LMS – Volume 13, Capítulo 2: O Cavaleiro da Princesa

Mais um capítulo épico, com final mais épico ainda que fará vocês quererem ler o próximo o quanto antes kkkkk.

Capítulo traduzido pelo Antonio, revisado pelo Gabriel e adaptado por mim.

O próximo capítulo é um pouco maior que o atual, de modo que não vou dar previsão para vocês não ficarem loucos, mas tentarei lançar o mais rápido possível.

Qualquer erro de digitação/português/tradução avisem nos comentários para que eu possa corrigir.

Como sempre recomendo a leitura em .pdf, que é mais organizada e por ter muita notas.

Versão em .pdf1:  [LMSNovelBR] Volume 13 – Capítulo 2 – O Cavaleiro da Princesa (nota integrada)

Versão em .pdf2: [LMSNovelBR] Volume 13 – Capítulo 2 – O Cavaleiro da Princesa (nota rodapé)

Segue o capítulo abaixo:

——————————————–

Capítulo Anterior  |  Próximo Capítulo

capa v13c02

Volume 13

CAPÍTULO 2 – O Cavaleiro da Princesa

            Os olhos de Weed brilharam nitidamente.

            ‘De qualquer forma, eu só posso fazer o meu melhor’.

            Tendo recebido a incumbência, ele não podia voltar atrás, pois conforme a luta progredisse, ele não teria um único momento de descanso.

            Weed cortesmente curvou sua cintura.

            “Remy, não, princesa”.

            “Sim, Knight-nim”. (NT = Cavaleiro)

            Os olhos brilhantes da princesa Remy estavam olhando de cima para baixo sobre Weed.

            Na visão de Weed, ele viu os pequenos e delicados pés e panturrilhas dela.

            Para alguns homens, os pés das mulheres eram coisas tóxicas, mas Weed não tinha tal tipo de hobby.

            “Você deve estar disposta a acreditar em mim. Não se assuste com tudo que acontecer, você deve confiar apenas em mim”.

            “Sim, eu entendo. Minha vida, eu a deixarei contigo”.

            Weed disse isso e não falou mais.

            As tropas humanas que se aproximavam estavam aumentando em números ao redor deles, bem como as rochas voando e as magias, que estavam a um passo deles.

            Este lugar sobre o qual eles se encontravam estava à beira de se tornar um vórtice da guerra.

            Weed modestamente aceitou a rédea para se tornar o mestre do cavalo branco.

            Ele, em seguida, puxou a princesa e a colocou no lugar logo atrás dele, sobre o cavalo.

            Puhihing!

            O cavalo relinchou levemente.

            Enquanto uma mão segurava a rédea, a outra desembainhou uma espada. (NT = Nota Antonio: independência ou MORTE! Ahsuahsuahsu)

            Ding!

Você equipou a espada de Koldeurim, um Cavaleiro do Reino de Kallamore.

A reputação irá aumentar em 2.500.

Velocidade de ataque aumentou.

Força aumentou.

Agilidade aumentou.

Com o poder do carisma, você suprimirá os monstros fracos.

O poder do Ice Daemon (NT =Demônio de Gelo) reside nesta lâmina.

            Weed tocou no cavalo para ele acelerar em direção ao centro do acampamento inimigo.

            “Vai, vamos lá!”

            Com cada um de seus passos difundidos, o cavalo branco acelerava a uma velocidade assustadora.

            Esse corcel estava em outra dimensão quando comparado com o potro que ele teve que aceitar de volta no Reino de Rosenheim, durante a operação Lair of Litvart (NT = Covil de Litvart – É aquela missão que ele lidera tropas de npcs numa caverna e depois encontra uma entrada secreta para a missão dele; quem não lembra daquele cavalo que sempre zoava ele e que depois Weed o envenenou – http://i.imgur.com/J80Xh2H.jpg?).

            O ataque de um cavaleiro é afetado significativamente pela velocidade do cavalo.

            Um bom cavalo não é baseado apenas em sua velocidade ou estamina, até mesmo seu gene é levado em conta quando se cria um desde a concepção.

            Para os cavalos mais valiosos, o começo da deliberação começava com sua linhagem!

            Ele não sabia, mas ele podia dizer que o cavalo, no qual ele estava montando, deveria ser extremamente caro.

            Devido a investida extremamente rápida do cavalo, o vento estava sendo cortado diante deles.

            Uma velocidade comparada com a de uma flecha em voo.

            Os olhos de Weed se ampliaram e ele estendeu a sua espada

            A partir de agora, a única coisa que ele sentia era o cabo de sua espada. Ele não sentiu a ternura, delicadeza e o calor da Princesa, que estava abraçando as suas costas.

***

            Manejo de espada no Dojo.

            Chung Il Hoon (NT = Geomchi2), vestido em seu uniforme estava esperando por Cha Eunhee (NT = Orc Seechwi).

