação ‘B’ em dificuldade.

            Se a dificuldade fosse maior do que as outras missões, então a experiência e as recompensas seriam maiores e isso poderia influenciar todo o Continente de Versalhes.

            Porém, o que fez o túmulo do rei tão difícil foi o trabalho físico necessário para construí-lo.

            ‘Era uma tarefa que poderia ser feita facilmente com simples trabalhadores. Além disso, quando eu estava esculpindo a estátua da Deusa Freya, não houve desafios especiais’.

            Weed era perito em trabalho físico e sempre que um trabalho novo aparecia, ele o aceitava com otimismo.

            A verdade era que, na realidade, ele estava com medo da dificuldade dos outros pedidos relacionados a esculpir.

            Quão problemático seria se houvesse um pedido para transformar algumas pedras preciosas no valor de dezenas de milhares de moedas de ouro em um colar que seria deixado para trás no mundo ao longo dos séculos?

            Weed aceitou de bom grado o trabalho simples, pois ele tinha criado uma parcela significativa de suas esculturas desta forma.

            No entanto, enquanto ele estava fazendo isso, parecia como se ele nunca tivesse pensado seriamente sobre as esculturas.

            ‘É possível que as missões que eu recebi através de esculpir estejam presas a este nível lamentável’.

            Quando ele fazia particularmente grandes estátuas, podia ser que aqueles eram os limites dos pedidos das esculturas.

            Isso não se encaixava na imagem de um escultor que faz coisas tais como buscar um grupo, batalhar, ou ir em uma aventura!

            Poderia ser melhor cavar um buraco em algum lugar e criar esculturas infinitamente.

            Pode-se dizer que os alfaiates e os ferreiros estavam em uma situação similar, mas qualquer que fosse o caso, ele começou a reter dúvidas de que, como um escultor, ele poderia não ser capaz de ir se aventurar.

            ‘Não. Droga. Esta é a realidade. Não pode haver qualquer escultor que vá em aventuras, pode?’

            Weed caiu em desespero.

***

            Todos os dias, a Guilda Predators of the Land (NT = Nota Antonio: Predadores da Terra) e Deimond estavam ganhando mais e mais atenção.

          A razão dos humanos estarem preocupados sobre este incidente era porque estava quase na hora deles irem caçar o Rei Griffin (NT = Nota barafael: griffin é uma criatura lendária com corpo, cauda e pernas traseiras de um leão e cabeça, asas e patas dianteiras de uma águia – http://myths.e2bn.org/library/1384974772/griffin1384974633.jpg), no Desfiladeiro Havelin.

            Era considerado impossível matar o Rei Griffin!.

            Eles passaram por incontáveis aventuras nas Terras do Norte para caçar os Griffins Amarelos.

            Como os Griffins podiam voar no céu, eles tinham uma alta agilidade e eram inteligentes. Desta forma, eles eram considerados como uma caça suicida.

            O Desfiladeiro Havelin era um lugar que atraía muitos aventureiros à morte.

            Deimond e a Guilda Predators of the Land entraram no Desfiladeiro Havelin destemidamente.

            Os Griffins inteligentes receberam alegremente os intrusos rolando pedras sobre eles e jogando galhos neles enquanto estavam no ar.

            Contudo, os Griffins não usaram qualquer ataque frontal.

            ‘Se você quer avançar além disso, então venham. Não há nenhuma maneira de vocês bastardos serem capazes de sobreviver’.

            Isto os aterrorizou e, com incursões noturnas todos os dias, eles tinham que vigiar seus arredores com cuidado.

            Eles estavam próximos de um terço do caminho dentro do desfiladeiro, o que era muito longe para voltar, momento no qual os ataques dos Griffins começaram a ficar sérios.

            A Guilda Predators of the Land experimentou uma série de mortes. Comentários da tentativa fracassada deles aumentaram as discussões.

            As outras guildas riram da Guilda Predators of the Land por sua imprudência.

 “A menos que você seja louco, você não pode desafiar o Desfiladeiro Havelin”.

