LMS – Volume 14, Capítulo 1: A Aldeia Anã ‘Iron Hand’

Segue o primeiro capítulo do volume 14, que ao meu ver está muito dinâmico, apesar de serem capítulos pós saga e introdutórias para a próxima saga.

Capítulo traduzido pelo Antonio e por mim e revisado por mim.

O próximo capítulo é um pouco menor que esse e já está traduzido, mas falta adaptar algumas coisas e fazer toda a revisão edição. Pretendo postar entre quinta e sexta,  devo ter um posicionamento no meio da quinta-feira, pois amanhã não terei muito tempo para lidar com ele.

Qualquer erro de digitação/português/tradução avisem nos comentários para que eu possa corrigir.

Como sempre recomendo a leitura em .pdf, que está mais organizada, pois este capítulo tem muito boxe, notas e tabelas.

Versão em .pdf1: [LMSNovelBR] Volume 14 – Capítulo 1 – A Aldeia Anã ‘Iron Hand’ (nota integrada)

Versão em .pdf2: [LMSNovelBR] Volume 14 – Capítulo 1 – A Aldeia Anã ‘Iron Hand’ (nota rodapé)

Segue o capítulo abaixo:

——————————————–

Capítulo Anterior  |  Próximo Capítulo

capa v14c01

Volume 14

CAPÍTULO 1 – A Aldeia Anã ‘Iron Hand’

            “Desculpe-me, qual é o nível da sua habilidade em esculpir? Você claramente progrediu para o nível intermediário, mas é superior ao nível intermediário 6?”

            “Se eu entregar meus valiosos minérios de ferro para você, você revelaria um pequeno segredo sobre a criação de uma escultura?”

            Era incomum para um anão implorar para outro anão a ponto de se agarrar em suas pernas. No momento em que o escultor Weed entrou na Guilda dos Escultores, um evento surpreendente aconteceu.

            *Ttiring!*

Você iniciou o caminho do Eternal Sculptor (NT = Nota barafael: Escultor Eterno).

Possíveis mudanças em alguma estatística ocorrerão quando a atitude zelosa em direção às esculturas for exibida.

Até certo ponto, talento artístico magnífico será útil para alcançar altas habilidades.

Os escultores formalmente deram um passo à frente, voltando para dentro do mundo. (NT = Nota barafael: a frase original em inglês fala em ‘stepped back’, ou seja, recuo/passo para trás, como não faz sentido, levando-se em consideração a evolução da habilidade, eu modifiquei o sentido da frase)

Os nobres e os membros da realeza ouvirão o seu nome através da Guilda dos Escultores e outros escultores terão os seus espíritos competitivos inflamados.

A imaginação imensurável e a inconstância dentro da expressão. Se a pessoa tiver criatividade, ela será capaz de desbravar novas técnicas em esculpir.

Em razão da paixão por esculturas, a estatística em Arte aumentou por 100.

Charme aumentou por 50.

O efeito das habilidades relacionadas a esculpir aumentou por 20%.

O consumo de mana para as habilidades foi reduzido permanentemente por 20%.

            Ele havia sacrificado muitos benefícios para percorrer o caminho de um escultor.

            Weed já estava no auge da profissão de escultor.

            Desde que as esculturas que ele criou ganharam atenção, isso surpreendeu todo o continente, pois ele recebeu fama e glória abundantes.

            O anão instrutor disse:

            “Mesmo se você dedicar toda a sua vida para o mundo sem limites das esculturas, você nunca verá o fim. Enquanto as pessoas estiverem obcecadas com a caça e aventuras, elas não poderão ver o valor de esculpir. Eles dizem que o venerável anão escultor Kendellev desfrutou de aventuras. Você já ouviu falar sobre o seu conto?”

            Os anões que se reuniram em volta para tentar descobrir o segredo da escultura, ficaram em silêncio.

            Eles estavam ouvindo com atenção o anão instrutor, uma vez que parecia que ele iria fornecer algumas informações.

            ‘Anão escultor Kendellev?’

            ‘Esse é o nome do anão a partir da missão que ninguém foi capaz de resolver’.

            ‘No entanto, o prólogo é um pouco diferente da última vez’.

            ‘Se apresse e diga que você não tinha ouvido falar dele!’

            Os anões estavam pensando nisso, no entanto, eles estavam ansiosos para ouvir as palavras do instrutor, então eles ficaram em silêncio.

            Intuitivamente, a boca de Weed começou a falar palavras de louvor:

            “Então é desta forma. Essa é uma tarefa bem-vinda para nós anões que amamos desafios. Nós, anões escultores, podemos andar em qualquer lugar usando nossas pernas poderosas”.

            “Ahm. É isso mesmo, se fosse uma outra raça com constituições fracas, eles teriam que viajar a cavalo”.

            “O romantismo da viagem repousa na caminhada. É apenas ao caminhar que alguém pode experimentar totalmente as coisas e ficar inspirado”.