            “Yo”.

            “Sim, Sahyeong (NT = irmão mais velho)”.

            “As mulheres dizem que aparência não é tudo. Então você não deveria pensar nisso, ok?”

            Cheo Jongbeom (NT = Geomchi3) se apressou e falou.

            “Suas palavras estão certas”.

            Ma Sangbeom (NT = Geomchi4) também concordou com ele.

                “Eu acredito que a senhorita Seechwi é correta por natureza e ela parece gostar de você. Ela está mesmo chegando ao Dojo para conhecê-lo, entende?”

            Ela até mesmo traria kimbap (NT = um prato coreano a base de arroz branco cozido no vapor e outros ingredientes enrolados em folhas de algas secas – o famoso sushi japonês, mas dito de outra forma) caseiro também.

            O tempo marcado estava se aproximando.

            “Acalme seu coração por um momento”.

            Para Chung Il Hoon, esse era o seu primeiro amor. Ele tinha mais borboletas na barriga devido a ser o seu primeiro encontro real do que já teve em qualquer competição de esgrima e era o mesmo para Cheo Jongbeom, Ma Sangbeom e Lee Indo (NT = Geomchi5).

            Era algo realmente inesperado, o primeiro Sahyeong a conseguir uma namorada.

            Embora a pessoa em questão fosse uma Orc, ou seja, uma tola, feia e gorda Orc, ainda assim era algo que eles podiam parabenizá-lo.

            Todos eles observaram durante as aventuras dos dois em Royal Road. A sabedoria de Seechwi era algo que podia rivalizar com o coração de Chung Il Hoon.

            “Está na hora dela chegar…”

            Chung Il Hoon estava temendo ansiosamente durante a espera, quando uma dama carregando uma lancheira apareceu no Dojo.

           “……”

            Cheo Jongbeom, Ma Sangbeom e Lee Indo engasgaram.

            ‘É aquela mulher!’

            ‘Ela lembra um pouco a Seechwi’.

            ‘Mas sua idade é wow… 30 e poucos, 40 talvez?’

            A tia de corpo gorducho continuou andando através do Dojo.

            O rosto de Chung Il Hoon ainda mantinha um grande sorriso e logo foi conversar com ela cara a cara.

            “Você chegou bem na hora. Obrigado por vir. Foi difícil chegar aqui?”

            Chung Il Hoon foi o primeiro a estender a sua mão.

            Embora fosse uma pequena ação, a coragem para fazê-lo era tremenda.

            A fim de não a fazer se sentir desajeitada, ele sorriu e pediu para apertarem as mãos.

            Não era sua aparência, mas sim seu coração que era importante, então ele tentou recebe-la bem.

            Contudo!

            “Quem é você?”

                A mulher apertou os olhos e, em seguida, de dentro do Dojo, alguém que parecia um estudante elementar saiu correndo.

            “Mãe! Você trouxe meu lanche?”

            “Aqui, não vá esquecer da próxima vez”.

            “Hmmm, ok. Ah! Mestres, olá!”

            O garoto se curvou como um filhotinho fofo diante de Chung Il Hoon e dos outros instrutores antes de correr de volta para o Dojo.

            A mãe do menino foi embora.

            “Keuheum!”

                Chung Il Hoon embaraçosamente limpou a garganta por um longo tempo e mais uma vez esperou por Cha Eunhee.

            Então, um contato visual com uma mulher que estava vindo da rua fez seu corpo ficar rígido.

            ‘É ela?’

            Ela estava chegando enquanto carregava almoços feitos de kimbap. Se ela estivesse de mãos vazias, ele não teria prestado atenção.

                Ela tinha pele clara, olhos brilhantes e uma beleza que era visível mesmo entre milhares de pessoas.

                Uma única pessoa dentro de um grupo de milhares. Ele podia ficar parado no centro da cidade enquanto encarava sua beleza.

            Ela segurava duas grandes sacolas de compras e estava andando em direção ao Dojo.

            Chung Il Hoon pensou:

            ‘Não é ela’.

            Os outros instrutores tinham ideias similares.

            ‘Eu não acho que seja aquela dama’.

            ‘Mas ela está vindo para cá’.

            ‘O que está acontecendo? Talvez uma solicitação para um cartão de crédito de alguma companhia? Ou para vender algo. Se ela me disser para me juntar, talvez eu o faça. Vamos ver como ela é com algumas palavras’.

            Lee Indo era o mais ansioso.

            Todos os pensamentos deles não estavam sobre as sacolas pesadas de compras. Se eles tivessem visto ela grunhindo devido ao peso das sacolas, eles não ficariam apenas lá, em transe.

            Todos os olhos deles estavam ligados na jovem e linda dama que estava se aproximando e eles não conseguiram abrir suas bocas para dizer algo.

            ‘Por que ela continua vindo por esse caminho?’