         Havia outras guildas que tinham maiores forças militares comparadas com a guilda Predators of the Land. Mesmo assim, elas não se atreveriam a desafiar uma área perigosa tal como o Desfiladeiro Havelin, especialmente quando a derrota era garantida. Em razão da guilda deles (NT = Nota barafael: a guilda que estava criticando a guilda Predators of the Land) ter um grande prestígio, eles eram o foco de todos os jogadores no Continente de Versalhes. Se eles falhassem, a reputação cairia significativamente.

           Além disso, mesmo se eles tivessem sucesso, se muitos dos jogadores principais morressem, eles sofreriam grandes perdas.

       Embora as outras guildas ocasionalmente exercitassem a sua força militar, eles eram muito cautelosos com isso. Portanto, a guilda Predators of the Land foi ridicularizada por desafiar destemidamente o Desfiladeiro Havelin.

 “Já que eles estão liderando a guilda de forma imprudente, eles falharão e terminarão presos no Norte”.

            Contudo, Deimond e a guilda Predators of the Land continuaram a se manterem fortes apesar das perdas.

            Entretanto, eles estavam ansiosos por causa dos Griffins, tendo em vista que eles eram monstros aéreos e apenas flechas e magia poderiam destruí-los.

            Não obstante, havia um lugar de refúgio para eles. O ninho dos Griffins estava no centro do Desfiladeiro Havelin! No ninho, havia filhotes Griffins que não tinham asas ou não sabiam como voar.

            Depois que a guilda Predators of the Land, liderada por Deimond, chegou ao ninho e começou uma luta terrível e sangrenta, eles obtiveram uma vitória inacreditável.

            A fim de matar o Rei Griffin, eles tinham capturado 35 filhotes Griffins. O valor da captura e domesticação bem-sucedida de um Griffin, em uma batalha aérea, era enorme.

            Um filme em tempo real da batalha no Desfiladeiro Havelin, havia sido postado no Hall da Fama. Muitos perderam suas vidas na batalha, mas a guilda lutou até o Rei Griffin ser morto, o que impressionou muitos dos telespectadores.

            As pessoas foram completamente cativadas pela imprudência da guilda Predators of the Land.

***

            As preocupações de Weed sobre o valor dos pedidos sobre as esculturas estava se aprofundando.

            ‘Todavia, isso não pode ser evitado. Eles dizem que a aprendizagem é um roubo…’

            Não havia outra maneira de desenvolver a arte da escultura. Ele apenas podia realizar os pedidos em silêncio!

            “Bom trabalho!”

            “Não, de modo algum”.

            Mesmo que o anão que tinha confiado o pedido a ele viesse, Weed só daria respostas curtas.

            “Oh! É realmente uma grande peça de arte”.

            “Eu simplesmente a esculpi”.

            “E pensar que você podia criar a superfície tão suavemente… e olhe a curvatura da superfície… e pensar que nós poderíamos ver o auge da graça na curvatura!”

            “Desde que eu fiz isso com muita consideração, por favor, pare a conversa barata e me dê o dinheiro”.

            O apogeu da exaustão!

            Mesmo se ele ganhasse favores, os pedidos relacionados a esculpir não compensaram bem. Ele só iria conseguir a quantia que já tinha sido acordada.

          É claro, se ele fizesse uma escultura que fosse melhor do que o solicitado, ele poderia conseguir um pouco de aumento na remuneração. No entanto, a recompensa não aumentaria se ele simplesmente trocasse palavras.

            Os anões riam suavemente em relação à exaustão de Weed.

            “Se você é um escultor, você tem que ter pelo menos este tanto de orgulho”.

            “Ah, bem! Você poderia ir agir como um”.

            “Um escultor com uma personalidade maravilhosa. Se eu tiver outro pedido, eu voltarei”.

            “Por favor, solicite uma incumbência que pague bem na próxima vez”.

            Mesmo que Weed mostrasse sua frustação, os anões pegavam as esculturas e iam embora satisfeitos.

       Ele até mesmo tinha situações onde recebia pedidos de esculturas mundanas! (NT= Nota barafael: relacionadas ao mundo material – https://www.pinterest.com/mcdoy/mundane-sculptures/)

            Também houve muitas situações em que ele criou coisas como sepulturas ou uma Deusa no Continente de Versalhes. No entanto, não havia nada que os anões artesãos da cidade de Kurueso não tivessem.