            “É algo que você deveria tentar”.

            Weed estava ficando irritado com os anões observando.

            ‘Como eu posso ter uma conversa pacífica com o instrutor desta forma’.

            ‘Tudo o que posso ouvir são murmúrios’.

            O anão Instrutor continuou:

            “Em qualquer caso, ele era um anão que gostava de viajar sozinho e ninguém nunca colocaria as mãos sobre ele. Poder-se-ia dizer que ele era um dos raros anões que eram extremamente respeitados até mesmo entre os elfos arrogantes”.

            “Ele parecia ser um escultor muito talentoso. Ele pode até mesmo tolerar os elfos repugnantes”.

            A característica da raça dos elfos.

            Eles desprezam o uso de materiais tais como árvores, rochas e argila para criar as suas esculturas, bem como desprezam o uso de partes da natureza para criar artificialmente esculturas e, por isso, rotulavam os escultores como desprezíveis.

            Os elfos odeiam os escultores porque eles tomam a vida das árvores e as transformam em madeira.

            Devido a esse motivo, as florestas onde os elfos residem não tinham uma Guilda de Escultores.

           “Esta história tem sido transmitida desde a época do meu tataravô. Foi dito que sua habilidade em esculpir alcançou o nível divino, mas, infelizmente, nenhuma de suas obras remanescentes podem ser vistas”.

            Embora a maioria das esculturas de Zahab no Reino de Rosenheim estivessem destruídas, havia um número significativo de colecionadores que mantinham esculturas dele em depósitos, os quais agora prosperavam a partir das vendas delas.

          Tal como aconteceu com os santuários religiosos e com a Torre de Guerreiros, a Torre do Magos também preservou os produtos de grandes mestres, mas o anão escultor Kendellev não deixou nenhuma peça para a posteridade.

         “Devido a esta situação, apenas os anões sabem de suas habilidades divinas. Os elfos arrogantes nem mesmo falariam a respeito de nosso ancestral, que fez esculturas surpreendentes à imagem deles….”.

            “Ele não tem qualquer descendente ou discípulo?”

            Mesmo se fossem apenas os descendentes de Kendellev, Weed queria conhecê-los de alguma forma.

           “Dizem que ele não tem. Ele gostava de viajar sozinho tanto é que ele não se casou e viveu toda a sua vida só. Até mesmo a localização de seu local de descanso final permanece desconhecida. Nós anões apenas podemos valorizar as peças que nós fazemos todos os dias”.

            “Está certo”.

            Os anões eram uma raça que tinha um grande orgulho em seus armamentos, equipamentos de proteção e obras de arte.

            “Eu não posso acreditar que ele iria destruir a obra de sua vida, de modo que ninguém pudesse vê-la. Embora seja apenas uma hipótese, um lugar que é difícil de encontrar… eu acho que o seu trabalho poderia estar contido em um lugar escondido que só o artesão mais notável, mesmo entre nós anões, pode entrar. Se for um escultor excepcional, ele ou ela poderia ser capaz de descobrir”.

            Weed assentiu com a cabeça.

            “Isso poderia ser possível”.

            “Por favor, deixe me saber caso você seja capaz de descobrir vestígios daquela pessoa, porque eu quero esfregá-los nos narizes dos elfos e humanos arrogantes”.

            Ttiring!

Pedido do Instrutor Escultor Jorbid.

            Uma história inacreditável foi revelada desde a antiguidade na Guilda dos Escultores da aldeia dos anões.

            Os anões afirmam que entre eles havia um escultor que podia criar o fogo e a água, a luz e as trevas. No entanto, os outros não acreditaram nesta alegação.

         “Enquanto os anões podem ser uma raça que podem produzir armamentos com uma qualidade incrível, não importa quão talentoso o anão seja, o seu talento artístico é como o de uma criança. Uma vez que eles são pequenos, mesmo que eles digam que sabem como esculpir, como eles podem? Hahaha!”

            As observações ofensivas dos elfos ecoaram ao longo da floresta.

            “Os Anões ainda têm que aprender a respeito do mistério e da beleza da natureza”.

            Embora as palavras deles fossem muito degradantes, a raça dos anões não protestaria.

Para os Anões recuperarem o seu orgulho, seria preciso achar os vestígios do trabalho do Anão Escultor Kendellev.

Dificuldade: Missão da raça dos anões.

Recompensa: Honra entre os Anões.

Limitações da Missão: Apenas disponível para Anões Escultores.

Se a missão falhar, os anões receberão o mesmo tratamento hostil dos humanos e dos elfos.

            Os anões espectadores que ouviram a história tentaram desencorajá-lo.

            “O instrutor também tentou me dar esta missão antes”.

            “Não aceite isso. Esta é uma missão inferior que eles dão para qualquer anão que pensa em pegar a habilidade de esculpir. Se você aceitar agora será difícil desistir mais tarde e impossível de completar a missão. Eu juro”.