            ‘Por que ela tem que vir nessa direção?’

            ‘Nós fizemos alguma coisa errada?’

            Todos os quatro tiveram uma infinidade de pensamentos passando através de suas mentes.

            Ela veio e estava, precisamente, na frente de Chung Il Hoon. Então, carinhosamente, falou:

            “Olá Hoon-ssi! (NT = Nota barafael: Ahjussi termo usado para se referir a homens muito mais velhos, geralmente entre os 35-50 anos de idade)”

            As suspeitas voaram através dos olhos de Chung Il Hoon.

            “Como você sabe meu nome? Você poderia ser, talvez, um olheiro de outro Dojo vindo me fazer uma proposta… (NT = Nota barafael: esse cara é muito burro kkkk)”

            Mesmo que eles tentassem atraí-lo com uma beldade, ele não deixaria o Dojo.

                Não importava de quem eles recebessem a oferta. Quer fossem os instrutores ou os seus estudantes, nenhum deles aceitaria isso de ninguém. Com o tempo que eles acumularam aprendendo o caminho da espada, a profundidade da honra deles superava qualquer quantidade de dinheiro oferecido.

            O sorriso dela formou uma pequena covinha e ela perguntou:

            “O que? Eu não sou uma olheira, mas você não estava esperando por mim?”

            Agora Chung Il Hoon ficou realmente surpreso.

            “O qu, quu, o que?”

            O Hyeong (NT = Nota barafael: Hyeong ou Hyung é uma maneira amigável de se dirigir a um home mais velo) mais velho do Dojo!

            Mesmo quando encarava alguém carregando uma lâmina real, estando desarmado, ele mantinha a sua frieza, mas agora, ele estava realmente em choque.

            “N, n, não, de jeito nenhum, alg, algu, algo, alguma coisa… nã, n, n, não pode ser! Pa, par, para você saber o que eu estou fazendo…”

            “Geomchi2. Você não é o Chung Il Hoon-ssi?”

            “Iss, so, iss, isso está… correto”.

            “Eu sou Seechwi, Hoon-ssi” (NT = Nota Antonio: Para deixar o cara assim Seechwi deve ser mo filé kkkkkk)

            Chung Il Hoon tinha perdido a sua alma olhando para a forma humana de Cha Eunhee.

            Os outros instrutores também ficaram congelados.

            ‘De jeito nenhum’.

            ‘Isso é impossível’.

            ‘Mas o que diabos está acontecendo aqui’.

            ‘A garota… a Orc Seechwi’.

            ‘Espera um segundo. Nós podemos mudar nossas aparências em Royal Road, não podemos? Nós continuamos os mesmos, mas no caso dela, ela mudou a sua aparência. Por que não pensamos nisso?’

            Mesmo até agora, eles ainda eram relativamente pouco familiarizados com Royal Road.

           “……”

           “……”

           “……”

            Houve um grande silêncio dentro do Dojo.

            Chung Il Hoon e os outros instrutores, junto com o grande mestre Ahn Hyundo (NT = Geomchi), todos ficaram em silêncio.

            Os praticantes não falaram uma palavra. Todos estavam simplesmente olhando Cha Eunhee sem expressão alguma.

            ‘E pensar que o Hoon tinha tal talento’.

            Ahn Hyundo estava mais surpreso com isso do que quando ele descobriu o talento de Chung Il Hoon com a espada.

            ‘Uma garota bonita como essa é a primeira namorada do Hyeong’.

            ‘Não. Eu não acho que essa seja a realidade. Deixe isso ser um sonho, eu irei acordar logo’.

            Ahn Hyundo, os instrutores, bem como os praticantes, não comeram o kimbap embrulhado por Cha Eunhee. Não que eles não quisessem, mas não conseguiram reunir coragem para fazê-lo em razão da aparência dos rolinhos serem muito fofos.

            Porém, eles foram obrigados pelos rolinhos e, logo que o primeiro foi comido, o gosto se propagou.

            ‘Keuek! Estes rolos bonitinhos e delicados de Kimbap’.

            ‘Ela é mesmo boa com a culinária’.

            ‘Eu definitivamente desistiria de uma vida de Ramyeon (NT = Nota barafael: é um prato coreano consistente numa sopa de macarrão, é basicamente o ramen japonês – miojão – com outro nome – https://en.wikipedia.org/wiki/Ramyeon) por estes’.

            Ahn Hyundo, os instrutores e os praticantes estavam tristes, o que tornou os rolinhos aparentemente mais duros conforme eles estavam ficando com mais dificuldade de comer.

            Esta foi a primeira vez desde o nascimento que eles estavam hesitantes com comida.

            Depois de um tempo, o mais velho, Ahn Hyundo deu um longo suspiro.

            “Wheww! Então você é a Seechwi?”

            Cha Eunhee educadamente respondeu:

            “Sim, senhor”.