            Havia um monte de monumentos, memoriais, museus, etc, acumulados por anões artesãos extraordinários, mas as esculturas encomendadas eram raras.

            “Não há nem mesmo uma tenda”.

            No entanto, Weed continuou a esculpir esculturas.

– Eu disse para nos criar.

– Escultor. Por que você está seguindo o caminho contra intuitivo?

            Ele estava se acostumando com os murmúrios das presenças desconhecidas.

            Weed só fazia negócios em certas lojas de escultura, em lojas de materiais de escultura e em um certo lugar do lado da estrada.

            Todavia, um dia, o dono da loja de esculturas estendeu uma escultura que parecia um morcego.

            “Art Hand, dê uma olhada nisso”.

            “Por quê?”

            “Você pode dar a sua opinião sobre esta obra de pedra?”

            Weed examinou o trabalho enquanto ele o segurava.

            “É irritante, mas você sabe que os escultores não são naturalmente muito bons neste trabalho?”

            “Eu sei, mas eu não perguntaria sem motivo. Sim, você não vai se decepcionar com a recompensa”.

            “Então as esculturas que eu faço serão vendidas a um preço elevado?”

            “Apenas para ganhar 1 por cento a mais. Uma escultura popular será vendida por um preço elevado e as outras esculturas podem ser vendidas por um alto preço mesmo se elas não forem tão populares…”

            Também de acordo com as transações, os preços das esculturas poderiam subir.

            Se muitos comerciantes viessem a querer a estátua, em seguida, o preço também irá aumentar. Na realidade, o valor dos equipamentos defensivos em Thor e em Kurueso eram muito caros devido à popularidade deles.

            A fim de definir que o preço seguisse a economia de mercado, as esculturas não poderiam ser vendidas por um preço particularmente elevado, mesmo se fossem as esculturas de Weed. Ela era uma escultura malfeita e não uma que havia sido feita usando materiais de qualidade superior e com muita consideração”.

            “Visto que é apenas uma opinião, eu tentarei”.

            Weed examinou de perto a escultura de morcego.

            “Eu não acho que haja nada de especial sobre ela…”

            Já que ele havia feito muitas esculturas, suas habilidades de observação tinham sido aperfeiçoadas enormemente.

            A escultura de morcego, que foi produzida usando uma rocha composta de argila de baixa qualidade, não parecia ser uma peça que havia sido feita com grande habilidade.

            ‘Isso não foi elaboradamente exposto e há muitas marcas imperfeitas de faca. É apenas uma escultura mediana’.

            Era uma peça que Weed teria considerado como uma falha.

            Era uma regra que quanto mais tempo você investe em uma escultura, mais os erros serão corrigidos, mas esta escultura estava repleta com erros.

            “Eu saberei mais se eu dar uma olhada de perto. Identificar!”

É uma escultura de morcego com um nome desconhecido.

A escultura do morcego está cobrindo seu corpo com suas asas. A sua forma assemelha-se aos morcegos vampiros da caverna Shaspin.

Valor Artístico: 3

            Weed estava prestes a passar a escultura de volta para o dono da loja e disse:

            “Não parece ser nada demais. Não tem nenhum valor e parece que foi feita de forma simples”.

            “É mesmo? Isso é decepcionante. Eu tinha um monte de expectativas para esta escultura, uma vez que foi encontrada nas corredeiras de um lago”.

            Porém, foi naquele momento, quando Weed olhou para os olhos da escultura.

            Thrilling!

            Os olhos do morcego vampiro estavam vivos e com medo!

         Eles dizem que os olhos de um morcego eram fisicamente deteriorados, mas ele ainda tinha os glóbulos oculares. Parecia como se os olhos surpreendentemente brilhantes estivessem se movimentando.

            Seus olhos não eram feitos de pedra, mas sim de rubis preciosos.

            Weed engoliu em seco e examinou a peça de pedra novamente. Ele tocou os rubis com as pontas dos dedos e observou enquanto brilhava uma luz deles.