            “Eu aceitei esta missão, mas ninguém sabia nada sobre Kendellev. É uma missão que eu desisti depois de sofrer por duas semanas tentando completá-la. Eu sofri muito para me recuperar da perda de fama e intimidade”.

            Os anões estavam tentando parar um anão que eles nunca tinham visto antes e continuavam a encorajá-lo a recusar a missão. No entanto, também havia algo extremamente curioso.

            “Porém, desta vez, a explicação e a descrição da missão são um pouco diferentes…”

            “Para ser honesto, isso variava muito”.

            Porém, em razão dele e de muitos outros que estavam curiosos sobre Kendellev, eles foram forçados a aceitar a missão e investigá-lo.

            Era uma missão de raça. Eles aceitaram ela porque pensaram que haveria um bônus adicional depois de terem sucesso, mas havia muitos anões que se arrependeram de aceitá-la.

          No entanto, ao contrário de antes, ele deu a Weed mais detalhes e gentilmente explicou. Eles cuidadosamente observaram como a fama e intimidade dele, bem como a diferença na habilidade de esculpir, mudaram o diálogo do instrutor.

            E então Weed disse:

            “Eu acredito que é um fato que nós anões, uma vez tivemos um grande escultor entre nós. Definitivamente eu procurarei as evidências para esfregá-las nos narizes dos Elfos arrogantes”.

Você aceitou a missão.

            “Obrigado. Eu confio que você encontrará os vestígios”.

            Como uma forma de mostrar gratidão, o instrutor apresentou uma escultura de um elfo.

            “Oh! Ele já aceitou a missão”.

            “Mesmo eu implorando tanto para ele não… -nim (NT = Nota barafael: maneira formal de se dirigir a alguém mais velho que você, como eles não sabem o nome de Weed, basicamente ele foi chamado de ‘Senhor’), por favor abandone ela antes de seja tarde demais”.

            Os anões que estavam ao lado dele ficaram impacientes.

            Para ser honesto, eles estavam ansiosos.

            Mesmo se a pessoa considerasse o fracasso da missão eles a aceitavam, ela tinha sido reconhecida como uma missão insuperável. No entanto, desde que Weed aceitou a missão, os anões tinham uma sensação desconfortável de que ele teria sucesso.

            “Instrutor, eu também acredito nos contos do escultor Kendellev. Eu também quero achar os seus rastros”.

            “Eu também irei…”

            “Vocês caras já não falharam anteriormente? No entanto, seria bom se muitos anões participassem neste evento”.

            Os Anões vigilantes saíram juntos depois de receberem a missão do instrutor, pois todos eles suspeitaram que seriam deixados para trás.

            Weed, tirando o máximo desta oportunidade, deixou a Guilda dos Escultores.

***

            A Aldeia dos Anões, Iron Hand, foi construída ao longo dos picos de montanhas escarpadas.

            Lojas de forja e casas eram construídas em superfícies irregulares e a praça da aldeia foi feita sob a forma de escadarias. Havia poucos terrenos planos a serem encontrados e, portanto, eram muito caros.

            Não havia um lugar como a praça da aldeia para as pessoas venderem os seus produtos não desejados ou para recrutar pessoas para os seus grupos.

            Weed foi até a esquina da praça e começou a esculpir.

            *Sa-gak-ssa-gak*

            “Eu ouvi dizer que aquele anão tem habilidades superiores em esculpir, isso é verdade?”

            “Ele continuava a ser observado. Qualquer um que aceitasse e completasse a missão de Kendellev iria se vangloriar disto”.

            “Nós teremos que esperar e ver”.

            Os anões estavam observando Weed de perto. Os usuários que aceitaram a missão de Kendellev estavam preenchidos com arrependimentos.

            Weed estava determinado a resolver o problema com esta missão.

            Weed foi esculpir, mostrando que não tinha intenção de mudar de destino. A sua habilidade maravilhosa permitiu a ele esculpir um bloco circular de madeira ao girá-lo, como se fosse uma maçã!

            Mesmo depois de se tornar um anão, os seres desconhecidos sussurravam em seus ouvidos.

            “Me desculpe, eu te ignorei até agora. Por favor, se apresse e me crie”.

            “Olhe para mim, olhe para mim e me esculpa, eu digo. Escultores sempre tem ignorado a nossa existência”.

            “Fraco. Patético. Você não deseja poder?”

            Pode ser porque ele foi transformado como um anão usando a sua habilidade de esculpir, mas os seres que murmuravam com vozes aliciadoras se tornaram mais educados.

            Eles pararam de amaldiçoa-lo depois que ele mostrou as suas habilidades na Guilda dos Escultores e, por causa disto, ele esculpiu com alívio.

            “Não, agora! Não é como se eu fosse ficar aqui dia após dia. Eu farei a vocês algumas esculturas. Por favor façam uma fila, uma fila!”