            Ela usava uma linda blusa bege, junto com uma saia bonita que descia até os joelhos. O corpo inteiro dela tinha curvas certas. Ela exalava o auge da beleza de uma dama.

            Embora não fosse tão bonita comparada a Hwaryeong ou a Jeong Hyorin (NT = Jeong quer dizer algo parecido com ‘amável’ ou ‘simpático(a)’ e Hyorin é o nome artístico de uma idol sul coreana – https://pt.wikipedia.org/wiki/Hyolyn), ela era extremamente bela entre o público geral.

            Ahn Hyundo assentiu com sua cabeça.

            “Bem, então continue tratando bem nosso Hoon”.

            Ele levantou e calmamente se dirigiu ao seu escritório, de uma forma pura.

            Porém, na realidade, seu estômago doía a um ponto em que ele tinha que sair da lá. (NT = Nota Antonio: serião msm? kkkkkkkkkk)

            Para os instrutores restantes, Cha Eunhee era o objeto de interesse.

            Palavras escaparam da boca de Cheo Jongbeom:

            “Hyeongsu-nim (NT = Nota barafael: basicamente é um termo usado para se referir a mulher ou namorada do Hyeong – irmão mais velho -, ou seja, seria algo como ‘namorada de meu irmão mais velho’), eu posso perguntar a você algo em que eu estava pensando?”

            Só então, Chung Il Hoon deixou escapar um sorriso largo que não poderia ser parado.

“Fufufu”.

            Isso ocorreu porque Cheo Jongbeom disse ‘Hyeongsu-nim’, um termo que Chung II Hoon não tinha ideia que fosse tão agradável.

            Cha Eunhee revelou seus dentes brancos brilhantes enquanto sorria ligeiramente.

            “Sim, por favor, pergunte”.

            Cheo Jongbeom perguntou cautelosamente:

            “Hmm… em que escola você se graduou?”

            “Isso é…”

            Cha Eunhee tentou responder, mas Chung Il Hoon ficou tenso e o repreendeu:

            “Cara, Jongbeom! Por que saber da escola é importante aqui?”

            Chung Il Hoon largou da escola no ensino médio.

            Os outros instrutores e alunos também eram, de alguma forma, desistentes do ensino médio ou do fundamental.

                Não era algo que eles orgulhosamente colocariam na extremidade de seus cinturões. Se alguém se formasse no colegial, aquela pessoa seria classificada como alguém de elite aqui.

            Então quando Cheo Jongbeom fez essa pergunta inconsciente de sua noção oculta, Chung Il Hoon pensou diferente:

            ‘Ela deve estar constrangida por não ser capaz de se graduar devido a algum incidente’.

            A consideração de um homem cuidadoso.

            Essa era a razão do porquê Chung Il Hoon tinha cativado a mente dela.

            Cha Eunhee respondeu com um sorriso:

            “Está tudo bem. Eu não nenhuma razão para não responder. Eu me graduei em Harvard”.

           “Huh?”

            Cheo Jongbeom estava confuso.

            Você quer dizer a instituição de cursinhos Harvard, no centro da cidade, para aqueles que querem repetir o exame de entrada na faculdade?”

            “É a universidade em Boston, US”.

            “Keoheok!”

            A resposta da qual resultou em uma onda de gritos e, posteriormente, um silêncio profundo.

            Os instrutores e praticantes acidentalmente conheceram alguém da Universidade de Harvard.

            Nesta hora, Ma Sangbeom perguntou:

            “Me desculpe perguntar, mas o que você faz agora?”

            “Eu estou em um hospital”.

            “Oh! Você é uma enfermeira?”.

            “Não, eu sou uma médica”.

            “Me, médica?”

            “Sim, eu sou uma psiquiatra”.

            Os olhos de Ma Sangbeom saltaram.

            Para Chung Il Hoon conseguir uma namorada. A respiração dos instrutores de 30 e poucos anos de idade ficou obstruída.

            Os praticantes também ficaram desesperados.

            ‘Não, não. Não é hora para nós ficarmos sem objetivos e comendo atoa’.

            ‘Nós estamos no final dos 20, enquanto 30 é apenas ao virar da esquina. Para ser capaz de conseguir uma namorada bonita e inteligente…’

            O futuro estava parecendo cada vez mais sombrio para eles.

            Por dentro, parecia como se caísse uma tempestade com trovões, quebrando-os.

            ‘Não pode ser assim’.

            ‘Não há tempo para desperdiçar’.

            Os instrutores e praticantes dispararam.

            “Nós temos que conectar em Royal Road!”

            “Vamos logo conectar!”

            “A vila dos Orcs! Nós devemos ir para aquela vila!” (NT = Nota barafael: kkkkkkkkkkkkkkk coitada da mulherada em Royal Road, principalmente das Orcs fêmeas)

            Todos criaram o mesmo objetivo ao mesmo tempo.