            ‘É um rubi que não foi cortado e está áspero. Desde que é um rubi que eu posso conseguir milhares de moedas de ouro por ele, se eu o tocar um pouco…, eu não posso ver como algo como isso possa estar em algo como esta escultura de morcego’.

            Então, ele recebeu uma mensagem:

– Você descobriu evidências do Morcego Vampiro Shaspin na peça de pedra.

            Weed sentiu outra sensação estranha.

            “Identificar!”

Morcego Vampiro Shaspin.

O trabalho do anão artesão Gudolph.

Ele foi o último trabalho concluído na Caverna Shaspin.

Valor Artístico: 245.

***

            No Reino de Kurueso, a região atrás do lago era repleta com cavernas.

            Era certo que, sem um guia, qualquer um se perderia dentro das complexas cavernas que se pareciam com formigueiros.

            Graças aos sentidos inatos dos anões e a capacidade de ler os traços dos depósitos de minérios, eles nunca poderiam se perder no subsolo. Contudo, uma vez que qualquer pessoa poderia se perder em uma caverna complexa mesmo com um mapa, se não fosse um anão particularmente corajoso, eles nunca se aventurariam em uma região muito profunda.

            O jovem anão Gudolph cautelosamente entrou na caverna.

            ‘Desta vez… eu tenho que encontrar coragem para ir às minas de pedras preciosas’.

            Gudolph era muito famoso como um artesão, mas ainda mais do que isso, ele tinha uma boa compreensão dos depósitos de minérios no subsolo.

            “Eu deveria dar para ela um lindo broche como presente”.

            Ele queria dar um broche, que ele criou com as pedras preciosas que ele achou, para o seu amor enquanto ele propusesse o casamento.

            Gudolph assumiu um ritmo acelerado em direção à Caverna Shaspin.

            “Este é o caminho que conduz para uma aglomeração de ramificações de minas de rubis”.

            Shaspin é um lugar onde os anões não se atreviam a ir. Gudolph estava cego pelo amor e cautelosamente foi para as profundezas da caverna.

            A caverna escura e estreita!

            Ele passou pelas estalactites e pelos morcegos vampiros dormindo sobre elas.

            Ele estava disposto a arriscar a sua vida para avançar ainda mais dentro da caverna para minerar as joias e, a partir das profundezas da caverna, ele descobriu vestígios de luz emitida pelas joias.

            “Está aqui!”

            Animado, o velho Gudolph golpeou com a sua picareta dentro da ramificação.

            Ele descobriu uma mina de rubis vermelhos altamente graduada!

            “Isto será mais do que suficiente para fazer um broche para ela!”

            Gudolph afundou-se em felicidade.

            Contudo, o som vindo da picareta enquanto enquanto ele estava desenterrando o rubi acordou todos os morcegos vampiros na Caverna Shaspin. Os morcegos vampiros bateram as suas asas e voaram para afundar seus dentes em Gudolph.

            “P, Pare! Poupe esse anão!”

            Gudolph escapou para mais fundo na caverna enquanto tinha morcegos pendurados em seu corpo. Ele não teve tempo de procurar em seu entorno e fugiu de forma imprudente.

            O lugar onde ele chegou era uma zona que tinha uma ebulição de lava quente!

            Os morcegos fugiram do calor, mas Gudolph não tinha mais forças sobrando. A perda de sangue deixou a sua consciência obscura e ele não tinha forças para andar para fora da caverna.

            Mesmo que ele procurasse por uma saída, ela estaria na Caverna Shaspin, onde os morcegos vampiros estavam esperando por ele.

            “Eu não tenho nenhuma forma de voltar…”

            Gudolph tirou as pedras de rubi que ele tinha e moldou um broche precioso com elas.

            Era um item que ele queria usar enquanto propusesse casamento para a donzela anã Jena.

            Ele esculpiu uma pequena pedra na forma de em um dos Morcegos Vampiros de Shaspin e inseriu os rubis como os olhos do morcego.

            “Eu espero que alguém descubra…”

            Gudolph sentiu que ele não tinha muito tempo de vida. Por isso ele envolveu a escultura de pedra em algumas de suas roupas e a enviou corrente abaixo pelo córrego.