            Desta forma, ele vendeu lembranças para os jovens anões como um negócio secundário…

            Embora não houvesse muitos anões com habilidades extraordinárias para escolher, havia muitos guerreiros e lutadores. Se uma escultura fosse menor, haveria uma grande probabilidade de utilidade durante uma batalha.

            Nesse caso, ele ganhou a vida fazendo e vendendo esculturas aos comerciantes, que queriam comprar e vender, e aos turistas.

            “Você não pode aumentar o preço em apenas 1 moeda de cobre?”

            “É uma escultura que eu fiz com muito esforço… por favor me dê mais 1 moeda de cobre. Eu lhe mostrarei os arredores por uma bagatela”.

            “Eu estou dando desconto especial. Por um curto espaço de tempo, todas as esculturas terão 30% de desconto! O primeiro a chegar é o primeiro a ser atendido, até as 5 primeiras pessoas”.

            Para alguns anões, as vendas vinham em somas diferentes, enquanto outros iam embora com suas confianças esmagadas.

            Os anões que estavam observando Weed tiveram as suas esperanças esmagadas e foram embora.

            Embora ele tenha começado a esculpir a fim de iludir os perseguidores, Weed estava transbordando com motivação. Comparado a esculpir e vender esculturas em outras aldeias e reinos, as respostas dos clientes eram completamente diferentes aqui.

            “Você esculpe diferente dos outros anões. Eu pagarei 1 moeda de ouro”.

            “Obrigado. É muito bonita”.

            “Você fez estas como lembranças para aqueles que vêm à Aldeia dos Anões? Obrigado”.

            A fim de mostrar respeito em direção ao anão mestre artesão, eles geralmente pagam o preço pedido. Ele recebeu um tratamento diferente a partir das aldeias humanas.

            As esculturas dos anões foram humoristicamente transformadas na aparência dos clientes. Elas eram tão populares, que venderam como bolo quente.

            Além disso, ele fez as masterpieces (NT = Nota Antonio: obras-primas) priorizando os seus sentimentos internos acima de tudo!

            Ttiring!

– Uma fine piece (NT = Nota barafael: peça excelente).

O ‘Dwarf Boy’ (NT = Nota barafael: garoto anão/anão jovem) foi concluído!

Um anão jovem e feliz vestindo um chapéu. Embora a escultura não tenha uma aparência infantil, a falta de uma barba lhe conta sobre a sua tenra idade.

Olhando para a escultura cautelosamente, uma arte profunda na habilidade de esculpir pode ser encontrada.

Valor Artístico: 73, tendo em vista que é um trabalho de um escultor competente.

Opções Especiais: Estatística em sorte aumentou por 7.

Número de fine pieces concluídas: 34.

O efeito das habilidades de esculpir aumentou com a experiência.

Fama aumentou por 1.

            Havia alguns pequenos erros, mas a escultura saiu como uma fine piece.

            ‘Eu acho que ela é muito bem-feita para o meu padrão, mesmo feijões podem crescer no meio de uma seca’.

            Porém, desde que se está trilhando o caminho do Escultor Eterno, masterpieces são produzidas com bastante frequência.

            ‘É tudo graças ao aumento da efetividade da minha habilidade’.

            Weed estava satisfeito com o resultado final. Não apenas a habilidade de esculpir aumentou, mas até mesmo as habilidades relacionadas iriam aumentar em 20% em relação à sua eficácia.

         A habilidade Sculpting Blade (NT = Nota Antonio: Lâmina de Esculpir) aumentou em 20% e a habilidade Shape Shifting Sculpture (NT = Nota Antonio: Metamorfose/Transformação Escultural) se tornará melhor em expressar as características raciais.

          Weed foi capaz de usar o método acelerado que ele tinha aprendido a partir de seu emprego ilegal de tempo parcial durante a sua adolescência e, com aproximadamente 45 masterpieces criadas, ele poderia ganhar cerca de 1.200 moedas de ouro.

            Era um valor insignificante comparado com o que as outras classes produzem, mas com todo o seu dinheiro investido em Morata, mesmo uma pequena quantia era preciosa!

            Weed fez esculturas a noite toda.

            Quando amanheceu, os anões da Leberation Corp (NT = Nota barafael: Corporação ou Companhia da Libertação) entraram na praça da cidade.

            “Um dia de impostos para todos os viajantes!”

            Todos são obrigados a pagar os impostos por toda a atividade comercial feita na praça, se você não pagar os impostos necessários, você será expulso à força.

            Os anões da Liberation Corp governavam todas as guildas em Iron Hand e aumentaram a taxa de impostos da aldeia em 35%, tornando-a mais elevada do que em qualquer outra vila.

            Taxas de imposto assassinas!

            A maioria das pessoas concordavam que, como um todo, o grupo não se encaixava com o seu nome.

            ‘Eles deveriam mudar o nome deles. Anões do Exploitation Group (NT = Nota barafael: Grupo da Exploração) seria um nome muito mais adequado’.

            Os Anões da Liberation Corp governavam o Reino de Thor, incluindo as 8 guildas e outras aldeias menores.