            Naquela hora, a cápsula Ahn Hyundo já estava preenchida e conectada a algum tempo.

            Tão logo eles apareceram em Morata, todos eles correram violentamente em direção a vila dos Orcs.

***

            Estava um estado de urgência na sala de cinema da KMC Mídia.

            “A segunda linha de defesa foi derrubada!”

            “Ele está lutando com o terceiro perímetro”.

            “Sete Lanceiros abatidos, ele não pode ser parado”.

            “Ele matou um Cavaleiro do Reino Bromba! Nível estimado em torno de 360”.

            O Diretor Kang estava ocupado checando o horário dos programas, de modo que ele não podia assistir a tela no momento.

            “Ele os matou em apenas alguns minutos?”

            As equipes dentro da sala de cinema hesitaram um pouco antes de responder.

            “Quase instantaneamente na realidade… nem sequer levou um minuto”.

            “Vocês estão falando a respeito da situação do cavaleiro estar montado sobre o cavalo? Eu penso que todos vocês sabem o quão forte um único cavaleiro nível 360 é. Vocês não cometeram um erro?”

            “O cavalo não parou depois de tudo. Ele correu em uma única direção enquanto Weed estava lutando sobre o seu lombo… em um breve momento, ele golpeou mais de 10 vezes”. (NT = Nota Antonio: Weed nim samurai jack)

            “Isso é possível? Balançar a espada enquanto está sobre um cavalo perturbará o equilíbrio do cavaleiro”.

            “Eu também…No seu lugar eu não conseguiria fazer isso, mas ele fez”.

            “Que monstro”. (NT = Nota Antonio: correção Deus da guerra kkkkkkkkkkkk)

            Nada além de admiração durante a contínua batalha!

            Weed, desde de o início enquanto estava montando no lombo do cavalo branco junto com a princesa colocada atrás dele, cavalgou em direção às linhas inimigas.

            As unidades de arqueiros disparavam flechas a um ritmo enorme, mas ele audaciosamente investiu através. Mesmo antes das flechas, vindas de cima, aterrissarem no local almejado, ele já tinha atravessado pela área.

            Os magos inimigos conjuraram suas magias de ataque, mas o cavalo as esquivava elegantemente ao redirecionar seu corpo.

            Chamas explosivas, fragmentos de gelo e tempestades de relâmpagos!

            O Skeleton Knight (NT = Cavaleiro Esqueleto) demonstrou sua confiável habilidade de montaria e penetrou abordo do garanhão branco.

            Ele, em seguida, ficou cara a cara com as fileiras de Lanceiros e Arqueiros.

            Apenas por ajustar o dorso do cavalo, sempre que as pisoteadas afundavam, lanças e espadas rachavam-se e os Lanceiros, no final da brincadeira de pisotear, sem dúvidas haviam perdido as suas vidas.

            Uma investida irresistível!

            O dano de um cavaleiro montado sobre um cavalo é muito superior durante a investida. O dano era, pelo menos, duas ou três vezes maior.

            O dano pode chegar ao máximo de sete vezes o valor original dependendo da velocidade de investida do cavalo.

            Um escudo para se defender resultará em peças quebradas. Plate Armors (NT = Nota barafael: armaduras de ferro e aço – https://en.wikipedia.org/wiki/Plate_armour) são esmagadas, despedaçadas ou até mesmo arrancadas fora.

            Tropas regulares de infantarias não podem parar a velocidade de galope dos cavaleiros.

            A pé, os cavaleiros têm uma força confiável e uma defesa muito boa, junto com uma alta vitalidade. Porém, para realmente mostrar a verdadeira força de um cavaleiro é necessário que ele esteja montando um cavalo.

            Weed, com a velocidade supramencionada, investiu e penetrou o perímetro.

            De cima, elevando a velocidade extraordinária do cavalo, os movimentos de Weed eram notoriamente extravagantes. A espada em sua mão parecia estar dançando.

            Força e velocidade formidáveis.

            Ele mergulhou no coração do território inimigo, com apenas ele próprio, balançando sua espada através das infantarias.

            Além disso, a despeito de ter sido um duelo contra um cavaleiro de pleno direito, ele ainda triunfou.

            Embora ele estivesse sob o efeito do poder de negar a morte, isso não era nada além de grandeza.

            O Diretor Kang perguntou de uma forma desconfiada, com um tom frio:

            “Ele poderia, possivelmente, ter experiência em ser um cavaleiro…originalmente?”

            “Talvez, mas nós não sabemos”.

            “A aplicação diz que ele é um escultor”.

            “Pode ser que seja apenas um hobby secundário”.

            Meras especulações, mas os broadcasters (NT = quem transmite os programas, são os apresentadores basicamente) determinaram que era algo sensato o suficiente.