            O embrulho continha a sua esperança de que chegaria a Kurueso após flutuar e flutuar água abaixo no riacho.

            A escultura de morcego embrulhada percorreu a corrente subterrânea.

            Kuleuleuleuleu.

            Udangtangtang!

         Houve momentos em que a corrente se tornou tão profunda quanto a de um rio, ou a sua velocidade era diminuída e, sem haver tempo para relaxar, bloqueava a passagem do labirinto tornando-se excessivamente turbulenta.

            O embrulho acumulou danos, visto que ele colidiu com o solo ou com as estalactites do subsolo.

           Cada vez que isso acontecia, a escultura também recebia algum impacto, mas em razão dela ter sido embrulhada com as roupas de Gudolph, ela se manteve segura e, em seguida, assim como Gudolph esperava, ela fez todo o seu caminho até o lago de Kurueso.

            Embora ela já tivesse sido há mais de um mês, ela correu em segurança para Kurueso e foi descoberta pelos anões. Foi assim que ela parou na loja de esculturas.

***

            No momento em que Weed usou sua compreensão, ele foi capaz de ver as origens do Morcego Vampiro da Caverna de Shaspin.

            Ttiring!

Você aprendeu a habilidade ‘Compreensão das memórias das Esculturas’.

Pode testemunhar o passado escondido na escultura.

            Ttiring!

O Sonho de Gudolph.

O anão artesão Gudolph imbuiu a última de sua força dentro desta escultura.

Obtenha a sua vingança sobre os morcegos vampiros e presenteie o broche que Gudolph deixou para trás para a donzela Jena. Se você fizer isso, você será capaz de obter a mina de rubi que Gudolph descobriu.

Dificuldade da Missão: B

Recompensa: A mina de rubi da Caverna Shaspin.

Limites da Missão:

Adquira informações a respeito dos morcegos vampiros na Caverna Shaspin.

Nível intermediário na habilidade de esculpir.

            Weed sentiu como se ele tivesse sido atingido com um martelo, enquanto ele ficou chocado e sem sentidos.

            Os escultores sempre foram ignorados e ridicularizados pelos outros, mas quando ele coloca um monte de esforço e trabalho duro na criação de uma escultura, isso nunca o traía.

            “Eu sou um escultor. Um escultor”.

            Não havia necessidade de se debruçar sobre as opiniões dos outros.

            Não havia necessidade de implorar por missões com baixa classificação, elas eram dadas sem pedir.

            Havia missões escondidas em esculturas, disponíveis apenas para os escultores.

            Com a profissão de escultor, tudo é possível!

            Isso é o que significa ser um escultor. (NT = Nota Antonio: nada, daqui a pouco o Weed vai estar amaldiçoando a classe dele novamente…)

_________________________________________________________________

Tradutor: Antonio Pinheiro e barafael

Revisão/Adaptação: barafael

Formatação: Antonio Pinheiro

Edição: barafael

Fonte da tradução: http://japtem.blogspot.com.br/2013/07/lms-volume-14-chapter-3.html

_________________________________________________________________

Capítulo Anterior  |  Próximo Capítulo

18 comentários sobre “LMS – Volume 14, Capítulo 3: A Estátua Secreta Encomendada

  1. pow vei, vacilo, logo quando recebo a notificação no facebook que lançou o capitulo, a net cai, e eu perco o first:/

    Valeu pelo capitulo, mas ainda nem li o segundo, tava sem tempo esses dias ahsuhausha, jaja leio hihihi

    Curtir

  2. Obrigado pelo Capítulo…

    Sério, Weed deveria receber o Título de “O Escultor Revoltado”, nunca vi alguém amar e odiar tanto algo ao mesmo tempo como o Weed com a sua classe, é algo surpreendente… Weed cortou uma futura candidata do Harém o.0 Se bem que é melhor ele já ir cortando senão uma certa Berserk corta de uma forma não muito agradável…

    Curtido por 1 pessoa

  3. Parabéns pelo cap… e muito obrigado pelas traduções.

    Continuem com o trabalho galera, vcs estão salvando vidas😀

    Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s