            Todo mês a guilda tinha que pagar tributo a Akryong Kaybern, o Dragão Maléfico, na forma de entrega de mercadorias. Assim, os anões gananciosos não poderiam ficar ricos.

            Os anões com a habilidade em ferraria no nível inicial não abriram seus olhos para evitar os altos impostos. Aqueles com habilidades intermediárias tentavam mascarar os seus caminhos declarando que eles estavam se movendo para outra aldeia. No entanto, os anões da Liberation Corp ainda tinham influência sobre essas aldeias, forçando-os a pagarem os impostos.

            Os anões da Liberation Corp andaram em direção a Weed.

            “Art Hand (NT = Nota barafael: é o nome do Weed como anão), você tem que pagar impostos por isso”.

            “Senhores, ganhar a vida do dia-a-dia é o compromisso dos anões pobres”.

            “Todos os outros escultores também pagam impostos e, pelo que nós ouvimos, você está ganhando muito bem”.

            “Eu tenho perseguido recentemente a habilidade de esculpir e é verdade que tenho alguns clientes. No entanto, os outros estão com inveja de mim e estão me difamando. Como poderia um escultor possivelmente fazer dinheiro?”

            “Por favor aceite 15 moedas de ouro”.

            “Eu não posso aceitar menos que 20 moedas de ouro (NT = Nota barafael: 20 moedas de ouro sobre 1.200 ganhas, equivale a 1,6% de imposto kkkk, Weed sonegador), se você não gostou então deixe a aldeia”.

          Com a ameaça do anão guerreiro, Weed não tinha outra escolha a não ser pagar as 20 moedas de ouro. No entanto, isso era um preço relativamente pequeno a se pagar comparado às centenas de moedas de ouro de impostos dos ferreiros que fabricavam armas.

            Juntando todo o rendimento dos impostos deles, os anões da Liberation Corp tinham muito lucro.

            Dentro da proteção de Akryong Kaybern, não havia necessidade de manter um exército porque nem os monstros ou outros reinos se atreveriam a invadir. Haviam lutas ocasionais de poder entre os anões, as quais normalmente não duravam muito tempo e nem eram muito catastróficas.

            Os Anões eram uma raça que era naturalmente difícil de cercar.

            As cidades e aldeias foram construídas no terreno severo das montanhas, o que dava uma vantagem esmagadora para os defensores e, sem magos ou arqueiros, eles não tinham os recursos necessários para atacar.

            O Reino dos Anões era uma decepção.

            Apesar de ter sido o local de nascimento deles, aqueles com um certo grau de habilidade dispersavam-se ao longo do Continente de Versalhes.

***

            “Ah! Que bela escultura, ultimamente eu tenho feito a maioria delas sem erros”.

            “O que você está falando, Pin? A estátua de bronze que você fez ontem tinha mais dignidade. Quão boa era a estátua ‘Anxious Dwarven Child’?” (NT = Nota Antonio: A Criança Anã Ansiosa)

            “Do ponto de vista de uma mulher, a escultura que você criou hoje é mais atraente”.

            Weed criou uma escultura para duas pessoas, que não conseguiam parar de brigar.

            Herman tinha como profissão a de um anão ferreiro. Ao ver Weed fazendo esculturas, ele disse:

            “Você parece um ferreiro com habilidades superiores”.

            Weed não pôde deixar de perguntar:

            “Como você sabia disso?”

            “Se você olhar de perto, é óbvio. Você não é um anão nativo certo?”

            “Sim”.

            “Neste lugar, a maioria dos anões se familiarizam e vivem. Embora a maioria das pessoas pensem que todos os anões são parecidos, se você olhar de perto, há uma ligeira diferença”.

          O comprimento da barba, cor do cabelo, a forma do casaco e mesmo o tamanho da cabeça difere de acordo com o gosto do anão. Mesmo se as outras pessoas tiverem dificuldades para diferenciá-los, se alguém se tornar efetivamente familiarizado com um anão, seria fácil distingui-lo.

            Então, Herman disse enquanto gentilmente acariciava a sua barba:

            “Pelo que eu acho que sei, até certo ponto, entre a maioria dos anões escultores que vivem no Reino de Thor, não havia entre eles alguém que se parecesse com você”.

            “Parece que você sabe como esculpir”.

            “É um trabalho sem nada de especial envolvido. Falando de esculpir, você não é hábil com as suas mãos?”

            “…..”

            “Embora eu tenha treinado a fim de me tornar um mestre em esculpir, não havia razão para aprender outras habilidades. Embora seja difícil de alcançar a grandeza, é provavelmente fácil se tornar bom o suficiente em outras habilidades”.

            “Você pode ver um monte de anões se esforçando”.