            Na verdade, com as imagens que estavam sendo enviadas, não houve nenhum ponto em que se mostrou profundamente as informações do personagem, visto que era algo que derivava da linha de princípios em relação aos broadcasters.

            Tais coisas como as circunstâncias de Weed também eram desconhecidas.

            Pedir coisas como informações de itens, habilidades ou informações acerca de personagens, a fim de formar um contrato era algo perto da fronteira de um pedido irracional por parte de um broadcaster ou emissora de transmissão, porque aqueles eram segredos importantes da pessoa que autorizaria a transmissão de seu jogo.

            “Ele é versátil em todos os lugares do campo de batalha”.

            “Eu gostaria de ter um cavaleiro me salvando assim também…”

            “Romântico, tão romântico. A emoção de ter um cavaleiro sobre um cavalo branco é algo que eu posso desfrutar… “

            As escritoras estavam maravilhadas com a batalha.

            A princesa ingênua que espera retornar ao seu país de origem! Ela se entregou a um cavaleiro sobre um cavalo branco.

            Era algo saído de um romance ou algo de algum sonho desejável.

            É claro que, dentro daquelas histórias, os cavaleiros eram jovens homens bonitos. Em contraste, aqui o cavaleiro era um esqueleto sem uma única carne em seus ossos.

            “Você não quer apenas ser segurada naqueles braços?” (NT = Nota barafael: versão em inglês fala em ‘chest’, que quer dizer peito/tórax, adaptei para braços para fazer sentido)

            “Eu acho que os cavaleiros em Royal Road são tão tranquilos e legais”.

            Por outro lado, vendo a batalha de Weed, o Diretor Kang liderou o grupo na sala de cinema.

            “Nós não sabemos o que surgirá. Membros da equipe de produção, não se atrevam a perder qualquer coisa!”

            “Sim!”

            “Equipe de investigação. Dependendo do trabalho de hoje, a vocês pode ser definido um bônus para este ano. Não adormeçam. Mesmo se estiverem com sono não se atrevam”.

            “Nós absolutamente não o faremos até o final da batalha, Diretor-nim”.

            “Outros membros da equipe também, se verem algo único ou se tiverem uma pergunta em relação a algo, vocês têm de falar”.

            A batalha que foi famosa na história do Continente de Versalhes.

            A batalha do passado que estava alheia ao conhecimento de todos, exceto para aqueles que escreveram a história do continente.

            Porém agora, as cenas da batalha mais feroz do passado poderiam ser vistas novamente.

            “Encontrei um manto raro! Não sei o que é, mas a defesa magica é excelente”.

            “Há também a raça de gigantes. Parece ter mais de 200 deles aproximadamente”.

            “Habilidade especial?”

            “Demonstraram uma força magnífica… eles não usam armas ou magias”.

            “Certo. Vamos ver… até agora essas espécies descobertas não foram registradas e, do lado das habilidades, também é evidente isso?”

            “Agora? No lado dos magos, há 57 novas magias desconhecidas sendo utilizadas”.

            A visão deles foi preenchida com as magias dos Magos ou com as habilidades dos Cavaleiros e Guerreiros durante o Conflito de Palrangka.

            No presente momento, havia um número enorme de magias que não eram passadas através da profissão. Aqui, os efeitos daquelas magias perdidas e os seus poderes eram capazes de ser revelados.

            Para os Magos, tentar recuperar uma magia útil do passado ou desenvolver uma nova magia, era algo como passar vários dias e noites à espera de uma gota de chuva no meio de uma seca.

            Na linha das características escolhidas pelos Magos, que haviam completado o segundo avanço de profissão, eles também poderiam optar por escolher criar a sua própria magia através dos meios apropriados ou de reunir informações para restaurar uma magia antiga.

            Dados sobre magias, itens, espécies, etc, todos eram raros.

            Era mais especial para esses tipos de aventureiros.

            A partir daqueles que procuram obter informações de uma missão rara, os pedidos especiais de informações depois de terem visto o Conflito de Palrangka seriam provavelmente em número elevado.

            Junto com as espécies, os Reinos participantes da guerra naquela época, agora estão extintos.

            Se fosse para estes, aqueles aventureiros definitivamente reagirão ao Conflito de Palrangka.

            “Jackpot”. (NT= Sorte grande)

            “Uma enorme quantidade de informações e olhe para a escala dessa batalha”.

            “Nem sequer importa mais onde está a audiência”.

            “Haverá pelo menos 2 meses dignos de controvérsias sobre o Conflito de Palrangka”.

            Os membros da equipe de investigação gritaram de alegria.

            Desde de o show de Weed em Todeum, eles seguraram as suas decepções calmamente dentro de si por tanto tempo!

            Contudo, ficou claro para eles do porquê do curso das ações de Weed foram tais durante a aventura.

            Para os outros, se eles tentassem romper com força através de uma missão difícil, eles iriam fundamentalmente apenas causar mais sofrimento para eles próprios, em vez de qualquer outra coisa.

            ‘Reino de Sunbain. Acabei de chegar à província de Herotai… Eu me pergunto que tipo de missões eu posso obter aqui?’ (NT = Nota barafael: essa frase ficou meio ‘jogada’ na versão americana, mas acredito que seja um pensamento de Weed durante a batalha).

            O corpo do Diretor Kang estava ficando inquieto e estava se tornando difícil de suportar.

            Alguns minutos se passaram.

            “Weed. O que ele está fazendo agora?”

            Ele estava examinando apressadamente os papéis de análises escritas da equipe de investigação, de modo que ele não levantou a sua cabeça quando perguntou.

            “……”

            Embora ele tivesse esperado um longo tempo, não houve respostas.

            Havia mais de uma centena de pessoas dentro da sala de cinema, mas nenhuma o respondeu depois que ele perguntou. Claro que havia aqueles que estavam em outros departamentos, o que significava que não era a sua vez de responder, mas entre aqueles presentes, mais de 50 pessoas estavam sob o comando do diretor.

            Em seguida, houve um súbito silêncio na sala de cinema.

            “Por que ninguém está me respondendo?”

            O Diretor Kang levantou a sua cabeça.

            Desta vez também não demorou muito para contemplar o enorme espetáculo.

            Ele voltou a sua atenção para a tela.

            Weed estava voando no céu.

            Mais surpreendente ainda, ele estava em cima de um Drake. (NT = Nota Antonio: Caralh…. que Foda!!; Nota Dargel: Weed não cansa de ser foda não?; Nota barafael = kkkkk pqp, agora é um Drake, não é aqueles wyverns com cara tudo torta que ele criou, mto épico)

            “O qu, o que aconteceu?”

            Não foram os funcionários que responderam, mas sim Oh Dongman (NT = Pale):

            “Isso é, ele estava sendo severamente atacado por vários Drakes. Junto com os ataques de fogo a partir céu, eles também usaram suas garras para arranhá-lo. Ele se esforçou consideravelmente para evita-los”.

            Era incrível conseguir evitar a investida de flechas ou ataques mágicos com apenas suas habilidades de montaria, mas quanto aos Drakes, eles não só cuspiram fogo, eles o perseguiam de forma agressiva, fazendo disso uma tarefa cansativa.

            Mesmo se o ritmo deles na planície fosse aceitável, ainda era difícil despistar os Drakes, paralelo com o fato de que a superfície do campo de batalha estava coberta de monstros e soldados inimigos.

            “E então?”

            “Então, em algum ponto, ele pulou em cima de um Drake e montou a coisa”. (NT = Nota Antonio: desse jeito até parece que foi fácil; Nota Dargel: Pô, pera aí, vou subir em cima desse Drake aqui rapidão… Weed, se existisse, já podia ser contratado para o circo du solei)

            O Drake não era domesticado por humanos, por isso resistiu ferozmente. A besta tentou o seu melhor para se livrar de Weed disparando fogo e girando o seu corpo no ar.

            Os companheiros Drakes também observaram a cena.

            Eles coletivamente ajudaram soltando fogo de seus focinhos.

            Sempre que eles faziam isso, Weed se movia como um raio para o lado oposto abordo do Drake e atacava os outros que estavam próximos.

            Duelo aéreo!

            No meio de um monte de Drakes nos céus, a batalha era empolgante em cada movimento individual.

            “Waaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!”

            Com o golpe de Weed, um grito explosivo ressoou.

            O Drake urgentemente agitou suas asas e começou a subir para altitudes maiores.

            Junto com o grupo de Drakes ascendendo, o espírito das pessoas que assistiam também ficava cada vez mais alto.

            “Keoeoeok!”

            “Oh meu Deus!”

            “Este aqui, 20%, 30% da audiência não será nem mesmo suficiente”.

            “Jackpot, Jackpot! Com isto feito apropriadamente, nossos bônus deste ano estão definidos”.

            No chão, o histórico Conflito de Palrangka ainda estava acontecendo.

            Dezenas de milhares de seres humanos e de outras raças brigando sobre a supremacia deste mundo.

            Em algum lugar no céu, a batalha no ar com os Drakes ainda estava ocorrendo, em meio ao irritante brilho do sol e ao lado das nuvens à deriva.

            Os Drakes têm uma tremenda velocidade e movimentos irregulares incríveis e quem estava batalhando contra eles era o Skeleton Knight Weed! (NT = Nota Antonio: o cara mais pika das galáxias ahsuahusahus)

            A excitação deles era tão alta que eles se esqueceram de engolir.

            “Isso é realmente como uma pintura. O cavaleiro heroico lutando a fim de proteger a princesa…”

            O conto era bom.