            “Os anões que continuam a trabalhar com esculpir geralmente fantasiam com aqueles sonhos sobre alcançar o topo. No entanto, o número atual de anões que o fizeram são muito poucos. Eles tinham suas mãos ocupadas com o treinamento na habilidade de esculpir, como eles poderiam, possivelmente, aumentar as outras habilidades? No entanto, eu acho que uma pessoa do seu calibre pode tornar isso possível”.

            “Por que a sua consideração em relação a mim é tão proeminente?”

            “Você sabe quanto tempo você está sentado aqui esculpindo, enquanto come apenas migalhas de pão?”

            Weed não tinha estado consciente da quantidade de horas.

            “Essa já é a 22ª hora. Vendo a sua compostura, paciência e habilidade notável em esculpir, eu acho que seria inconcebível para você não aprimorar as outras habilidades”.

            Particularmente entre a raça dos anões, haviam muitos usuários mais velhos. (NT = Nota Antonio: É, a barba realmente é uma característica dos mais velhos .-.)

            Produção e, especialmente, a classificação nos campos da produção, eram geralmente vistos como chatos e irritantes pela maioria dos jovens enérgicos.

            Herman era um usuário idoso que estava na casa dos 40 e poucos anos.

          Seu filho e filha eram ambos soldados de outro reino. Seu trabalho era o de jardineiro e ele parava de trabalhar a cada três ou quatro meses. Herman estava vivendo enquanto se divertia consertando as armaduras e armas de seus filhos quando eles paravam por lá.

            Além de Herman, havia uma usuária chamada Pin (NT = Nota barafael: Herman e Pin que eram os dois clientes discutindo no começo desta sessão, para os quais Weed estava esculpindo).

            A menina com o nome bonito era do sexo feminino, da raça dos Elfos!

          Ao contrário das fadas extremamente magras, ela era uma elfa que tinha as proporções semelhantes às de uma humana adulta. Embora a sua profissão fosse a de uma Xamã, quando ela viajou para a Aldeia dos Anões ela se estabeleceu para envelhecer a sua especialidade: vinho.

            Oferecer vinho à terra no Reino de Thor dobrava os efeitos dela.

            A fim de envelhecer corretamente o vinho e progredir para o nível intermediário, ela tinha que escolher um solo bom e forte, oferecer o vinho e ficar esperando.

            Desde que Weed ficou na praça da Aldeia Iron Hand e esculpiu por 20 horas consecutivas, ele se tornou íntimo com mais aldeões além dos dois usuários.

          “Art Hand, você terminou o pedido do armário de madrepérola?” (NT = Nota barafael: madrepérola é uma substância dura e rica em calcário, produzida no interior da concha de alguns moluscos, a qual é utilizada para decorações – https://pt.wikipedia.org/wiki/Madrep%C3%A9rola)

            “Sim. Aqui está o produto finalizado”.

            Weed entregou o armário remanescente de madrepérola que ele fez antecipadamente.

            Embora tenha sido um pouco exagerado dizer que eram estátuas puras, elas eram apenas simples produtos. Ele era capaz agora de fazer artesanatos que usavam um monte de habilidade.

           Desde trabalhos com madeira e metal, várias técnicas de corte, artesanato e outros trabalhos manuais, todos estavam relacionados com esculpir. Era uma exibição extremamente excepcional de habilidades práticas.

            O armário de madrepérola deve ser detalhado e confortável de se usar. Dessa forma, é necessário um lado artístico e não era fácil de se fazer.

            “Ótimo, Art Hand! Deve ter sido um pedido difícil, mas eu gostei. Você o completou meticulosamente como se você fosse parte de nosso clã de anões”.

            O anão pagou suas dívidas e partiu com seu armário de madrepérola.

            Weed estava satisfeito com esta transação.

            Tão caro quanto o armário de madrepérola era, ele conseguiu ganhar os custos e muito mais.

            “Art Hand, e sobre a bainha (NT = Nota barafael: http://i.imgur.com/P0MJd2n.jpg) que eu pedi?”

            “Aqui. Eu completei tudo”.

            “Obrigado. Vamos fazer negócios outra vez”.

            Os anões mantiveram-se observando ele.

            “Senhor, a estátua da garça azul que eu derrubei e quebrei ainda não foi consertada? Se eu for pego pela minha mãe, eu estarei em grandes apuros”.

            “Eu usei uma cola de alta qualidade para fixar a parte do pescoço tão bem quanto foi possível. Ela está como nova”.

            “Você não pode ver um arranhão, certo?”

            “É claro”.

            Weed estava completando todas as solicitações que os aldeões tinham.

            Embora também houvesse casos de pessoas pedindo para que ele fizesse uma escultura especial, a maioria eram pedidos triviais. Se os anões tivessem uma peça que eles cobiçassem, eles correriam para fazê-la por eles próprios ao invés de confiá-la aos outros.

            No entanto, os trabalhos que os anões aldeões pediam não davam muita recompensa, fama ou intimidade.

            No seu nível de habilidade, se ele fosse focar toda a sua atenção na produção de uma peça ocasional e irritante ela seria facilmente concluída!

            Naquele momento, um anão bêbado, que estava vestindo uma roupa vermelha desceu o caminho enquanto procurava por algo.

            “Onde estava? Onde eu posso ir para recuperá-lo? Não há muito tempo restando antes que o horário combinado com o homem acabe”.

            Weed percebeu que os olhos do anão brilhavam intensamente.

            ‘Eu acho que é hora de parar a longa espera’.

            Não havia um anão na aldeia que soubesse sobre o anão escultor Kendellev e de modo algum os cidadãos do Reino de Thor deixariam de conduzir uma pesquisa sobre esta questão.

            “Eles eram… aqueles que estavam aqui desde de o início e não puderam estabelecer uma forma. Você, que ama esculpir, o lugar que você tem de ir é o reino dos seres pequenos. Haverá um lugar onde os seres extremamente teimosos sentirão uma grande quantidade de orgulho” (NT = Nota barafael: Weed está lembrando do diálogo que ele teve com a Deusa Freya, quando ele perguntou sobre os seres que sussurravam em seu ouvido – tem um trecho parecido no final capítulo 6 – volume 13).

            Contudo, se não por outro motivo, este era o lugar que a Deusa Freya disse a Weed para ir.

            Weed aproximou-se e falou com o anão bêbado:

            “Por acaso você está procurando por algum bom minério de ferro?”

            “Está certo! Está certo! Como você sabia disso? Mas de qualquer maneira, isso não é um grande negócio. Mas se acontecer de você ter algum minério de ferro com você, você estaria disposto a vendê-lo para mim? Eu sei que é um pedido difícil. Os outros anões geralmente não perguntariam sobre isso audaciosamente. Eu estou pedindo já que você não recusou os outros que estavam em apuros e precisaram de sua ajuda”.

Pedido do Anão Dane Hand (NT = Nota barafael: hand = mão, ao que parece a maioria dos anões coloca ‘hand’ relacionado ao nome).

Em razão do beberrão e preguiçoso Dane Hand não entregar um minério de ferro para a forja dentro do tempo designado, ele sempre está em apuros.

Já que os anões valorizam muito a honra, ele lhe pedirá para obter minério a fim de manter a sua promessa, mesmo que seja um pedido pouco razoável.

Dificuldade: F.

Compensação: recompensa monetária

Limite da Missão: mais do que 20 minérios de ferro de categoria 2.

         Como Weed havia cumprido os pedidos dos anões, ele tinha recebido alguns minérios como recompensa. Os anões geralmente não davam dinheiro, mas sim minérios e espadas como recompensas.

            “Eu pegarei para você os pedaços de minério de ferro”.

            “Você fará isso por mim? Muito obrigado”.

Você aceitou a missão.

            “Eu estou com pouco tempo. Quando posso esperar que você consiga alguns minérios? Eu sou um anão que valoriza manter as promessas. Isso significa que você deve manter a sua promessa e que não deve se atrasar”.

            “Eu estou levando alguns minérios agora. Deixe-me dar para você a quantidade necessária”.

            Weed procurou através de sua mochila e tirou 20 minérios de ferro de categoria 2.

            “Obr, muito obrigado! Com isso eu posso manter a minha promessa com o ferreiro Noble Hand (NT = Nota barafael: Mão Nobre)!”

            Ttiring!

A missão do anão Dane Hand foi concluída.

Agora Dane Hand pode retornar os minérios de ferro para a loja de forja.

Recompensa da missão: Pergunte ao Dane Hand diretamente.

            Dane Hand perguntou:

            “É isso mesmo, quanto devo lhe pagar pelos minérios de ferro? O valor de 20 moedas de prata acima do preço normal parece bom?”

            O preço médio de um minério de ferro, de categoria 2, era de 1 moeda de ouro e 30 moedas de prata.

            Enquanto os comerciantes podiam ser capazes de conseguir mais do que isso por meio do comércio, era um valor aceitável para Weed.

            Weed discordou com o preço e balançou a sua cabeça excessivamente:

          “Eu não sou um anão sem vergonha que exigiria mais do que o justo para explorar a sua crise de falta de tempo. Você pode me dar o preço de custo de 1 moeda de ouro e 30 moedas de prata”. (NT = Nota barafael: Weed e suas bajulações infalíveis)

            “Estará tudo bem? Na realidade, vamos para o bar conseguir um pouco de cerveja, por minha conta”.

            Dane Hand coçou a sua barba e ficou entusiasmado.

            “Você, você é um anão realmente simpático. Já que eu pude ver que você estava carregando cerca de 20 minérios de ferro, parece que você realmente gosta de ferro. Você também não pediu por um preço impossível e, ao invés, pediu por um preço razoável. Você deve ser um anão com escrúpulos”.

            Weed tinha recebido 26 moedas de ouro por seus minérios de ferro. Depois disto, Dane Hand gentilmente disse:

            “Você gostaria de dar uma olhada na Loja de Forja do Noble Hand?”