            Em razão da cena ser tão romântica, aqueles com apenas uma quantidade razoável de sensibilidade não teriam escolha a não ser se tornarem imersos nela.

            Então, de repente, uma pessoa bateu as mãos.

            “Ah!”

            “Por que? O que aconteceu? Encontraram alguma coisa?”

            “Isso é…”

            “É o que?”

            “A princesa morreu”.

            “O qu, o que?”

            “Hmm… olhe para a parte de inferior da tela. Ela foi negligenciada então ela morreu junto com o cavalo branco”.

            “……”

            Weed, que aparentemente estava completamente imerso na batalha, tinha abandonado o fato de que ele estava cuidando da princesa e do cavalo branco!

            Ele pulou sozinho sobre o Drake e audaciosamente lutou o combate emocionante, enquanto a princesa terminou morrendo no alcance de um monte de monstros.

            As escritoras estavam frustradas.

            “Princesa Remyyyy!”

            “Ahh! Nossa princesa morreu!”

            Eles tinham dado toda a sua empatia para a princesa de modo que o choque foi tão grande quanto o colapso dos céus!

            Os membros da equipe reunidos na sala de cinema estavam tão desanimados.

            Eles tinham colocado expectativas tão altas sobre Weed e, infelizmente, ele foi incapaz de manter a princesa viva.

            “Nossos bônus”.

            “Minhas férias…”

            “A promoção também…”

            Embora soasse doentio, as equipes ainda tinham esperanças com esse Conflito de Palrangka e com a participação de Weed nele. Eles não sabiam como isso iria repercutir no público quando eles publicassem.

            Embora, naquele momento, todos eles se sentiram recompensados por estarem trabalhando na KMC Mídia depois de terem visto o feito do Jeonshin Weed.

________________________________________________________

Tradutor: Antonio Pinheiro

Revisão/Adaptação: Gabriel Uchôa e barafael

Formatação: Antonio Pinheiro

Edição: barafael

Fonte da tradução: http://lmstranslation.blogspot.co.il/p/volume-13-01-05.html

________________________________________________________

Capítulo Anterior  |  Próximo Capítulo

37 comentários sobre “LMS – Volume 13, Capítulo 2: O Cavaleiro da Princesa

  1. Será que os espectadores vão associar o Cavaleiro da Princesa in game (Weed/Skeleton Knight) com o Cavaleiro da Princesa na vida real (Lee Hyun fazendo a gincana e carregando sua irmã)? kkkkkk

    Curtir

  2. terminei de ler agora, nossa cara vacilo, como assim a princesa morreu, ‘-‘
    será que ela vai reviver de alguma forma ?
    pq tipo, até agora, ele nao perdeu nenhuma missao, possa ser que seja a primeira, mas vei, falhar na missao? não é uma atitude de weed.

    Obrigado pelo capitulo, ansioso para o prox e saber o que vai acontecer com o weed e a missão,
    de todo jeito, a recompensa por ele ir na batalha, ganhando xp, já é lucro, só nao sei se ele, vai voltar para a era original por ter falhado na missao, ou vai continuar por la ate morrer ou acabar a guerra, ou a missao nao falou ainda, o que será que vai acontecer? ARG

    Curtir

    • Eu ainda acho que tem um truque nisso ae, pq ele fala claramente para a princesa: “Você deve estar disposta a acreditar em mim. Não se assuste com tudo que acontecer, você deve confiar apenas em mim”. Weed não dá ponto sem nó, tem que haver algum truque.

      Curtir

      • ele deve ter feito acharem que a princesa morreu, só q ele escondeu ela, ai depois que a batalha acabar, ele pega ela, e leva ela sã e salva.

        Quando ve, ela morreu msm kkk

        Curtir

    • pra min, jeoshin weed nao daria esse mole, deve ter algo escondido q agente n ta vendo.. Ou algo por tras das cenas q vai ser melhor ainda do que se tivesse resgatado a princesa. Cara weed so é pobre de nascença(fudido asuuas), ate quando ele vai se ferrar ele consegue…

      Curtir

  3. Cara muito obrigado a todos que ajudaram a trazer esse capitulo pra gente.
    PQP o que falar desse cap, eu aqui com os olhos grudados na tela visualizando essa batalha épica, foda do caralh… e do nada “A princesa morreu” quase cai pra trás de tanto rir.

    Curtir

  4. Parabéns pelo ótimo trabalho
    Adoro essa novel
    Weed show d mais
    Louco para o próximo capítulo
    É uma pena pensar que o Weed não conseguirá
    Continuar a fazer a missão já que a princesa morreu ele deve voltar
    Pra torre do herói

    Curtir

  5. Manooo que capítulo épico
    Caralho essa autor é foda de mais cada história melhor que a aoutra e a forma que chega no clímax chega a arrepiar, vey n tem palavras pra descrever isso cara, NAO TEM!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s