            Weed perguntou como se ele fosse um anão que não sabia nada:

            “Uma loja de forja?”

            “Visto que você geralmente permite apenas anões, os quais estão próximos a você, de entrar na forja, e de que se odeia deixar qualquer um que não for próximo de entrar, se não for pedir muito, eu espero que você não recuse. Eu tenho que ir à taverna e estou ocupado, então eu gostaria que você pudesse entregar os minérios para a forja” (NT = Nota barafael: anão safado, primeiro convida Weed para ir beber na taverna e agora da outra missão para Weed para não pagar a bebida kkkk).

            Outra missão de categoria F apareceu!

            Era um pedido simples. Ele tinha que levar os 20 minérios de ferro de categoria 2 para a Loja de Forja do Noble Hand.

            Weed aceitou o pedido dele e ergueu-se do seu lugar.

            Herman estava se divertindo e contando piadas e, em seguida, Pin virou-se e perguntou:

            “Você está indo para Kurueso?”

            “Sim”.

            “Eu lhe desejo sucesso”.

            Herman apertou as mãos de Weed.

            “Obrigado”.

            “Então eu verei vocês na próxima vez”.

            Weed se curvou ligeiramente, manteve a sua cabeça abaixada e moveu-se um passo para trás.

***

            “Se ele sair, você acha que ele nunca voltará aqui novamente?”

            “Seu objetivo aqui foi realizado, bem como a missão do Dane Hand, pela qual ele estava esperando”.

            Enquanto Pin e Herman assistiam Weed sair à distância, eles olharam tristemente um para o outro.

            Herman falou em uma voz muito baixa e calma, de modo que as outras pessoas na praça não puderam ouvi-lo.

         “Havia oito maneiras de chegar à Kurueso. A maneira mais fácil é obter o pedido de Dane Hand, mas você precisará de uma grande quantidade de tenacidade para obtê-la” (NT = Nota barafael: Pô! O Herman sabia da resolução da missão antes de todos e não fez, por que será?).

            “Como ele sabia que era ele?”

            “Ele pode ter recebido alguma informação. De qualquer forma, nós não temos mais uma razão para ficar aqui” (NT = Nota barafael: a versão americana faz em “ter razão em ficar”, mas não faz sentido se, logo em seguida, eles se levantam e falam que partirão, então eu adaptei).

            Herman e Pin levantaram-se de seus assentos.

            Os anões na praça olharam eles brevemente e logo desviaram os seus olhos.

            “Nós voltaremos para Kurueso?”

            “É claro. Temos trabalho a ser feito lá” (NT = Nota barafael: prevejo que esses dois serão importantes aliados de Weed).

            “Eu tenho certeza de que haverá algo interessante ou uma surpresa esperando por nós”.

            “Parece como se você estivesse caidinha por ele, mocinha”.

            “Por favor, não provoque uma dama! Além disso, eu lhe disse que não era desta forma”.

            Pin sacudiu a sua cabeça e negou veementemente.

            Sempre que ela balançava a sua cabeça, uma luz roxa e única para os elfos se tornava visível a partir da antena no cabelo dela.

            Herman explodiu em gargalhadas.

            “Kkeol-kkeol isto não é algum tipo de atração estranha? É a atitude indiferente dele que agrada e atrai você para mais perto”.

            “Está certo. Eu estou sinceramente preocupada com isso. Esta é a primeira vez que eu me sinto assim em relação a um anão macho. No entanto, eu não acho que é amor, mas sim afeição que eu sinto, e…” (NT = Nota barafael: mais uma para o harém de Weed, Pin, a elfa que curte um anão)

            “E o que?”

            “Igualmente, eu só direi isso agora, mas os movimentos de suas mãos enquanto ele esculpia eram atraentes”.

            “Kkeol-kkeol-kkeol!”

            Herman começou a rir agradavelmente.

_________________________________________________________________

Tradutor: Antonio Pinheiro e barafael

Revisão/Adaptação: barafael

Formatação: Antonio Pinheiro

Edição: barafael

Fonte da tradução: http://japtem.blogspot.com.br/2013/07/lms-volume-14-chapter-1.html

_________________________________________________________________

Capítulo Anterior  |  Próximo Capítulo

22 comentários sobre “LMS – Volume 14, Capítulo 1: A Aldeia Anã ‘Iron Hand’

  1. Obrigado pelo Capítulo.

    Mds, mais uma pro Harém do Weed, todo Vol. acrescenta uma, to até com medo de quando chegar no Vol. 30… E lá vai Weed resolver em 10 Min, o que o Povo não conseguiu em 1 Ano de jogo, Weed Mito…

    Curtir

    • Não pq pra ter harém o cara tem q tar consciente disso é o Weed n percebeu e qdo perceber simplesmente n vai ligar pq mulher gasta MTA grana. Talvez essa atitude indiferente q atraia a mulherada. Alguma mulher aqui para confirmar?

      Curtir

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s